domingo, 9 de agosto de 2015

Dilma afunda mais depressa se Lula virar ministro


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Se Dilma Rousseff cometer o desatino fatal de nomear Lula para algum ministério vai ser mandada para o esgoto da História, sem direito a tratamento. A eventual nomeação de Lula, especulação absurda que vem sendo tratada pela mídia amestrada como um fato sério, funcionaria como uma confissão antecipada de culpa. Se embarcar nesta furada, Dilma vai afundar mais rápido que o PTitanic...

Não vai colar a desculpa (esfarrapada) de que Lula iria ajudar a resolver a crise, rearticulando o governo e a base amestrada no Congresso (sem lhes pagar alguns mensalões?). Lula, que é uma das figuras mais poderosas e blindadas do Brasil, deve estar muito fragilizado psicologicamente para jogar no lixo o que seria o teórico simbolismo do Presidente da República (coisa que não existe por aqui) em troca de um nada seguro e absurdo direito a foro privilegiado, para eventuais acertos de contas com o judiciário. Lula, ministro de qualquer coisa, é uma piada de brasileiro.

Agora, vamos tratar de coisa séria! A quem pertence o mandado do Presidente da República? Ao mandatário escolhido pelo povo? Ou ao povo que o elege? No Brasil, de presidencialismo imperial, com abusivos poderes estatais capimunistas, a resposta é sempre a errada. Os eleitos sempre acham que estão acima do cidadão. No entanto, no correto raciocínio constitucional, a partir do Poder Instituinte, que deveria definir as regras do jogo democrático (a segurança do Direito), o povo é o dono do mandato presidencial.

Nossos Presidentes não pensam corretamente. Nossa Presidenta exagera na dose. Batendo recordes de impopularidade, porque demonstra ser incapaz de conduzir a coisa pública com competência, seriedade e honestidade objetiva, Dilma perdeu a legitimidade para continuar no poder. Assim, na democradura tupiniquim, um sistema que tem apenas cacoetes pretensamente democráticos, no qual o Estado interfere exageradamente na vida dos cidadãos e na atividade econômica, somos obrigados a assistir a patética cena de uma mandatária vociferando que aguenta pressão, que não vai cair, nem renunciar, embora tenha perdido a governabilidade.

Os políticos fingem não constatar que a principal crise brasileira é estrutural. Ela é a mãe das outras crises: política, econômica e moral. Por isso, não basta discutir se é preciso tirar Dilma do poder, por qualquer modo que seja: impeachment, anulação eleitoral, renúncia forçada ou algum golpismo. A meta real deveria ser uma intervenção constitucional, com prazo determinado, para mudar a estrutura estatal tupiniquim, a fim de que o Estado sirva à sociedade - e não mais se sirva dela. É o único jeito de fazer do Brasil um lugar decente, honesto, justo, democrático e produtivo.

O Alerta Total assina embaixo o que escreveu um dos defensores da Intervenção Constitucional, o jurista Antônio Ribas Paiva: "Temos que optar pelo melhor para a Nação e o Brasil. Não pelo conveniente ou menos traumático. Isto seria manter o regime do crime organizado. Como ocorre desde que o General Leônidas empossou, ilegitimamente, seu amigo José Sarney na Presidência da República. Da ilegitimidade não decorre nada legítimo. A única saída verdadeira seria uma Intervenção Constitucional, com o povo exercendo seu Poder Instituinte".

A tal da Nova República, que já nasceu caduca e ilegítima, esgota-se (no sentido conotativo ou detonativo do verbo). O Brasil necessita de profundas mudanças estruturais. Elas são necessárias e urgentes não só para nós. Trata-se de uma demanda mundial. A implantação de uma democracia saudável brasileira é crucial para o equilíbrio político e econômico do planeta. O agravamento de uma crise, que cause desestruturação do País, não interessa aos poderes globalitários. Uma ruptura institucional, perto da qual estamos, tem consequências danosas e imprevisíveis, gerando desequilíbrios complicadíssimos que ameaçam a segurança e a paz na Terra.  

  
Por tudo isso, pouco adianta a "agonizanta" Mãe Dilma antecipar, de segunda-feira para às 19 horas deste domingão, no Palácio da Alvorada, a reunião que discutirá a crise política - atrapalhando o Dia dos Pais. A prioridade da reunião é cortar a cabeça de Aloísio Mercadante na Casa Civil. O PMDB deseja a queda dele. Luiz Inácio Lula da Silva, seu ex-amigo, mais ainda. Michel Temer (que está de olho na falida butique de R$ 1,99 da Dilma) comparecerá como "coordenador político do governo" (tarefa que a Dilma sem noção preferiu terceirizar, e por isso e por tantos outros motivos, toma tanta pancada). Se bobear, até Renan Calheiros, a quem Dilma recorreu na hora do extremo desespero, vai participar...

Além de detonar Marcadante, a reunião pode decidir pelo retorno oficial de Lula ao governo. Tudo apenas para lhe conceder foro privilegiado, sob o pretexto de que ele pode colaborar para a governabilidade atuando mais próximo da Dilma. Se tal insanidade for cometida, o desgoverno assina sua sentença de morte, com direito a publicação no Diário Oficial da União. Lula no Ministério da Defesa (dele mesmo?) ou nas Relações Exteriores (para fazer mais negócios?) é um golpe estúpido.

O panelaço da semana passada tirou Dilma de órbita. A pesquisa sobre sua impopularidade feriu de morte a autoestima dela. Apesar disto, a Presidenta não se emenda. Nem os demais políticos. Todos preferem viver em outra realidade. Por isso, não conseguem soluções para nenhuma crise. Aliás, nem querem resolver nada. Tirando alguma tensão, em função do medo de uma investigação redundar em prisão, todos permanecem na mesma zona - de conforto. Claro, mamando na teta do Estado Capimunista, que leva a sociedade à falência, mas não quebra.

Os banqueiros não deixam. A gastança continua. Os juros sustentam a farra. Ajudam a rolar a impagável dívida pública. O cidadão paga a conta, com mais impostos, taxas, contribuições e usura. A diferença, agora, é que os otários reclamam. Marcamos até um evento no dia 16 de agosto. Até porque manifestação, no Brasil do Carnaval, precisa ser, acima de tudo, uma grande festa. Alguns políticos até vão se preocupar com a gritaria festiva das ruas. Na visão deles, pode reclamar à vontade. Desde que se derrube a Dilma, mas nenhuma mudança radical, estrutural, aconteça...

As crises brasileiras estão longe de solução, embora tudo possa se resolver rapidamente, desde que rompamos com o modelito capimunista-rentista. É possível fazer isto. O problema é que a maioria ainda não tem clareza de que é preciso, antes e acima de tudo, ter vontade de romper com o passado, arrumar o presente e planejar um futuro viável, com juro baixo, muito trabalho produtivo, ensino de qualidade e investimento na base familiar, para formar cidadãos de verdade.

A Elite Moral acordou. Só falta definir a que horas vai sair da cama para trabalhar de verdade. Parar de especular é difícil. Fácil é organizar uma festança como a de domingo que vem. Dilma está convidada a sair. Mas ela não é a causa. É mais uma consequência do modelo equivocado de Nação, com abusos cometidos pelo poder central e sua máquina pública que rasga dinheiro.

Se o Brasil não implantar um sistema federalista de verdade, vai acabar dividido. As diferentes crises estão criando as pré-condições de violência e desprezo democrático para a eclosão de uma guerra civil por aqui. Os militares percebem o fenômeno com apreensão. No entanto, como o tenentismo foi derrotado na guerra ideológica pós-64, as Legiões não vão partir para nenhum tipo de intervenção. A não ser que sejam forçadas a agir, não só por clamor da sociedade, mas porque as crises vão tirar os oficiais da aparente zona de conforto - que tem nada de confortável.

Por enquanto, vamos seguindo em ritmo de agonia festiva. Panelaços e protestos terão reações (provavelmente violentas) de quem não deseja mudanças do status quo. Se a crise econômica se agravar - o que parece uma tendência -, a situação política se deteriora de insuportável para insustentável. Aí, na hora do pega pra capar, tudo pode acontecer. Chegaremos àquele momento do decisivo Fla-Flu - que o imortal Nelson Rodrigues relatou ter ocorrido antes da criação do mundo...

A bola está com o povo. Na marca do pênalti. É gol! Ou mais um chute para fora...O diferente, agora, é que a torcida parece disposta a entrar em campo, porque começou a entender que as regras do jogo nunca estiveram tão erradas e contra toda a galera. O craque $talinácio, que é um especialista em metáforas político-esportivas, sabe que o grande jogo final nunca esteve tão próximo de um desfecho imprevisível ou, na melhor hipótese, nunca antes visto na História (mal contada) deste País...

Uma coisa é certa. O juízo final não vai perdoar quem tirar o time de campo por covardia ou pisar na bola por incompetência... O jogo é jogado... Chega de perder de sete ou cair de quatro... É vencer ou vencer...

Pai Herói


Quem precisa muito comemorar o Dia dos Pais, mesmo que o dela esteja morto, é a mulher mais rica da Venezuela, María Gabriela Chávez.

O Diário Las Américas revela que a filha favorita e primogênita do falecido Hugo Chávez, nascida em 1980, possui nada menos que US$ 4,197 bilhões de dólares em contas correntes em Andorra e nos EUA.

A mocinha supera a fortuna do grande oligarca de comunicação venezuelano Gustavo Cisneros, que só tem US$ 3,6 bilhões - segundo levantamento da Forbes.

Formada em Relações Internacionais (pela Universidade Central de Venezuela) e em Comunicação (pela Universidade Bolivariana de Venezuela), María Gabriela Chávez, desde agosto do ano passado, foi nomeada pelo presidente Nicolas Maduro para ocupar o cargão de "representante permanente alterna de Venezuela ante Naciones Unidas".

Conclusão: Como é bacana viver em um País no qual o Pai, poderoso, consegue ajudar seus filhos a ficarem bilionários...   

Inverdades Secretas


Pronta Entrega


Faroeste Caboclo do Petrolão


Nem o imortal Renato Russo conseguiria compor uma breve história do Petrolão como esta paródia do clássico "Faroeste Caboclo"...

Quem pagou a conta?


Colabore com o Alerta Total

Neste momento em que estruturamos mudanças para melhor no Alerta Total, que coincide com uma brutal crise econômica, reforçamos os pedidos de ajuda financeira para a sobrevivência e avanço do projeto.

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente conosco poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 9 de Agosto de 2015.

9 comentários:

Anônimo disse...

SR. SERRÃO, APESAR DE PARECER OFENSA O QUE ESCREVI PARA JAYME ARRUDA É APENAS UM TRECHO DA MUSICA,KUNG FU NINJA E ESTOU APENAS SATIRIZANDO AS PROPRIAS PALAVRAS QUE ELE JÁ DESFERIU EM SEU BLOG. SE PUDER FAÇA O FAVOR PUBLUQUE,POIS QUEM FALA O QUE QUER TEM QUE OUVIR O QUE NÃO QUER. AQUI EM SÃO JOAQUIM EU SOU RADIALISTA POR ISTO VOLTA E MEIA QUERIA SOLTAR ESSAS PEROLAS, AGRADEÇO...

Anônimo disse...

Bom dia, Serrão

Acordou cedo hoje, quero saber quando o Lula vai ser preso, e quem esta blindando ele, nos de um nome, apenas um.

Chico Trevas

Anônimo disse...

Alguns veículos de notícias informaram que os senadores tucanos Aécio Neves e José Serra foram para os "States" acompanhar a "homenagem" ao Fernando Henrique Cardoso, junto a Câmara do Comércio entre os dois países, um belo PRETEXTO, para que os três pudessem renovar o Pacto de Princeton, aquele acordo feito pelo FHC com os DEMONIOCRATAS (políticos do partido Democrata) através da organização globalista dos Rockfellers, chamada "Diálogo Inter Americano", realizada no ano de 1993.

Nessa reunião ficaram decidas todas as coisas que os tucanos deveriam fazer para tornar o Brasil um servo fiel da Nova Ordem Mundial Socialista em implantação.
http://www.opovo.com.br/app/politica/ae/2015/05/12/noticiaspoliticaae,3436467/fhc-e-clinton-sao-homenageados-por-estreitar-relacoes-entre-brasil-e-eua.shtml

Os tucanos não foram para os EUA apenas para a tal homenagem.

Foram receber instruções de como proceder no caso da Dilma Rousseff, Petrolão, Lava-Jato, etc... BEM COMO MOBILIZAR OS PARTIDOS PARA A APROVAÇÃO do Luiz Edson Fachin para o posto de Ministro do Supremo Tribunal Federal.

Anônimo disse...

É isso que foram fazer lá.

Inclusive, o senhor Aécio, quando perdeu a eleição em 2014, foi "descansar" na França, puxar umas "férias", pra relaxar da batalha eleitoral.

Na verdade foi receber instruções da esquerda francesa, aliada da Rússia. Recebeu ordens pra ficar quieto e aceitar a "derrota" (manipulação das urnas pela SMARTMATIC), e deixar o PT quieto, e cumprir o acordo de Princeton.

Mas como as coisas mudaram, veio a Lava-Jato com muitas revelações, e o povo cansou da Dilma.

Devido aos escândalos, a trama agora é tentar livrar a Dilma para a satisfação geral da esquerdocracia, e manter o esquema do centralismo "democrático" das esquerdas no poder.

O PSDB foi receber as instruções dos DEMONIOCRATAS (democratas) norte americanos, que sempre fodem os EUA e ajudam na coordenação estratégica das esquerdas na América Latina.

É o Diálogo Inter Americano de um lado, e o Foro de São Paulo do outro.

Um age no Brasil através do PSDB, e o outro age no Brasil através do PT.

São os dois braços da revolução.

A "direita" e a esquerda deles.

DUAS ALAS DA ESQUERDA, ou melhor, o mesmo grupo político dividido em dois partidos principais, assessorado por linhas auxiliares, como PCdoB, PSOL, PSB, PDT, PPS, PPL, etc, etc, etc...

Essa "união" dos partidos de "oposição" para o impeachment da Dilma é na realidade uma FARSA.

Anônimo disse...

É isso que foram fazer lá.

Inclusive, o senhor Aécio, quando perdeu a eleição em 2014, foi "descansar" na França, puxar umas "férias", pra relaxar da batalha eleitoral.

Na verdade foi receber instruções da esquerda francesa, aliada da Rússia. Recebeu ordens pra ficar quieto e aceitar a "derrota" (manipulação das urnas pela SMARTMATIC), e deixar o PT quieto, e cumprir o acordo de Princeton.

Mas como as coisas mudaram, veio a Lava-Jato com muitas revelações, e o povo cansou da Dilma.

Devido aos escândalos, a trama agora é tentar livrar a Dilma para a satisfação geral da esquerdocracia, e manter o esquema do centralismo "democrático" das esquerdas no poder.

O PSDB foi receber as instruções dos DEMONIOCRATAS (democratas) norte americanos, que sempre fodem os EUA e ajudam na coordenação estratégica das esquerdas na América Latina.

É o Diálogo Inter Americano de um lado, e o Foro de São Paulo do outro.

Um age no Brasil através do PSDB, e o outro age no Brasil através do PT.

São os dois braços da revolução.

A "direita" e a esquerda deles.

DUAS ALAS DA ESQUERDA, ou melhor, o mesmo grupo político dividido em dois partidos principais, assessorado por linhas auxiliares, como PCdoB, PSOL, PSB, PDT, PPS, PPL, etc, etc, etc...

Essa "união" dos partidos de "oposição" para o impeachment da Dilma é na realidade uma FARSA.

Anônimo disse...

Estão na verdade entretendo o povo pra que o povo "se delicie" com essas cenas, e pensem que existe oposição "de verdade", quando na verdade, não existe. Pois o mesmo PSDB está fazendo de tudo pra aprovar o Luiz Edson Fachin para ocupar o lugar do Joaquim Barbosa no Supremo Tribunal Federal.

Enfim...

Só idiota acredita que o PSDB é oposição ao PT.

São dois partidos servos da Nova Ordem Mundial Socialista.

Fonte A verdade que a midia não mostra. Estamos em trevas

Anônimo disse...

CARO SERRAO, UMA PERGUNTA QUE NAO QUER CALAR.

O QUE ESTARAO PENSANDO OS TRES COMANDANTES DAS FORÇAS ARMADAS, SOBRE A SITUAÇAO DO BRASIL DE HOJE?

Anônimo disse...

Excelentes textos. Gostaria de transcrever um pequeno trecho do artigo do ilustre Dr. Sacha Calmon, publicado hoje no jornal Correio Brasiliense - AGIR RÁPIDO:
..." Ensina-nos o mineiro Afonso Arinos( 1905-1990):"É nosso dever fazer política e fazer política é defender a liberdade, sustentar nosso trabalho, enobrecer a memória do nosso tempo". Melhor só Ulysses Guimarães ( 1916-1992): "A democracia é o regime em que os governados mudam os governantes e, sem violência, fazem mudanças com, ou mesmo contra, a vontade dos governantes".
Se dilma (e todo o pt )diz que é golpe o povo não querer mais a sua permanência na presidência, isso comprova que não estamos vivendo num regime democrático e sim num regime autoritário e totalitário . Golpe é ela querer permanecer no poder com menos de 7% de aprovação da população.

José Augusto Cordeiro disse...

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988
TÍTULO II
Dos Direitos e Garantias Fundamentais
CAPÍTULO I
DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

I - homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta Constituição;
II - ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei;

IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

XV - é livre a locomoção no território nacional em tempo de paz, podendo qualquer pessoa, nos termos da lei, nele entrar, permanecer ou dele sair com seus bens;
XVI - todos podem reunir-se pacificamente, sem armas, em locais abertos ao público, independentemente de autorização, desde que não frustrem outra reunião anteriormente convocada para o mesmo local, sendo apenas exigido prévio aviso à autoridade competente;
XVII - é plena a liberdade de associação para fins lícitos, vedada a de caráter paramilitar;

Senhores Organizadores das Manifestações,

Após protocolizar junto às Secretarias de Segurança e PMs texto marcando data, local e horário de manifestações, citando esses dispositivos Constitucionais, torna-se obrigação da polícia impedir que MST, Black blocs, pessoas portando armas, paus, combustíveis, camisetas e bandeiras contrárias aos objetivos das manifestações, dela façam parte ou nela ingressem.