quinta-feira, 29 de maio de 2014

O Brasil incomoda o Mundo?


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Paulo Roberto Gotaç

O Ministro do Turismo, Sr. Vinícius Lage, em recente entrevista à BBC-Brasil, sugere que o país está a sofrer as consequências de um bombardeamento da mídia nacional e internacional, às vésperas da Copa do Mundo, por ostentar, segundo ele, um quadro de "economia que cresce e incomoda" no cenário internacional.   
Trata-se de uma declaração que intriga qualquer cidadão  com capacidade mediana de observação, pois o índice de crescimento do PIB está abaixo de pífios 2% há pelo menos dois períodos anuais consecutivos, índice bem inferior até em relação a vizinhos latino-americanos. 
É difícil, portanto, admitir que o crescimento por aqui incomoda o mundo. 
Seria mais lógico especular o contrário, que o mundo é que incomoda o Brasil na medida em que, com a interdependência global que prevalece na economia atual, uma deterioração econômica duradoura, num país com a importância geopolítica do nosso, trará repercussões graves para o sistema. 
Logo adiante, na mesma entrevista, o Ministro destaca a ampliação da infraestrutura turística nas últimas décadas, as petistas, naturalmente, dado  que contrasta com o constrangedor fato dando conta de que o viajante brasileiro vem batendo recordes sobre recordes de gastos no exterior . 
Ao afirmar também que o governo investe consideravelmente em setores básicos, esquece-se que o país está pessimamente classificado em educação, com número desconfortável de analfabetos,  e que a rede de escoamento da produção é deficiente, o que prejudica a sua competitividade, ao mesmo tempo que constrói portos em outras terras e perdoa misteriosas dívidas com países cujo nome o cidadão mal conhece. 
Por outro lado, poderá ser qualificado de bombardeamento a divulgação do fato de que o número de homicídios no país tenha aumentado consideravelmente nos últimos anos e o nível de segurança pública oferecida ao cidadão está abaixo do aceitável? 
Por tudo isso, são preocupantes sim os gastos e os desdobramentos dessa copa oferecida à FIFA pelo Brasil  num rompante de populismo e oportunismo político. 
Assim, recomenda-se ao Ministro e a outras autoridades oficiais que venham a se manifestar, mais comedimento em suas análises e que se abstenham de formular relativações inúteis como, por exemplo, a lembrada na entrevista, dando conta de que também ocorreram manifestações e repressões em Londres.


Paulo Roberto Gotaç é Capitão de Mar e Guerra, reformado.

3 comentários:

Anônimo disse...

O Brasil virou a piada pronta do mundo. Que pena; que bom!

Lamarca disse...

Esta declaração mostra como o pessoal do PT não gosta do que vem de fora, querem fazer sua salada, se fechar ao mundo e dar as costas aos outros, pq os outros são os bons e competentes, é igual criança que faz coisa errada e se esconde dos pais e se acha injustiçada e perseguida.
Não há o que mostrar de bom e correto aí se fazem de vitima, é triste, amadurecam!!!

Loumari disse...

Lamarca,

olha para o seguinte detalhe: O Brasil desistiu de frequentar a corte dos grandes que são as naçoes de velha Europa, os Estados Unidos e Canadá, e foi fazer aliança com as piores naçoes no continente Africano. Até pagaram aos dirigentes destas piores naçoes africanas, para o Brasil ser idolatrado por eles.