sábado, 11 de julho de 2015

Orgulho


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Laércio Laurelli

Tenho orgulho de pertencer ao Poder Judiciário. Mas, a paisagem nebulosa que se vê atualmente, reflete o desequilíbrio  entre os três poderes, por evidente e inafastável coerência vidralhada, que permite a percepção visual, estarem eles, os poderes supremos da nação, em uma arena, tal qual a do Coliseu Romano, representando o Judiciário, o Poder justo e qualificado, personificado na figura de um valente “gladiador”, combatendo dois exímios e algozes “leões”, representados pelos Poderes Executivo e Legislativo.

Essa imaginação figurativa, pode trazer o vinculo vivificado na reflexão do jornalista Jorge Serrão, que assim se manifesta:  

“Por isso, um servidor público como o Juiz Sérgio Fernando Moro, que apenas cumpre seu dever ético, moral e profissional, se transformou em um "Super Herói Nacional". Mais uma novidade excelente? Apesar da falha estrutural de um judiciário que funciona sob a lógica da estrutura capimunista tupiniquim, vários "Moros" começam a se multiplicar, silenciosamente, compreendendo que o clamor da sociedade por Direito e Justiça não é uma mera demanda conjuntural, mas uma pressão que tem de ser atendida imediatamente, sob risco de o País mergulhar em completa ruptura institucional”.


Laércio Laurelli, Desembargador do TJ São Paulo, é Apresentador do programa Direito e Justiça em Foco.

Nenhum comentário: