sexta-feira, 26 de junho de 2015

Carta na Manga


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Paulo Roberto Gotaç

Que carta na manga o ex-presidente Lula aparentemente possui, quando começa a tecer, como o fez em recente encontro com religiosos no Instituto que leva seu nome, duras críticas ao modo de Governar de Dilma, declarando, ao mesmo tempo, metaforicamente, que ela, o partido do qual ele é símbolo e ele próprio estão no volume morto? 

Ora, todos sabem que a presidente foi seu mais bem sucedido e glorioso poste, que o PT é o partido que serviu de suporte à sua escalada na política, que culminou com a aquisição de um carisma que ultrapassou fronteiras, simbolizado pela ascensão admirável de um operário ao mais alto nível de poder num país importante como o Brasil.

Ao admitir, no entanto, que tudo isso atingiu o volume morto, estará ele praticando um dramático ato de escapismo ou ilusionismo político que faria inveja, comparativamente, aos espetáculos do grande Harry Houdini? 

Ou dando mostras de seu enorme poder mimético, tentando atingir um objetivo que só ele, no caráter dissimulado que já deu mostra possuir, vislumbra? 

Pode ser, por outro lado, que esteja a admitir o fracasso de sua trajetória como um todo, com a perda da inestimável oportunidade de equacionar o Brasil, quando dispunha do imenso capital político que lhe foi conferido pelo povo nas urnas, preferindo o caminho mais curto do mensalão. 

Na verdade, o nosso onipresente ex continua uma esfinge. 

Ou uma metamorfose ambulante? 


Paulo Roberto Gotaç é Capitão de Mar e Guerra, reformado.

Um comentário:

Maria Klyw disse...

Continua como sempre foi um Canalha covarde!