segunda-feira, 13 de julho de 2015

Que Deus os ilumine


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Paulo Roberto Gotaç

A Petrobrás é uma empresa pública brasileira que, desde sua criação, desperta manifestações emocionais de orgulho nacional. Nascida sob o ímpeto do mote "o petróleo é nosso", sempre representou um acervo inestimável do povo brasileiro, o que obstaculizou, durante todo o tempo de sua existência, qualquer iniciativa efetiva de privatização, sugestão que ainda gera fortes oposições, umas honestas e outras oportunistas, estas últimas turbinadas pela facilidade que alguns de seus diretores e gerentes vislumbram, ao ensejar trocas de influências com poderosos conglomerados de infraestrutura, de formar uma verdadeira indústria de propinas, que vem se desenvolvendo ao longo das últimas décadas, com auge nos acontecimentos dos presentes escândalos, revelados nas investigações que estão felizmente sendo levadas a cabo, formando um quadro que, associado à ambição política dos principais acionistas, representados pelo governo da hora, encastelados nos palácios do poder, e a motivações relacionadas a custos de campanha eleitoral, colocam em risco a própria sobrevivência da empresa. 

Há espaço, no entanto, dentro do modelo estatal consolidado, para as oposições honestas  a qualquer tipo de privatização, configuradas pela excelente qualidade das conquistas tecnológicas vinculadas principalmente à exploração e produção de petróleo e gás em águas profundas, realizadas em cooperação com outras instituições públicas de pesquisa, contribuindo dessa forma para elevar a qualidade dos recursos humanos nacionais, sem a preocupação imediata com o lucro, circunstância que dificilmente seria favorecida se tais cooperações fossem conduzidas pela iniciativa privada. 

Vê-se, assim, que,  desde sua criação, a nossa maior empresa pública vive um dilema que estimula grandes debates na sociedade, o que recomenda ser a presente crise, pela sua gravidade,  com ameaça inclusive à capacidade de investimento a médio prazo, uma grande oportunidade para que seus executivos, os que realmente estão interessados no seu crescimento e não nos auto-crescimentos deles, redimensionem os parâmetros a fim de que o melhor das duas tendências conflitantes seja desenvolvido e que a nociva instrumentalização política seja minimizada e mantida dentro de limites razoáveis. 

Que Deus ilumine as cabeças dos que estão a aceitar o desafio.


Paulo Roberto Gotaç é Capitão de Mar e Guerra, reformado.

2 comentários:

Loumari disse...

ISTO DIZ O QUE É SANTO, O QUE É VERDADEIRO, O QUE TEM A CHAVE DE DAVID;
o que abre e ninguém fecha; e fecha e ninguém abre:
Eu sei as tuas obras; eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém a pode fechar;
tendo pouca força guardaste a minha palavra, e não negaste o meu nome.
Eis que eu farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem judeus e não são, mas mentem;
eis que eu farei que venham, e adorem, prostrados aos teus pés, e saibam que eu te amo.
Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação
que há-de vir sobre o mundo, para tentar os que habitam na terra.
Eis que venho, sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa.
A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, e dele nunca sairá;
e escreverei sobre ele o nome do meu Deus; e o nome da cidade do meu Deus,
a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus, e também o meu novo nome.
Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz as igrejas.
( APOCALIPSE 3:7 )

Loumari disse...

PARA REFLECTIRMOS

Um homem morreu.
Ao se dar conta, viu que Deus se aproximava e tinha uma maleta com Ele.
E Deus disse:
- Bem, filho, hora de irmos.

O homem assombrado perguntou:
- Já? Tão rápido? Eu tinha muitos planos...

- Sinto muito, mas é o momento de sua partida.
- O que tem na maleta?
Perguntou o homem.

E Deus respondeu:
- Os seus pertences!!!
- Meus pertences?
Minhas coisas, minha roupa, meu dinheiro?

Deus respondeu:
- Esses nunca foram seus, eram da terra.

- Então são as minhas recordações?
- Elas nunca foram suas, elas eram do tempo.

- Meus talentos?
- Esses não pertenciam a você, eram das circunstâncias.

- Então são meus amigos, meus familiares?
- Sinto muito, eles nunca pertenceram a você, eles eram do caminho.

- Minha mulher e meus filhos?
- Eles nunca lhe pertenceram, eram de seu coração.

- É o meu corpo. - Nunca foi seu, ele era do pó.

- Então é a minha alma.
- Não!
Essa é minha.

Então, o homem cheio de medo, tomou a maleta de Deus e ao abri-la se deu
conta de que estava vazia...
Com uma lágrima de desamparo brotando em seus olhos, o homem disse:
- Nunca tive nada?

- É assim, cada um dos momentos que você viveu foram seus.
A vida é só um momento...
Um momento só seu!
Por isso, enquanto estiver no tempo, desfrute-o em sua totalidade.

Que nada do que você acredita que lhe pertence o detenha...

Viva o agora!
Viva sua vida!

E não se esqueça de SER FELIZ, é o único que realmente vale a pena!
As coisas materiais e todo o resto pelo que você luta fica aqui.

VOCÊ NÃO LEVA NADA!

Valorize àqueles que valorizam você, não perca tempo com alguém que não tem
tempo para você.



Passe esta bela reflexão a todos que você gosta neste mundo e desfrute cada
segundo vivido.

É isto que você vai levar.
Você já fez sua oração hoje? Então vamos orar juntos!!!

- Hoje Senhor, agradeço pelo dia maravilhoso. Pelo alimento, por mais um
dia de trabalho e, principalmente, por mais um dia de vida. Abençoa Senhor,
meus amigos e inimigos por que eles precisam de ti. Abençoa Senhor, a
pessoa que acabou de orar comigo, realize os sonhos dela, lhe dando
vitórias que lhe são necessárias, em nome do senhor Jesus amém ! Passe esta
ORAÇÃO, bem depressa, o máximo que você puder e em instantes, muitas
pessoas estarão orando com você.
Que Deus abençoe você e sua casa...amém.