sábado, 18 de julho de 2015

A Chimarranta


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

A Anta está fazendo biquinho. Não é só para tomar chimarrão. Sabe que também vai tomar no TCU.

A ChimarrAnta é marruda, pelo menos até chegar na Papuda.

No momento, um se enforca na tripa do outro.

Não há mais refúgio ou valhacouto.

Chegou o prelúdio do Gran Finale em que a soberba nada vale.


Neste 17/07/2015 atravessamos o ponto de não retorno.

Homens ilustres e educados passam do desespero ao calão. Os canalhas de plantão já sentiram que estão na contramão da história, por serem do país a escória.

Glória ao Brasil porque os traidores vão a PQP.


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

5 comentários:

Loumari disse...

Liberdade e Eternidade

A liberdade que às vezes sentia não vinha de reflexões nítidas, mas de um estado como feito de percepções por demais orgânicas para serem formuladas em pensamentos. Às vezes no fundo da sensação tremulava uma ideia que lhe dava leve consciência de sua espécie e de sua cor.

O estado para onde deslizava quando murmurava: eternidade. O próprio pensamento adquiria uma qualidade de eternidade. Aprofundava-se magicamente e alargava-se, sem propriamente um conteúdo e uma forma, mas sem dimensões também. A impressão de que se conseguisse manter-se na sensação por mais uns instantes teria uma revelação — facilmente, como enxergar o resto do mundo apenas inclinando-se da terra para o espaço. Eternidade não era só o tempo, mas algo como a certeza enraizadamente profunda de não poder contê-lo no corpo por causa da morte; a impossibilidade de ultrapassar a eternidade era eternidade; e também era eterno um sentimento em pureza absoluta, quase abstracto. Sobretudo dava ideia de eternidade a impossibilidade de saber quantos seres humanos se sucederiam após seu corpo, que um dia estaria distante do presente com a velocidade de um bólido.

Definia eternidade e as explicações nasciam fatais como as pancadas do coração. Delas não mudaria um termo sequer, de tal modo eram sua verdade. Porém mal brotavam, tornavam-se vazias logicamente. Definir a eternidade como uma quantidade maior que o tempo e maior mesmo do que o tempo que a mente humana pode suportar em ideia também não permitiria, ainda assim, alcançar sua duração. Sua qualidade era exactamente não ter quantidade, não ser mensurável e divisível porque tudo o que se podia medir e dividir tinha um princípio e um fim. Eternidade não era a quantidade infinitamente grande que se desgastava, mas eternidade era a sucessão.

Então Joana compreendia subitamente que na sucessão encontrava-se o máximo de beleza, que o movimento explicava a forma — era tão alto e puro gritar: o movimento explica a forma! — e na sucessão também se encontrava a dor porque o corpo era mais lento que o movimento de continuidade ininterrupta. A imaginação apreendia e possuía o futuro do presente, enquanto o corpo restava no começo do caminho, vivendo em outro ritmo, cego à experiência do espírito... Através dessas percepções — por meio delas Joana fazia existir alguma coisa — ela se comunicava a uma alegria suficiente em si mesma.

"Clarice Lispector, in 'Perto do Coração Selvagem'


Loumari disse...

Nasrudin pregava sobre Deus, quando um engraçadinho, aproximando-se do púlpito, o interrompeu dizendo:

- Ó, Nasrudin, você fica aí falando de Deus, mas por que ele não vem falar aqui directamente?

- Se ele existe mesmo, onde está?

- Mostre-me ele e eu acreditarei.

- Nasrudin, mas que depressa pegou um bastão e desfechou um forte golpe na cabeça do outro, que gemeu.

- Ai, ai, ai, Nasrudin.

- Falamos de Deus e você me dá uma paulada destas na cabeça?

- Ai, - que dor!

- E Nasrudin:

- Dor? Se a dor existe mesmo, onde está?

- Mostre-me a dor e eu acreditarei.

Loumari disse...

E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé, nas sinagogas e as esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens.
Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.
Mas tu, quando orares, entra no teu aposento, e, fechando a tua porta, ora o teu Pai que está em oculto;
e o teu Pai, que vê secretamente, te recompensará.
( MATEUS 6:5-6 )


Oxalá que todo o povo do Senhor fosse profeta, que o Senhor lhes desse o seu espírito.
( NÚMEROS 11:29 )


Bendito és tu, Senhor, DEUS de nosso pai Israel, de eternidade em eternidade.
Tua é, Senhor a magnificência, e o poder, e a honra, e a vitória, e a majestade;
porque teu é tudo quanto há, nos céus e na terra; teu é, Senhor, o reino, e tu te exaltaste sobre todos, como chefe.
E riquezas e glória vêm de diante de ti, e tu dominas sobre tudo, e na tua mão há força e poder: e na tua mão está o engrandecer e dar força a tudo.
Agora, pois, ó DEUS nosso, graças te damos, e louvamos o nome da tua glória.
Porque, quem sou eu, e quem é o meu povo, que tivéssemos poder para tão voluntariamente dar semelhantes coisas?
Porque tudo vem de ti, e da tua mão to damos.
Porque somos estranhos diante de ti, peregrinos, como todos os nossos pais:
como a sombra são os nossos dias sobre a terra, e não há outra esperança.
SENHOR, DEUS, nosso, toda esta abundância que preparámos, para te edificar uma casa ao teu santo nome, vem da tua mão, e toda é tua.
E bem sei eu, DEUS meu, que tu provas os corações, e que da sinceridade te agradas;
eu também, na sinceridade do meu coração, voluntariamente dei todas estas coisas:
e agora vi com Alegria que o teu povo, que se acha aqui, voluntariamente te deu.
SENHOR, DEUS dos nossos pais, ABRAÃO, ISAAC, E ISRAEL, conserva isto para sempre,
no intento dos pensamentos do coração do teu povo; e encaminha o seu coração para ti.
( 1 CRONICAS 29:10 )

Loumari disse...


E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a terra.
Agora, estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos a oração deste lugar.
Porque, agora, escolhi e santifiquei esta casa, para que o meu nome esteja nela, perpetuamente: e nela estarão fixos os meus olhos e o meu coração, todos os dias.
E, quanto a ti, se andares diante de mim, como andou DAVID, teu pai, e fizeres conforme a tudo o que ordenei, e guardares os meus estatutos e os meus juízos,
Também confirmarei o trono do teu reino, conforme o concerto que fiz com DAVID,
teu pai, dizendo: Não te faltará varão que domine sobre Israel. (Jesus Cristo filho de David, o redentor dos remidos. Princípe da paz.)
Porém, se vós vos desviardes, e deixardes os meus estatutos e os meus mandamentos, que vos tenho proposto, e fordes, e servirdes a outros deuses, e vos prostrardes a eles,
Então os arrancarei da minha terra que lhes dei, e lançarei da minha presença esta casa que consagrei ao meu nome, e farei com que seja por provérbio e mote entre todas as gentes.
E desta casa, que fora tão exaltada, qualquer que passar por ela se espantará, e dirá:
Por que fez o Senhor assim, com esta terra e com esta casa?
E dirão: Porquanto deixaram ao SENHOR, DEUS de seus pais, que os tirou da terra do Egipto, e se deram a outros deuses, e se prostraram a eles, e os serviram: por isso, ELE trouxe sobre eles todo este mal.
( 2 CRONICAS 7:14 )

Loumari disse...

EU LVRAREI AS MINHAS OVELHAS, para que não sirvam mais de rapina, e julgarei entre gado miúdo e gado miúdo.
E levantarei sobre elas um só pastor, e ele as apascentará: o meu servo DAVID é que as há-de apascentar; ele lhes servirá de pastor.
E EU, O SENHOR, lhes serei por DEUS, e o meu servo DAVID será por príncipe no meio delas: EU, O SENHOR, O DISSE.
E farei com elas um concerto de paz, e acabarei com a BESTA RUIM DA TERRA.
( EZEQUEIL 34:22 )


Se formos infiéis, ele permanece fiel; não pode negar-se a si mesmo.
( 2 TIMOTEO 2:13 )


Guardai-vos dos cães, guardai-vos dos maus obreiros, guardai-vos da circuncisão.
( FILIPENSES 3:2 )


E chegar-me-ei a vós, para o juízo, e serei uma testemunha veloz contra os feiticeiros e contra os adúlteros, e contra os que juram falsamente, e contra os que defraudam o jornaleiro, e pervertem o direito da viúva, e do órfão, e do estrangeiro, e não me temem, diz o SENHOR DOS EXÉRCITOS. Porque eu, o Senhor não mudo; por isso vós, ó filhos de Jacob, não sois consumidos.
( MALAQUIAS 3:5 )


Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos; portanto, sede prudentes como as serpentes e símplices como as pombas.
( MATEUS 10:16 )


Por isso, ó Senhor, te louvarei entre todas as gentes e entoarei louvores ao teu nome.
Ele é a torre das salvações do seu rei, e usa de benignidade com o seu ungido, com David, e com a sua semente, para sempre.
( 2 SAMUEL 22:50 )