quarta-feira, 5 de agosto de 2015

A Nação quer Justiça


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Gilberto Pimentel

Como dizia o ex-ministro Joaquim Barbosa, quando relator do Mensalão, José Dirceu mandava muito, muito mesmo. E roubava também, igualmente muito, como bem sabia o ministro. Por isso, pretendeu impor ao ex-chefe da Casa Civil uma pena severa, exemplar, correspondente aos crimes que ele praticara. Não conseguiu, seus pares não lhe deram o respaldo que necessitava. Saiu desgastado, mas engrandecido.

José Dirceu vinha cumprindo pena ridícula, enquanto ainda enriquecia graças à corrupção que o Lava-Jato agora investiga. E Dirceu mandava mesmo, como afirmava o então presidente do STF. Só que os fatos vêm demonstrando que, apesar de liderar a quadrilha, ele não estava no topo. Tem gente acima dele ou, no mínimo, ao seu lado.

A figura de Joaquim, com certeza, vai pairar sobre o plenário do Supremo quando o caso lá chegar. A Justiça tardou, mas vai ser feita, assim espera toda a Nação.


Gilberto Pimentel, General, é Presidente do Clube Militar.

2 comentários:

Estéfani JOSÉ Agoston disse...

Não mais me causa estranheza o patrocínio moral que alguns militares dão, dificilmente graciosamente, à Joaquim Barbosa, depois do gal. Paulo Chagas ser claro na defesa dos rumos de Dillma Rousseff; e porque defendem Joaquim Barbosa, que declarou publicamente que:.."admira Lulla, Dillma, sempre votou neles, apoia as medidas de governo de ambos, apoia o PT"...?

Não acredito que seja graciosamente o apoio incondicional que dão a alguns elementos claramente ligados umbilicalmente, mas seguindo pragmaticamente um caminho para que tudo continue na mesma, para somente serem trocadas as moscas.

A memória e História são cruéis, não deixam que alguns mal intencionados escapem de suas própria palavras, o que se aplica muito bem ao ministro Joaquim Barbosa.

Anônimo disse...

Tem que filtrar comentários mesmo, Serrão jornalistazinho Maçom puxa-saco de oficiais corruptos.