quarta-feira, 26 de agosto de 2015

O novo Brasil pós-Operação Lava Jato


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Sérgio Roberto Braga de Sá



Após completados 500 dias da Operação Lava Jato no dia 30 de julho de 2015, todo brasileiro minimamente informado é capaz de perceber que muita coisa mudou no Brasil durante este período, em que se desenvolve a maior ação contra a corrupção e a lavagem de dinheiro já realizada em nosso país, no bojo do maior desvio de recursos públicos de nossa história.

O trabalho da equipe formada por Procuradores da República, pelo Juiz Federal Sérgio Moro e por Delegados e Agentes da Polícia Federal, no âmbito da operação que se encontra hoje em sua décima-oitava fase, vem demonstrando o quanto as investigações têm ido a fundo: sabe-se, hoje, que o dinheiro desviado no maior escândalo de corrupção conhecido no planeta Terra teria viajado por mais de 20 países, numa tentativa, frustrada, de esconder as provas e o produto dos crimes perpetrados. Ao seguir o dinheiro, a força-tarefa da Lava Jato está encontrando os fios das meadas que demonstram a que ponto chegaram os criminosos em sua sanha insaciável de praticar crimes, lesando, em última instância, o Povo, em um país cujas Educação, Saúde e Segurança Públicas são uma vergonha e um tapa na cara da população.

Mas como o que está ruim sempre pode piorar vemos, agora, as investigações do Petrolão levando ao conhecimento daquilo que alguns já chamam de Eletrolão, à semelhança das práticas criminosas sistemáticas contra a Petrobrás. Como se já não bastasse tanta notícia ruim, temos, mais recentemente, a presença do escândalo alcançando 5 Ministérios, a demonstrar que a ação criminosa sistêmica incrustada no Estado brasileiro tornou-se um modo de vida, um jeito de ser daqueles meliantes que encontram nela, e somente nela, o seu  meio de viver nababescamente, usufruindo de quantias bilionárias em prejuízo da Nação. Alguém já disse que, na Lava Jato, quando se puxa uma pena, vem uma galinha. Ficamos a imaginar, estarrecidos e indignados, quantas granjas serão encontradas ainda, quando se puxarem penas em outras paragens, como nos fundos de pensão, no BNDES, etc.

Entretanto, para orgulho dos brasileiros, a Lava Jato encontra-se a pleno vapor. Para orgulho dos brasileiros e para o pânico dos criminosos: quando achavam que haviam se livrado do Presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministro Joaquim Barbosa, eis que surgem no horizonte de nossa Pátria Amada o Juiz Federal Sérgio Moro, o Procurador da República Deltan Dallagnol ( coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba ) e seus doutos colegas, e a Polícia Federal, realizando um trabalho diuturno, incansável, meticuloso e aterrorizante para os gatunos de plantão, o que resultou, somente nos 500 dias iniciais das investigações, em 46 prisões temporárias, 48 prisões preventivas, 138 pessoas denunciadas, 30 pessoas condenadas, R$ 870 milhões recuperados e R$2,4 bilhões bloqueados em contas bancárias estrangeiras e nacionais.

Porém, e este é o motivo principal deste texto, para que haja realmente uma mudança de paradigma no que concerne ao combate à corrupção no Brasil, faz-se necessário que o povo participe, ativamente, deste momento histórico, com ações eficazes que tragam consequências práticas. Há que se atacar a engrenagem que permite que a corrupção ocorra, exigindo dos legisladores que se acabe com os mais de 22 mil cargos de confiança no Governo Federal, dando ensejo à ocupação dos cargos apenas por mérito. Além disso, é necessário que os corruptos permaneçam por mais tempo encarcerados e devolvam o dinheiro que tanta falta faz à Saúde, Educação e Segurança Públicas.

É nesse sentido que tenho a honra de dirigir-me aos sócios do Clube Militar para conclamar todos a participarem da Campanha “10 MEDIDAS CONTRA A CORRUPÇÃO”, do Ministério Público Federal, que visa a apresentação de projetos de lei de iniciativa popular que, aprovados, permitirão um combate muito mais eficaz a este crime que tantos prejuízos traz à Nação. O Juiz Sérgio Moro, os Procuradores e os Delegados da Lava Jato já assinaram, mas são necessárias um milhão e meio de assinaturas. Basta acessar o link que encontra-se ao final deste artigo, imprimir a lista de apoiamento, assinar e entregar no Ministério Público Federal mais próximo, ou encaminhar via Correios para o MPF de Curitiba. Se possível, divulguem para o maior número de patriotas possível, civis ou militares.

Acredito, firmemente, que assim teremos um novo Brasil após a Operação Lava Jato, onde a corrupção não seja endêmica, nem produza metástases, como afirmou recentemente um dos Procuradores da República responsáveis pelas investigações.

Link para a Campanha “10 Medidas Contra a Corrupção”  –  10medidas.mpf.mp.br

Sérgio Roberto Braga de Sá é médico, bacharel em direito, especialista em Direito Público, segundo-tenente R2 do Exército Brasileiro e sócio do Clube Militar.

2 comentários:

Anônimo disse...

A missão de nossas forças armadas sempre foi o sacerdócio de proteger nossa Pátria, mas algumas coisas me fazem pensar divinamente nos dias de hoje. Até porque me pergundo, que tipo de forças armadas entrariam no teatrinho, de uma incompetente e ao invés de cuidar de coisas sérias, desfilaram nas ruas em pró de copa do mundo. Foi tragicômico ver para que usam nosso exército e outros, tanques de guerras nas ruas, vigilâncias terrestres, aéreas, um verdadeiro aparato para fazer o povo aceitar uma copa do mundo que na verdade foi apenas a cortina para encobrir lavagem de dinheiro, quem sabe até intimidar o povo mostrando que trata nossas forças armadas como bonequinhos de chumbo. Lamentável, forças armadas mostrem para que vocês existem, se façam respeitar por atos dignos e maiores do que os caprichos de uma terrorista no cargo de incompetenta.
A//C anti comunismo

Marta Lima da Silva disse...

A hora é chegada. Chega de tanta impunidade. Vamos voltar a ter orgulho de ser brasileiros!