segunda-feira, 13 de julho de 2015

Abaixo o Capitalismo


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Humberto de Luna Freire Filho

O papa Francisco, em seu périplo pelas ditaduras bolivarianas, tenta desmoralizar o capitalismo sem lembrar que a igreja católica vive de doações e que essas doações não vêm de países comunistas. Os comunistas enviam para o Vaticano somente almas (cento e sessenta milhões nos últimos cem anos).

A Igreja Católica Apostólica Romana já foi uma das maiores contabilidades do mundo e hoje mantém o "ISTITUTO PER LA OPERE DI RELIGIONE", nada mais que o conhecido Banco do Vaticano que, de acordo com o último balanço que tive acesso, obteve um lucro de 80 milhões de euros.

O Papa Francisco deveria se ater a temas religiosos universais os quais, sem dúvidas, tem completo domínio, ao invés de opinar sobre assuntos econômicos regionais que na maioria das vezes são manipulados por sujos interesses políticos. Em seu último pronunciamento na cidade de Assunção, afirmou que a Guerra do Paraguai foi uma guerra injusta. Existe guerra justa?

Nessa última semana, tenho lembrado de uma frase sábia e coerente dita por Tenzin Gyatso,14° Dalai Lama. 

"A ética é inata do ser humano, enquanto religião é impostura. Ética poderá salvar a humanidade, religião usa a ética como instrumento para atingir seus objetivos"


Humberto de Luna Freire Filho é Médico.

14 comentários:

Anônimo disse...

PERFEITO... sem tirar nem pôr...parabéns ao autor...

Calos Bonasser

Loumari disse...

TIRO PELA CULATRA

Lê até ao fim esta entrevista e tira as tuas conclusões!

Começa a circular a transcrição de uma entrevista feita com o atual Papa quando ele era o então Cardeal Bergoglio, na Argentina. Na realidade, foi uma emboscada realizada pelo jornalista Chris Mathews da MSNBC, mas Bergolio encurralou Mathews de tal forma que a entrevista nunca foi ao ar porque, ao perceber que seu plano havia falhado, Mathews arquivou o vídeo. Porém, um estudante de Notre Dame, que prestava serviços sociais na MSNBC, apoderou-se dele e o deu para seu professor.

O destaque da entrevista é a discussão sobre a pobreza. A entrevista começou quando o jornalista, tentando embaraçar o Cardeal, perguntou-lhe o que ele pensava sobre a pobreza no mundo.

O Cardeal respondeu:
" - Primeiro na Europa e agora nas Américas, alguns políticos têm se dedicado a endividar as pessoas, fazendo com que fiquem dependentes. E para quê? Para aumentar o seu poder. Eles são grandes especialistas em criação de pobreza e isso ninguém questiona. Eu me esforço para lutar contra esta pobreza. A pobreza tornou-se algo natural e isso é ruim. Minha tarefa é evitar o agravamento de tal condição. As ideologias que produzem a pobreza devem ser denunciadas. A educação é a grande solução para o problema. Devemos ensinar as pessoas como salvar sua alma, mas ensinar-lhes também a evitar a pobreza e a não permitir que o governo os conduza a esse estado lastimável "

Mathews pergunta: - O senhor culpa o governo?

" - Eu culpo os políticos que buscam seus próprios interesses. Você e seus amigos são socialistas. Vocês (socialistas) e suas políticas, são a causa de 70 anos de miséria, e são culpados de levar muitos países à beira do colapso. Vocês acreditam na redistribuição, que é uma das razões para a pobreza. Vocês querem nacionalizar o universo para poder controlar todas as atividades humanas. Vocês destroem o incentivo do homem, até mesmo para cuidar de sua família, o que é um crime contra a natureza e contra Deus. Esta vossa ideologia cria mais pobres do que todas as empresas que vocês classificam de diabólicas”.

Replica Mathews: - Eu nunca tinha ouvido nada parecido de um cardeal.

" - As pessoas dominadas pelos socialistas precisam saber não têm que ser pobres"

Ataca Mathews: - E a América Latina? O senhor quer negar o progresso conseguido?

"O império da dependência foi criado na Venezuela por Hugo Chávez, com falsas promessas e mentindo para que se ajoelhem diante de seu governo. Dando peixe ao povo, sem lhes permitir pescar. Se na América Latina alguém aprende a pescar é punido e seus peixes são confiscados pelos socialistas. A liberdade é castigada.
- Você fala de progresso e eu falo de pobreza. Temo pela América Latina. Toda a região está controlada por um bloco de regimes socialistas, como Cuba, Argentina, Equador, Bolívia, Venezuela, Nicarágua. Quem vai salvá-los (a América Latina) dessa tirania?"

Acusa Mathews: - O senhor é um capitalista.

" - Se pensarmos que o capital é necessário para construir fábricas, escolas, hospitais, igrejas, talvez eu seja capitalista. Você se opõe a este raciocínio?"

- Claro que não, mas o senhor não acha que o capital é retirado do povo pelas corporações abusivas?

- "Não, eu acho que as pessoas, através de suas escolhas econômicas, devem decidir que parte do seu capital vai para esses projetos. O uso do capital deve ser voluntário. Só quando os políticos se apropriam (confiscam) esse capital para construir obras públicas e para alimentar a burocracia é que surge um problema grave. O capital investido voluntariamente é legítimo, mas o que é investido com base na coerção é ilegítimo ".

Loumari disse...

- “Suas idéias são radicais”, diz o jornalista.

- "Não. Há anos Khrushchev advertiu: "Não devemos esperar que os americanos abracem o comunismo, mas podemos ajudar os seus líderes com injeções de socialismo, até que, ao acordar, eles percebam que abraçaram o comunismo". Isto está acontecendo agora mesmo no antigo bastião da liberdade. Como os EUA poderão salvar a América Latina, se eles próprios se tornarem escravos de seu governo? "

Mathews diz: - “Eu não consigo digerir (aceitar) tal pensamento”.

O Cardeal respondeu: - "Você está muito irritado porque a verdade pode ser dolorosa. Vocês (os socialistas) criaram o estado de bem-estar que consiste apenas em atender às necessidades dos pobres, pobres esses que foram criados por vocês mesmos, com a vossa política. O estado interventor retira da sociedade, a sua responsabilidade. Graças ao estado assistencialista, as famílias deixam de cumprir seus deveres para obterem o seu bem-estar, incluindo as igrejas. As pessoas já não praticam mais a caridade e veem os pobres como um problema de governo. - Para a igreja já não há pobres a ajudar, porque foram empobrecidos permanentemente e agora são propriedade dos políticos. E algo que me irrita profundamente, é o facto dos meios de comunicação observarem o problema sem conseguir analisar o que o causa. O povo empobrece e logo em seguida, vota em quem os afundou na pobreza "

Cristiano Arruda disse...

Meu Deus do Céu!

Esse Papa fica puxando problema do passado. Pelo que li sobre a Guerra do Paraguai, ela começou por um sequestro de um oficial da Corôa Brasileira quando Solano López mandou que a fragata (penso que esse era o tipo da embarcação) rumo a Corumbá, então MT, hoje MS, fosse atacada para que então ele chantageasse o governo brasileiro. Ainda é um tanto obscura a totalidade das demandas do governo paraguaio que nasceu como a nossa república, um golpe maçônico ao estilo revolucionário - de esquerda mesmo - com confiscos para enfraquecer os que defendiam a Corôa Espanhola. Bem ao estilo Hugo Chávez.

No ano passado eu visitei Asunción e vemos como o rancor da guerra continua contra nós. Os paraguaios nos admiram, nos querem, mas sentem algo não resolvido e os esquerdistas espalham mentiras sobre nós e defendem Bolívia, Venezuela, Cuba e pasmem... A RÚSSIA COMUNISTA. PODE ISSO? Isso saiu no ABC Color em janeiro de 2014.

Agora ele vem puxar o saco a favor dos paraguaios através da incitação da raiva.

Solano López era ditador e eu não consigo enxergar que o Paraguai não tinha acesso ao Atlântico sendo que após a guerra, o país foi dado acesso a Paranaguá, possui uma área dedicada a si como também no Uruguai. Não consigo achar registros do Paraguai ter acesso ao Atlântico proibido pelo Brasil, mas tenho registros de que o Paraguai queria se apoderar do sul do país, tinha uma política expansionista sendo que para atingir o Atlântico como queria, era fácil continuar descendo os rios Paraguai e Paraná. Se quisesse chegar a Paranaguá, teria de criar uma parceria com o Brasil para abrir uma estrada de ferro multi-nacional para escoar produção e importar bens da Europa. Ao que se vê, o erro estratégico de Solano López com incursões até a vila de Dourados (hoje cidade com mais de 300 mil habitantes) são provas de que ele invadia o Brasil.

O Paraguai nos atribui uma culpa de quando os governos de Espanha e Portugal delimitaram novas fronteiras das colônias como se o governo independente do Brasil fosse um tomador de terras. Não, o Brasil era colônia de Portugal. Lhes pergunto. Isso é ensinado aos paraguaios?

O que me dá temor é de que ao invés do papa pedir desculpas pela guerra por ser argentino, é induzir mais ódio aos brasileiros atribuindo a injustiça a nós. Quem invadia o Mato Grosso, hoje Mato Grosso do Sul era Solano López, ele em pessoa com suas tropas, incluindo garotos.

Anônimo disse...

Loumari, eu sinceramente duvido que estas palavras, embora corretíssimas, tenham saído da boca do cardeal socialista bergoglio. Acredito que esta entrevista nem exista, mas se de fato ocorreu, e se isto saiu da boca de um cardeal que se tornou papa, é mais provável que tenham sido ditas por karol wojtyla ou até mesmo por ratzinger. Jamais bergoglio.

Loumari disse...

Anônimo de 10:14 AM,
Olha que eu não alinho com pessoas que estudam sempre mas nunca alcançam a sabedoria.
Deus é o único LEGISLADOR.
A sabedoria é DOM DE DEUS.

Anônimo disse...

O Papa soltou a franga !!! O Vaticano perde seu milenar respeito e mostra um Papa dos mais despreparados que existiu....

Loumari disse...

E vós que sois tão bem preparados, por que não conseguem resolver os problemas do vosso país que está transformado em uma GIGANTISSIMA LATRINA A CÉU ABERTO ONDE ABUNDAM OS VERMES???

E cujas terras estão todas encharcadas de sangue de tantos assassinatos?

Andais com o rabo cheio de cocó apegado e não sentis o horrendo cheiro asfixiante que tornou o ambiente que respirais em um ar irrespirável e agonizante.

Ah SENHOR JEHOVA, constitui o Lula como deus para este povo ignóbil. DESTRUIÇÃO SOBRE ELES.

Anônimo disse...

Sim, existem guerras justas: as de legítima defesa contra agressões injustas, como por exemplo a perpetrada pelo ditador paraguaio Solano Lopez contra o Brasil, ao sequestrar um navio brasileiro no Rio Paraguai, invadir o território da província de Mato Grosso e tomar a cidade de Uruguaiana, no Rio Grande do Sul, para o que invadiu também o território argentino. O resto é balela.

Loumari disse...

Dr Humberto de Luna Freite Filho é membro da organização dos iluminatis (Maçons). Exército de Satanás. Inimigos de Nosso Senhor Jesus Cristo, o Salvador e o Redentor do povo de Deus de Israel.

E não é anodino que cai sobre ele acusações de não assistência médica no uso de deontologia qual ele prestou sermão, e que roda sobre ele acusações de tráfego de órgãos humanos. Este obedece ao deus dinheiro. E nas suas cerimónias ocultas onde se apresentam trajados de traje estilo um robe(vestido; pode ser de cor preto, verde ou vermelho, depende da ordem. E outras das suas organizações se fazem chamar de Amazons.), o vestido é longo que cobre o corpo todo e com capucha que cobre toda a cabeça só deixando ver os olhos, e nos seus rituais ocultos onde praticam sua cerimónia satânica, têm sacrificado seres humanos que de preferência são jovens inocentes que eles dão como oferenda ao deus deles que é um BODE BEBEDOR DE SANGUE HUMANO.

"Se um homem não descobriu nada pelo qual morreria, não está pronto para viver. "
(Martin Luther King)

Anônimo disse...

Quanta calúnia pesada... Tá fácil de ganhar uma grana indenizatória por aqui, hein dr Humberto...

Félix Maier disse...

O Papa precisa urgente de um assessor de Economia. Deixaria de falar bobagens como "justiça social".
Até parece que o ghost writer dele são os fradecos Bofe e Beto, em revezamento.

Jussara Carvalho disse...

Pois é, sr(a) Loumari, concordo quando diz que a sabedoria vem de Deus; mas não se esqueça de que a ignorância é uma das armas mais eficazes do diabo. Nos faz enxergar o que não existe, e nos cega para a realidade dos fatos. Pare de fazer acusações infundadas, sem provas, seja menos intolerante e mais respeitoso às opiniões alheias. Se até Deus instituiu o livre arbítrio, quem somos nós para impor aos outros a nossa opinião?

Jussara Carvalho disse...

"Pois é, sr(a) Loumari, concordo quando diz que a sabedoria vem de Deus; mas não se esqueça de que a ignorância é uma das armas mais eficazes do diabo. Nos faz enxergar o que não existe, e nos cega para a realidade dos fatos. Pare de fazer acusações infundadas, sem provas, seja menos intolerante e mais respeitoso(a) às opiniões alheias. Se até Deus instituiu o livre arbítrio, quem somos nós para impor aos outros a nossa opinião?"