domingo, 28 de junho de 2015

A Falência de uma Nação


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Henrique Abrão

Quem acreditava que a vergonhosa derrota de 7x1 para a Alemanha seria um recomeço da tragédia viu outra pior: a desclassificação para o Paraguai, nada mais humilhante e vexatória.

A corrupção leva, por certo, à falência de uma Nação moral e eticamente. Assim como na política, cuja bandeira traz denuncias diárias de desvios de dinheiro, na desmoralizada agremiação dirigida por dirigentes, sob suspeita, ou presos, o que mais de poderia esperar de uma seleção que foi campeã 5 vezes do mundo? Absolutamente nada.

As pedaladas do governo se confundem com as peladas dos campos
e estádios. Antigamente não tínhamos boas arenas. Hoje foram construídas, mas acabou o futebol. Jovens talentos com menos de 16 anos já entram para os grandes clubes dos países estrangeiros, enquanto
capengam pelos gramados iniciantes e antigos craques da bola, uma lástima.

Nossas lembranças do passado nada se comparam com o quadro atual, e nosso estágio de atraso. Em todos os setores do Brasil,da economia, da política, do futebol, dos serviços públicos, dos hospitais, planos de saúde, enfim o lucro fácil e as vantagens indevidas nos mostraram um caminho de trevas e absurdos.

O mais incrível é que perdem o jogo, mas saem sorrindo e dando tapinhas nas costas e se abraçando. E com a maior cara de pau vão dizer que o adversário jogou bem. Se continuarmos assim, evidente, nem para a próxima copa conquistaremos vaga.

Eis o retrato nu e cru de uma Nação forjada na corrupção, na perda de valores, na destruição da moral e de bases para que a sua juventude fosse
amparada e prestigiada com o leque de opções. E, seguindo o velho adágio, pior que está poderá ficar se o governo não atrapalhar

Porém quando interveio no futebol e colocou o patrocínio da CEF,
tirou a concorrência e o âmbito da competição. No exterior a maioria dos clubes é na forma de sociedade anônima. Tem uma média de publico de 60 mil pagantes por jogo. Aqui arruaças e brigas, com interdição da arena Fortaleza, falta de educação e cultura na população que sobrevive com bolsas sociais que cobrem as misérias e chagas de uma sociedade desunida e sem rumo certo para o próprio futuro.

De todos os ângulos que vemos, ainda forças do atraso querem proteger aos corruptos e defender com unhas e dentes suas gritantes falhas, como se fosse possível um deleite dessa natureza. Vejamos a grande diferença: os dirigentes presos na Suíça já estão à disposição da Justiça. Lá, diferente daqui, não há espalhafato ou briga ou prova extraprocessual, até
utilização de quatro instâncias para soltura do preso.

Nossa imprensa marrom faz muito barulho, e infelizmente a liberdade hoje, tão cara no passado, é trocada por vantagens e mais favores, empréstimos governamentais. Chegamos ao abismo, talvez, mas se não houver uma reviravolta no rumo da economia, controle da Selic, e investimento pesado na produção, ficaremos no atoleiro das más notícias.

Ganha-se muito no futebol para se jogar uma pelada. E olha que os jogadores ficam hospedados nos melhores hotéis, conforto, carro e avião, para enganar a Nação e ridicularizar o País. O pão e o circo acabaram definitivamente. A inflação e falta de emprego colocam em risco as conquistas do passado.

O futebol, que antes era o retrato de felicidade do povo, hoje está na UTI. E caso não reestruture tudo, desde a base, no direito de imagem, na profissionalização, concentrará vexames e exposições ao ridículo. Com dois técnicos gaúchos - Felipão e Dunga - já vivemos o mais dramático. O primeiro uma goleada inesquecível; o segundo perdendo para o Paraguai...

Do que seremos capazes no futuro? O preço de uma metástase da corrupção é a falência moral e de valores de uma Nação. Sem repensarmos o amanhã ético, decente e moralizante nos movimentaremos em areia movediça.

Acorda sociedade civil e se una para por fim à destruição mediante a descorrupção da Nação. Honestidade, já!


Carlos Henrique Abrão, Doutor em Direito pela USP com Especialização em Paris, é Desembargador no Tribunal de Justiça de São Paulo.

7 comentários:

Anônimo disse...

Como disse Alex Jones Esqueçam o futebol, é só manipulação.

Acordem saim da Matriz.

Antes que seja tarde demais


Chico Trevas

Os Turistas Lunáticos disse...

Verdades foram ditas e a maior delas: Brasileiro é um povo desunido. E é mesmo. Além dos ânimos de eventos desportivos, brasileiro nunca teve orgulho de ser brasileiro.

Loumari disse...


Portanto, por várias vezes falei aqui dizendo: de nada serve agitar-se, viremos a assistir muitos rostos a despegar-se do resto da cabeça pelo peso da vergonha.
Lá estamos. Brasil já não tem por onde pegar.

Esta gente tem muita boca para proferir injúrias, muita força para combater a Bíblia, e agora? A situação do Brasil já deixa desconcertado ao mundo todo. Mas, tudo isso tinha que acontecer um dia.

O Diabo por quem este povo tem obrado já está a fazer maravilhas com os seus escravos.
Preparem-se para pior.

Loumari disse...


O castigo de diversos povos

PESO da palavra do Senhor contra a terra de Haldrach, e DAMASCO, o seu repouso; porque o olhar do homem, e de todas as tribos de Israel se volta para o Senhor.
E também Hamath, nela terá termo; e Tiro e Sidon, ainda que sejam mui sábias. E Tiro edificou para si fortalezas, e amontoou prata como o pó, e ouro fino como lama das ruas. (Emirates)
Eis que o Senhor a despertará, e ferirá no mar a sua força, e ela será consumida pelo Fogo;
Ascalon o verá e temerá, também GAZA, e terá grande dor; igualmente Ecron, porque a sua esperança será iludida; e o rei de GAZA perecerá, e Ascalon não será habitada.
E um bastardo habitará em Asdon e exterminarei a soberba dos filisteus.
E da sua boca tirarei o seu sangue, e de entre os seus dentes as suas abominações; e ele também ficará como um resto para o nosso Deus; e será como príncipe em Judá, e Ecron como um jebuseu.
E me acamparei ao redor da minha casa contra o exército, para que ninguém passe e para que ninguém volte, para que não passe mais sobre eles o exactor; porque agora VI COM OS MEUS OLHOS. (Lembrai-vos da oração de Salomão)
ALEGRA-TE MUITO, Ó FILHA DE SIÃO; exulta, ó filha de Jerusalém: eis que o teu rei virá a ti, JUSTO E SALVADOR, pobre, e montado sobre um jumento, sobre um asninho, filho de Jumenta.
E destruirei os carros de Efraim e os cavalos de Jerusalém, e o arco de GUERRA será destruido; e ele anunciará paz às nações: e o seu domínio se estenderá de um mar a outro mar, e desde o rio até às extremidades da terra.
Ainda quanto a ti, por causa do sangue do teu concerto, tirei os teus presos da cova em que não havia água.
Voltai à Fortaleza, ó presos de esperança, também hoje vos anuncio que vos recompensarei em dobro.
Porque curvei Judá para mim, enchi com Efraim o arco; suscitarei os teus filhos, ó Sião, contra os teus filhos, ó GRECIA! e pôr-te-ei como a espada de um valente. (Grécia està a cair e arrastar com ela a Europa.)
E o Senhor será visto sobre eles, e as suas frechas sairão como o relâmpago, e o SENHOR JEOVA fará soar o trombeta, e irá com os redemoinhos do sul. (os emigrantes que sobem a Europa. Europa já não tem bordão.)
O SENHOR DOS EXÉRCITOS os amparará; e comerão, depois que os tiverem sujeitado com as pedras da funda; também beberão e farão barulho como excitados pelo vinho; e encher-se-ão como taças, como os cantos do altar. (o que já está a se produzir na Ukrania. Entendem agora por que Vladmir Putin se vestiu de Brasão de São Jorge?)
E o Senhor, seu DEUS, naquele dia os salvará, como as pedras de uma coroa, eles serão exaltados na sua terra.
Porque, quão grande é a sua bondade! e quão grande é a sua formusura! o trigo fará florescer os mancebos, e o mosto as donzelas.
( ZACARIAS 9 )


Entendem agora por que Grécia não levanta? Deus poe a provas o seu povo. Da aflição saem os verdadeiros fiéis e devotos a Deus de Israel.
Sobretudo, continuem a injuriarem a Deus, e combater a Biblia.

Anônimo disse...

Bem, nada surpreendente esse declínio vertical da 'seleção' brasileira, assim como o próprio espetáculo circense chamado futebol.

Alguém aqui lembra da mitologia grega, mais precisamente sobre a história do Rei Midas? Aquele cabra que desejou que tudo que tocasse virasse ouro? Pois bem, nós brasileiros temos o nosso 'Midas' agora: o governo (PT, PSDB, PMDB, PDS e toda uma longa corja). Tudo o que o governo brasileiro toca, apodrece. Sinceramente, entre escolher maldições, prefiro a maldição do Midas original.

Mas a decadência do futebol já não é de hoje. O Brasil teve mais sorte do que juízo ao conseguir o pentacampeonato mundial (aliás, depois desses escândalos da Fifa, digo que realmente teve MUITO, mas MUITO mais 'sorte' que juízo, se é que vocês me entendem). Mas certamente o governo deu o 'toque' final, aquele que enterraria de vez o futebol e faria nascer no lugar todo esse horror que hoje, feito verdadeiros asnos, nos orgulhamos de assistir em frente ao plim-plim.

O que estamos presenciando hoje é somente o derradeiro e trágico 'grand finale' desse circo que começou a ser montado ainda na 'dita-dura' e agora finaliza o show com o grande espetáculo dos palhaços no picadeiro (nem tão palhaços assim!). O problema é que fica difícil distinguir quem é palhaço no picadeiro e na platéia, pois todos parecem iguais.

Anônimo disse...

E que palhaçada é essa de Neymar 2 cartões e ser expulso, parece moleque jogando pelada, alguém precisa dizer que não é bem assim não, ele ganha milhões para justamente não fazer isso, ele é educado a ser profissional, tem experiencia la fora, é uma tremenda falta de responsabilidade fazer isso com a torcida do Brasil e a seleção, se não quer jogar que o diga logo!!!

Beckistuta disse...

Ótimo texto! Só não entendi porque destacasse que os dois técnicos dos fiascos são gaúchos? Algo pejorativo com respeito à este Estado em específico?