sábado, 24 de maio de 2014

O período sinistro da história do Brasil


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Ronaldo Fontes

Características fundamentais do período comprendido entre 1985 e 2014 no Brasil.- O "Período Sinistro".

1. A cartilha de direitos humanos elaborada por Andrei Sakharov e entregue a Jimmy Carter que  se encarregou de difundi-la no ocidente, provocou a total impunidade em países subdesenvolvidos.No Brasil, apenas 3% dos crimes são solucionados.Foram mais de 2 milhões de vítimas de latrocínio em apenas 20 anos.Direitos humanos apenas para criminosos que recebem, inclusive, bolsa reclusão.

2. Os Presidentes da República são verdadeiros ditadores e corruptos. Governam através de decretos e subornam os parlamentares para aprovar seus projetos.

3. Os ministros do Supremo Tribunal Federal são indicados pelo presidente da República, criando uma dicotomia deletéria aos princípios democráticos republicanos.

4. As instituições são infiltradas em todos os escalões com partidários dos governos. Método chamado de "Aparelhamento" do Governo.

5. As Forças Armadas são progressivamente desarticuladas. Os militares com soldos cada vez menores e condições de dissuasão cada dia mais precária.

6. Os serviços públicos são em realidade desserviços, tal a desfaçatez em seu exercício.

7. O ensino público forma um exército de ignorantes com diploma embaixo do braço, que não sabem decifrar um parágrafo. A própria presidente é incapaz em seus pronunciamentos públicos, construir um parágrafo inteligível.

8. Um dos ex-presidentes afirma aos jovens que não é necessário estudar. A exemplo de seu filho que ficou milionário em poucos anos.

9. Outro presidente é a favor da liberação das drogas, com objetivo de bestializar a juventude.

10. Nesse  período houve uma proliferação de ong's nacionais e internacionais, financiadas por governos que possuem interesses em nossas riquezas, as quais promoveram junto com nossos parlamentares, tecnocratas , antropólogos e pesquisadores internacionais a criação de reservas indígenas sobre as terras com sub-solo mais rico do país. Agora trabalham para que essas terras sejam independentes do Brasil.

11. Há nitidamente um esforço dos governos desse período para destruir a família, através da liberação das drogas, aborto, exacerbação do sexo explícito e da gravidez precoce.

12.Houve um aumento exagerado de programas sociais sem o devido lastro, sustentados po uma avalanche de impostos que a indústria nacional livre não suportou ,  aniquilando o parque industrial genuinamente nacional.

13.Os partidos políticos brasileiros possuem ramificações ou ligações espúrias com entidades internacionais , nacionais e governos. Em desacordo com a nossa Constituição.

14. Organismos não oficiais, como o Foro de São Paulo, determinam as políticas nacionais e internacionais que o governo deve exercer.Determinam essas ações em reuniões inclusive dentro do território brasileiro e cultuam a revolução socialista na América Latina .

15. O crime organizado tomando conta das instituições.

16. Não existe democracia. O povo não participa das decisões de governo.Todos os programas são feitos por alguns poucos "iluminados".

17. Além da prevaricação, os servidores, não todos, utilizam as instituições para desvio de recursos públicos.

18. Os governantes são fantoches do grande poder econômico e político transnacional.

19. O governo trabalha para destruir o Estado que o abriga.

20. O único segmento da sociedade que pensa coletivamente é o crime.   

21. Os meios de comunicação  promovem o conhecimento negado. A população é ignara.

22.É tempo de anomia. A força deverá imperar.

23. Somos levados artificialmente à pobreza e ao conflito entre irmãos em um país extremamente rico. A quem isso interessa?

24. Vamos refletir antes que um mal maior aconteça. Não sejamos tolos. Nosso conflito interno interessa apenas ao inimigo que não está gastando nem  uma bala para nos dominar.A dominação foi das mentes, através dos meios de comunicação que bestializam o povo.

25. Grande parte  das instituições foram desacreditadas através dos anos.


Ronaldo Fontes, Médico, é presidente do Instituto Foro do Brasil.

5 comentários:

Loumari disse...

Lendo esta redação do Dr Fontes, a coisa está feia mesmo! Tenho uma lágrima no canto do olho.



E entretanto o povo brasileiro está no seu elemento a navegar ao rítmo das sórdidas e abomináveis telenovelas, agora em festa com a vinda do mundial. Só que, enquanto estão a se embriagarem nas suas festas, o estrangeiro está a se apropriar de todo o Brasil. Já está o país invadido pelos islamistas, já está saturado dos piores feiticeiros que são os haitianos, e sem falar do exército cubano que vai tomando posse de todos postos estratégicos no país. E o povo brasileiro virá a ser o hamburguer entre dois pães. Gog e Magog

Anônimo disse...

O povo brasileiro tem força para reagir?
Lima Barreto já afirmava, lá pelos idos de 1920, que não, ao sacramentar: - "O Brasil não tem povo; tem público" -.

Lamarca disse...

Não há tempo para refletir, mas para agir, mas está tudo tão bem articulado e dominado pelos governos e o povo acomodado num conforto jamais visto, diversão, comida farta, como vão reagir dessa maneira essa nova geração...isso tudo tira a essência mental e fisica do ser humano, pelo menos aqui no brasil é a decadência total do social.

Anônimo disse...

Saudades do Dr. Eneas

Anônimo disse...

Por Nelson Rodrigues:"O subdesenvolvimento não se improvisa: é obra de séculos". Por aqui parece não levar tanto tempo assi.