sábado, 29 de agosto de 2015

Antiririca ou Pixulanta?


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Cepemefecenta está a prosbocídea. Não precisa nem mais falar pra sair na mídia.

Idéia de Anta ou de jerico. O vampiro exclamou: “Aqui não fico!”

A questão não é mais se vai tomar. A dúvida agora é quando e como.

Seu antigo preceptor está mais pra Rei Momo.

Em seu tríduo será na papuda o mais assíduo frequentador, se um pobre pardal tornar-se magnífico cantor.

Hoje esfaquearam o pixuleco. Ressurgirá das cinzas em cinquenta e um tons da “marvada”.

Apressem-se, oh membros da porcada, que por cada um de seus delitos receberão algures os palmitos (cacófato proposital).

Pindorama não precisa mais de mitos e sim de amparo aos seus filhos mais aflitos. Preteridos por benesses (ou benedeesses?) ao estrangeiro, juram que a Anta não chega até janeiro.

Eu, de minha parte, observo os discípulos de Marte.

Que nada vê, dona Onça ainda finge; já suplAnta os enigmas da esfinge.

E a Anta não pode ver a Onça; radicaliza, sai da linha e se desengonça.

No dilema entre a Pixulanta e a Antiririca, tudo pior só não fica...

Se ninguém, no meio deste inferno, fingir boa intenção

E for adotada, como solução, o remédio que deixa a bandidagem sem ação:

A mais justa e perfeita Intervenção... CãostAntacional...


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

3 comentários:

Loumari disse...

Vivemos em plena cultura da aparência: O contrato de casamento importa mais que o amor, o funeral mais que o morto, as roupas mais que o corpo e a missa mais do que Deus.
(Eduardo Galeano)


Direccionemos as nossas energias, meios e tempo para o que é essencial e não “à volta do essencial".

Triste realidade!!...
- Casamentos que custam milhões, que dependem da escolha dos padrinhos para que aconteça, e que no dia seguinte, nao têm o que comer e nem onde viver
- Noivados que têm a dimensão de casamentos. Alambamentos modernos em que se pedem terreno e gerador
- Funeral em que se contrata uma empresa de catering para servir, filas de cubas, fino com serpentina e salão decorado.
Só falta mesmo o DJ. Até as damas vão vestidas a rigor e os damos vão para engatar
- O caixão tem q ser de milhões, como se isso fosse ressuscitar alguém ou fazer parecer melhor
- À missa, vai-se por conveniência, para parecer bem, e à Igreja, só se vai no dia do casamento.
Subornam-se padres e pastores para casar sem se ter feito nem baptismo nem curso de noivos, e depois do sim, aonde… nem o sinal da cruz sabem fazer e nunca mais põem lá os pés.
Triste realidade MESMO!!!!!
E basta o primeiro assumir essa identidade, que o que vem depois é o chamado efeito bola de neve - todos querem imitar para parecerem modernos e contextualizados.
O que eram coisas simples tornaram-se complicadas, extremamente formais e dispendiosas, dando-se ênfase a etiquetas, a pormenores aparentemente intermináveis e a um rito determinado pelo costume, só para impressionar amigos, parentes, vizinhos... e os que tentam resistir a isso, são taxados de quadrados, subdesenvolvidos, agarrados, e sei lá mais o quê ...
Devemos meditar no que nos convém e tentar viver de acordo com o que temos!!!
Simplicidade hoje em dia é visto como ser agarrado, ser pobre...

enfim... só visto. Difícil lidar, para alguns de nós.

Anônimo disse...

LOUMARI, QUE COISA FEIA MENINA, COM A EUROPA SENDO INVADIDA POR REFUGIADOS, IMIGRANTES SENDO EXTERMINADOS E TORTURADOS, A FOME E A MISÉRIA NAQUELE CONTINENTE, UMA CRISE MUNDIAL, VOCÊ FICA AI FALANDO ABOBRINHA SOBRE, CASAMENTO, VELÓRIOS, HOMOSEXUAIS. ACHO DAS TRÊS QUE VOCÊ PRECISA,CASAR MESMO QUE VIRE LÉSBICA, QUERO QUE VIVA BASTANTE DESDE QUE NÃO MORDA A PRÓPRIA LINGUA... VENENOSA, MATREIRA, E AGORA A BICHINHA PÃO COM OVO, QUER VIRAR MC TRE FI...

Loumari disse...

Verme da latrina oculto no anônimo de 3:11 PM
Li no artigo de Olavo de Carvalho postado aqui mesmo no Alerta Total este parágrafo que define o actual perfil do Brasil, a nova moda lançada neste país:

"4. Uma militância estudantil , também decrescente, que tudo fará pelas grandes causas idealísticas que a animam: drogas e camisinhas para todos, operações transex pagas pelo governo, banheiros unissex, liberdade de fazer sexo em público no campus, reconhecimento do sexo grupal como “nova modalidade de família” etc. etc.

Você já ouviu ou viu coisa semelhante em algum outro país do mundo?
O seu Deus que ilumine a todos está mesmo a fazer um trabalho FENOMENAL no Brasil!
DÁ MESMO PARA APLAUDIR A PROEZA!!! "Definitivamente não temos os mesmos valores."

Você está mazém em embriagado de tanto comer de seus proprios excrementos.