sexta-feira, 24 de julho de 2015

De Povo adentro


Poesia política no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jessier Quirino

Pra se fazer um partido
Mode empurrar no Brasil
Basta uns quatro filiado
Que coma feito esmeril
Disfarçado de gentil
Que seja bem traquejado
Ou mesmo mal-amado
Mas com o seguinte perfil:

Que só pense em enricar
Mais enricar de verdade
Nem que seja cometendo
Umas três honestidade
Que negue toda verdade
Até com prova na mão
Com as feição mais ó meno
Que seja bom de aceno…
O resto é televisão.

É aí que o candidato
Sai muçum lubrificado
Entrando de povo adentro
Até o dia marcado
Quando os cabra abestaiado
Vai escolher na cabina
A marca da vaselina
Com que vai ser enrabado.


Jessier Quirino é Poeta.

Nenhum comentário: