sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

O interesse nacional tem de falar mais alto


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Gelio Fregapani

A situação é preocupante. Colocados ativistas políticos nos postos chave, estes aproveitaram suas funções para roubar, roubar para o partido e para si mesmos. Estes canalhas (na maioria do PT), merecem sim a pena capital, mas eles, não as empresas, como a Petrobras, que já ficou muito prejudicada e para piorar a situação o preço do petróleo segue em queda, provavelmente respondendo também a fatores geopolíticos. Se o preço cair abaixo de 45 US$ por barril o pré sal deixa de ser lucrativo.

Com a instabilidade política atual persiste o assédio para que se desnacionalizem as poucas grandes empresas públicas e privadas que ainda lhe restam, sendo o principal ataque , naturalmente, é sobre a Petrobras e essa campanha encontra eco em pessoas que não enxergam o prejuízo que isto significaria.

A Petrobras é a espinha dorsal do desenvolvimento industrial brasileiro. A cadeia produtiva e comercial do petróleo e do setor naval representa mais de 10% do nosso produto interno bruto, constituindo a principal ancora da indústria de bens de capital.  É uma empresa criadora e difusora de tecnologia, de investimentos e de produtividade que beneficiam toda a economia. Foi graças aos seus esforços que se descobriu as reservas do pré-sal e é ainda graças à sua tecnologia original de produção que o Brasil já retira do pré-sal, em tempo recorde 700 mil barris diários de petróleo, que brevemente alcançarão mais de 2 milhões, assegurando auto-suficiência e a exportação de excedente.

Entretanto, só o corte de investimentos previsto, da ordem de 30%, já provocará impacto negativo de 1 ponto percentual no PIB, sem contar a queda na arrecadação tributária, aumento do desemprego e outras conseqüências nefastas para uma economia já combalida. A perda de Know How já é difícil de mensurar. O prejuízo que causaria a destruição da Petrobrás então seria inimaginável.  O desgaste e a desnacionalização da Petrobrás interessam a muita gente, mas não ao Brasil.

Há quem esteja convencido de que, sem ruptura institucional completa, não há esperança de o Brasil deixar de continuar afundando, com a corrupção desenfreada, mas mesmo para isto não é preciso acabar com a Petrobras e nem derrubar a economia. Além disto os postulantes parecem ser da mesma laia, sendo que alguns, para tomar o poder, se declaram simpáticos a certa privatização mesmo que os novos donos sejam estrangeiros. Esses são ainda mais perigosos do que os corruptos.

Gelio Fregapani é Escritor e Coronel da Reserva do EB, atuou na área do serviço de inteligência na região Amazônica, elaborou relatórios como o do GTAM, Grupo de Trabalho da Amazônia.

7 comentários:

Anônimo disse...

Sr. Gélio, bom dia!
Numa federação de verdade, seria saudável termos um judiciário independente, um Banco Central independente, as entidades federadas, independentes, etc...
Cada um com sua atribuição e sua independência, contribuindo com seu elo, para a formação da corrente.
O PT veio para romper, corromper, avacalhar, roubar, desvirtuar e destruir toda esta rede, "politizando" - no mau sentido, toda a máquina administrativa federal, estadual e municipal.
Através de ilusionismos, mentiras e enganações, e com o nosso dinheiro, chegou à situação atual.
Antes de sabermos como remover esta quadrilha do poder - e não sabemos, pois na prática, ainda estamos nas teorias - deveríamos entender como deixamos a situação chegar a este ponto.
O Ives Gandra Martins já demonstrou que estão dadas as condições necessárias e suficientes para o impechment legal.
Confirmada a denúncia de 200 ou 300 milhões da verba da campanha da Dilma, desviada da Petrobrás, nem é necessário impechment.
Basta o TSE - seguindo fielmente a lei e a constituição - declararem nula a eleição, e convocarem uma nova, onde a Dilma e seu vice ficam impedidos de concorrer.
É só aplicar a lei...
Abraço, e continue denunciando!

Anônimo disse...

Sr. Gélio, bom dia!
Numa federação de verdade, seria saudável termos um judiciário independente, um Banco Central independente, as entidades federadas, independentes, etc...
Cada um com sua atribuição e sua independência, contribuindo com seu elo, para a formação da corrente.
O PT veio para romper, corromper, avacalhar, roubar, desvirtuar e destruir toda esta rede, "politizando" - no mau sentido, toda a máquina administrativa federal, estadual e municipal.
Através de ilusionismos, mentiras e enganações, e com o nosso dinheiro, chegou à situação atual.
Antes de sabermos como remover esta quadrilha do poder - e não sabemos, pois na prática, ainda estamos nas teorias - deveríamos entender como deixamos a situação chegar a este ponto.
O Ives Gandra Martins já demonstrou que estão dadas as condições necessárias e suficientes para o impechment legal.
Confirmada a denúncia de 200 ou 300 milhões da verba da campanha da Dilma, desviada da Petrobrás, nem é necessário impechment.
Basta o TSE - seguindo fielmente a lei e a constituição - declararem nula a eleição, e convocarem uma nova, onde a Dilma e seu vice ficam impedidos de concorrer.
É só aplicar a lei...
Abraço, e continue denunciando!

Anônimo disse...

E quem vai aplicar a pena capital (que considero até pouco, deveriam ser dias e mais dias de tortura antes da morte) a esses bandidos? Eu não vejo homem para isso no Brasil, muito menos nas fileiras das Fraquezas Desarmadas, que se fizer alguma coisa, vai acabar repetindo as mesmas cagadas do passado e passar a mão na cabeça desses pilantras todos.

Anônimo disse...

A mesma conversa pseudonacionalista de sempre, no final, contra as privatizações. Ou seja, a solução proposta por essas antas que vestem farda é a mesma da esquerda, só que na ponta direita: mais estatismo!

Não. Com esse tipo de mentalidade de tapir, jamais sairemos do lugar. Privatiza tudo, escancara a economia, estimula a livre concorrência, e as empresas nacionais que se virem e rebolem para competir, oferencendo produtos e serviços de qualidade!

Anônimo disse...

Impeachment que nada! Intervenção constitucional PORRA NENHUMA! Temos que ter revolução! Cabeças dos canalhas rolando, sangue de bandidos escorrendo pelas ruas...Só assim para termos alguma perspectiva de futuro. Mas não há homem nas FFAAs que entenda a necessidade de deixar de ser um cagão "legalista" por algum tempo para modificar o rumo de nossa História...Enquanto isso, quem opera à margem da lei, ri-se dos imbecis e continua saqueando o país e escravizando seu povo...

Anônimo disse...

No Brasil, a administração pública é sempre corrupta...privatizar como na era FHC tbm foi uma piada com dinheiro do BNDS...mas quem ignora que PTralhas só pioraram o país? Além de prontos para se refugiar na ilha particular de fidel em último caso...
O sistema político aqui é predador da Nação.

Anônimo disse...

Coronel Gélio:- Por favor, entenda o seguinte: A Petrobrás é um ELEFANTE BRANCO, um cabide de empregos, e nada mais do que isso ! Fundada a 60 anos, e até hoje sequer conseguiu levar o Brasil à autossuficiência de petróleo ! É o cúmulo. Veja a Vale do Rio Doce, que depois de privatizada, tornou-se uma das maiores do mundo, sem contar que passou a pagar enormes quantias em tributos ! Além de desonerar o governo das pesadas contribuições ao seu Fundo de Pensão . Pior ainda: é no mundo uma das raríssimas companhias petrolíferas de cunho governamental, motivo inclusive de chacota internacional nestes tenebrosos dias para a Pátria. Devia ser loteada e vendida a particulares. Se possível para grupos nacionais. Se não, é melhor abri-la para o mercado mundial, como fez a China, no que se deu muito bem... Admiro sua postura nacionalista, também o sou, Coronel, mas o mundo mudou, tanto que hoje até a Petrobras tem refinaria nos USA !