terça-feira, 28 de julho de 2015

A Anturagem (Entourage)

Sabesp planeja aumento na conta de água pela terceira vez desde dezembro.

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Talvez a empresa mais incompetAnta do país esteja prestando, involuntariamente, um serviço à nação.

Embora os carros sujos venham de todas as regiões, é em São Paulo que se escolhem os que deverão passar por lava-a-jato.

Por incúria, desleixo ou falta de manutenção, a empresa responsável pelo abastecimento de um estado (com características de um grande país), danifica patrimônio alheio com o rompimento de adutoras (ou grandes canos) e tenta se esquivar das consequências. Procura dar o cano nos lesados.

Suspende o fornecimento em bairros ou regiões ao seu bel prazer, sem prévio aviso.

A vida quotidiana perde um requisito fundamental; a previsibilidade.

Que horas tomo banho? Que horas lavo a roupa?

Entre as prestadoras de serviços públicos as mais temidas são as distribuidoras de energia elétrica.

Cortes inesperados, levam as pessoas, literalmente, à idade das trevas.Usam a bandeira vermelha emprestada pelo partido dos corruptos.

A falta d'água só é crítica se não houver para beber. De resto, traz apenas um pouco mais de mau cheiro a esta república de merda.

O troco virá, cedo ou tarde. Os cidadãos SABEm eSPerar.

A Anta pedirá ao burgomestre que também proíba, além do foie-gras, o tapir ao molho pardo.

Sua entourage, por falta d'água ou de coragem se escafederá porque fedorenta já está.


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

2 comentários:

Loumari disse...

O que acabo de ler aqui escrito por irmão Mantiqueira, me dá a impressão de estar a ler um relato de algum repórter que se encontra em algum campo de refugiados e que nos relata a situação caótica do campo.

Definitivamente acabaram com aquela belíssima cidade de São Paulo?

Ainda há pouco tempo atrás eu tinha previsto de efectuar uma viagem para São Paulo, e me fui documentando sobre a situação local, e resulta que retrocedi.

E pela discrição feita aqui, que pinta a actualidade do estado da cidade, me digo que, é mesmo melhor eu não regressar mais nunca para São Paulo. Prefiro conservar aquela bela imagem que tive daquela belíssima Mégapole. Me doeria terrivelmente constatar que a minha cidade preferida está feito Darful number two.

Tudo no Brasil se deteriora a uma velocidade vertiginosa. De todas as minhas experiências onde assisti câmbios consideráveis como Venezuala, Zimbabwe, a situação não evoluiu assim tão súbito como se pode constatar no Brasil.

Anônimo disse...

Represas que nunca secaria se não tivesse por de trás um plano de sabotagem, eu já vi, vejo todo dia e não vê apenas quem não quer, a promotoria por ordem superior não denuncia, a mídia se cala e não mostra e o medo de rasgar o verbo e ser feito de bobo pelas autoridades fazem que ninguém veja. a estação de tratamento funciona por gravidade na captação de agua das represas, primeiro tratam com tudo do bom e de melhor, fluor, cloro, sufato de alumínio, tudo certo com o tratamento até que sem mais e sem menos esta agua é descartada por um escoador onde é imediatamente poluída sem tempo que se percebam a sabotagem, por de tras estão quase todos os municípios do estado de São Paulo... Por ordem de quem será???