domingo, 28 de dezembro de 2014

Ciência, Tecnologia e Inovação


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Paulo Roberto Gotaç

O deputado que apresentou na década de 90, projeto de lei para que o uso da tecnologia nas repartições públicas fosse reduzido ou até suprimido e que não se empregassem termos ou expressões tais como: software, mouse, drive-in, hardware, pizza, look, hard-disc, pen-drive, pop, milkshake, topless, big brother, download, upload, zoom, hot-dog, laser, desktop, diet, top model, delete, notebook, laptop, fashion, e-mail, smartphone, input, output, disc-jockey, baby doll, bit, byte, motocross, fast food, slow motion, upgrade, kit, ketchup, show, chip, fax, modem, video-game, jazz, link, remix, shopping, lan house, freezer, hamburguer, ranking, pit stop, grid, pole position, blues e tele-marketing, entre muitos outros, é o mesmo que "...à noite, depois de receber pelo correio as últimas notícias da Albânia, ele sonhava com os bons tempos das folhas de papel almaço, das canetas tinteiro e das ligações telefônicas feitas através de telefonistas" (sic), como conjecturou Cora Rónai em seu excelente artigo recentemente publicado, "A grande patada natalina". 

Agora, pasmem: esse é o político escolhido por Dilma para, em seu segundo mandato, ser o titular da pasta de Ciência, Tecnologia e Inovação.  
Será que a presidente não sabe - como declara acontecer em outros setores da vida nacional - quem está nomeando? 

Ou deseja somente fechar o mais rapidamente possível o polígono de 39 lados e agradar a teia partidária da base? 

Enigma, que só um bom "chip" poderá resolver. 


Paulo Roberto Gotaç é Capitão de Mar e Guerra, reformado.

Um comentário:

Loumari disse...

Embruteceu-se todo o homem e não tem ciência; envergonhou-se todo o ourives de imagem de escultura;
porque a sua imagem de fundição é mentira, e não há espirito em nenhuma delas.
Vaidade são, obras de enganos: no tempo em que EU AS VISITAR, PERECERÃO.
( JEREMIAS 51:17 )



Todos nós neste momento estamos de visita neste lugar(terra), só estamos de passagem. Viemos só para observar, aprender, crescer, amar e regressar a casa.
"Ditado Aborígena (Australia)"



Porque ímpios se acham entre o meu povo: cada um anda espiando como se acaçapam os passarinhos;
armam laços perniciosos, com que prendem os homens.
Como uma gaiola cheia de pássaros, são as suas casas cheias de engano: por isso se engrandeceram, e enriqueceram.
Engordam-se, alisam-se e ultrapassam até os feitos dos malígnos; não julgam a causa dos órfãos, para que eles prosperem;
nem julgam o direito dos necessitados.
Não castigaria eu estas coisas? diz o Senhor; não se vingaria a minha alma de uma nação como esta?
Coisa espantosa e horrenda se anda fazendo na terra.
( JEREMIAS 5:26 )



Não confundas o amor com o delírio da posse, que acarreta os piores sofrimentos. Porque, contrariamente à opinião comum, o amor não faz sofrer. O instinto de propriedade, que é o contrário do amor, esse é que faz sofrer. Por eu amar a Deus, meto-me a pé pela estrada fora, coxeando penosamente para o levar aos outros homens. E não reduzo o meu Deus à escravatura. E sou alimentado com o que ele dá a outros. Eu sei assim reconhecer aquele que ama verdadeiramente: é que ele não pode ser prejudicado. O amor verdadeiro começa lá onde não se espera mais nada em troca.

"Antoine de Saint-Exupéry
França 1900 // 1944 Escritor/Aviador