terça-feira, 7 de julho de 2015

É Difícil!


Poesia no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Waldo Luís Viana

É difícil aceitar um sistema
Em que só o mais forte tem graça,
Em que só vence quem pisa nos outros,
Em que o esperto é melhor que o mérito,
Em que fortuna significa dinheiro e não sorte,
Em que lágrima é sinal de fraqueza,
Poesia, infantilidade
E se impinge que música seja apenas baile funk.

É difícil manter sanidade,
Num país em que patriotismo é futebol,
Em que melhor é ser bobo
E fazer tudo o que manda uma estação de tevê,
Em que acreditar em Jesus é esquecer suas palavras
Em troca de prosperidade, dízimos e ofertas,
Em que político só serve pra roubar
E juiz, para absolver os ricos.

É difícil olhar nos olhos de um filho
E ter certeza de que não lhe dará bom exemplo
E que acordar pela manhã
Não significa voltar vivo para casa.

É difícil viver num país
Em que mulher bonita se compra com euros,
Que boi no pasto tem culpa no cartório
E que traficante é artista de tevê.

É difícil pensar só por hoje,
Quando o amanhã pertence ao banqueiro
E nem o porteiro lhe dá bom dia
Se você não lhe reserva propina.

É difícil acreditar que Deus exista,
Quando o diabo sorri, de satisfeito,
Lixando as unhas, descansado,
Afirmando que já conquistou o mundo...

É difícil viver num país
Em que dizer "negão" é crime,
Mas "branco azedo", não,
Em que cerveja é mulher bonita,
Mas se condena o beberrão,
Em que mentira é verdade,
Ignorância é força
E um ministro se afunda
Tentando desmoralizar caseiro.

É difícil suportar tanta realidade,
Com farmácia em cada esquina,
Sem farmacêutico,
Num país de saúde quase perfeita,
Com crianças na escola que não sabem ler,
Universitários sem o que fazer no futuro,
Em que terrorismo não é crime,
Desde que subserviente ao poder.

Onde militar não arrisca a vida
Se lhe derem mais dez por cento
E médico falta a plantão
Por ter salário doente,
E paciente morre na fila,
Porque o anterior não foi atendido.

É difícil se sentir perdido,
Quando lhe pedem para nunca desistir
E ter que escolher entre uma garrafa ou pílula
Pra enfim conseguir dormir...

É difícil não jogar tudo pro alto
Ao ouvir tão perto o som de metralhadoras
E ter que distinguir se é verdade
O trote no celular,
Em que afirmam que sua filha está presa
Com a faca no pescoço,
Mas, para desativar o caroço,
Tenha que subir o morro,
Procurando evitar "a mineira"
Ou a mera bala perdida.

É difícil viver olhando na horizontal
E não para as estrelas, como faziam os antigos,
E achar que erro de português
Dá direito a cargo e mordomia,

Que jornalista é blogueiro
E não mais investiga nada
E saber que se fosse preso
Não seria nem visitado,
Por não conhecer bicheiro
Nem ter parente delegado.

É difícil carregar a cada dia
O peso da inconformidade,
De pensar que amei e fui amado,
Mas que errei feio, meu caro,
E me sinto até debochado,
Porque me disseram uma coisa
E é outra, bem diferente,
E pago um preço bem caro
Por haver acreditado.

É difícil...


Waldo Luís Viana é Escritor e Poeta.

Nenhum comentário: