quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Se...


(Com o beneplácito de Rudyard Kipling)

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Valmir Fonseca

Se o Brasil fosse uma terra com honra, grandeza e altivez, não estaríamos na beira do precipício.

Se a Nação fosse honesta, justa e gloriosa, não sobreviveríamos, como agora, no caos.

Se o Pavilhão Nacional fosse honrado pelo seu povo, estaria flanando nos céus da Pátria como símbolo da dignidade nacional.

Se o povo brasileiro fosse altaneiro, garboso e nacionalista, não estaríamos enfiados na lama em que mergulharam os nossos pés e o nosso chão.

Se o Brasil não fosse a terra da corrupção, das maracutaias e da desonra, os seus políticos estariam nas profundezas das prisões.

Se os nossos magistrados pautassem suas vidas e seus propósitos em punir os salafrários e enganadores da fé pública, seríamos reconhecidos como povo democrata e cristão;

Se tivéssemos representantes dignos, cidadãos dedicados ao serviço do Povo e da Nação, seríamos um dos países de maior projeção no cenário internacional.

Se expulsássemos de nossas vidas, o conchavo, o golpe, a impunidade e a injustiça, seríamos um povo probo e admirado.

Se tivéssemos como ponto de honra, a responsabilidade, a correção de atitudes e de pensamentos, seríamos um povo querido e respeitado.

Se tivéssemos a coragem de enxotar de nossas plagas, os canalhas que maculam os nossos três poderes, não estaríamos como agora, numa imundície moral, política e econômica.

Se o nosso povo fosse unido, temente aos malefícios com que desclassificados nos fazem inertes, submissos e acovardados, todos se ufanariam de ser patriotas.

Se fôssemos mais brasileiros, mais severos, menos coniventes com as inúmeras e multiplicadas patifarias que indivíduos, políticos e canalhas nos maculam, seríamos uma potência respeitada por nossas qualidades.

Se expurgássemos a desastrosa e incompetente inútil que nos desqualificou como Povo e faliu como Nação, estaríamos no rumo de um Brasil melhor

Se realizássemos uma faxina moral em nosso Congresso, chutaríamos o traseiro de Renan e do Cunha, e de tantos, que o melhor seria tacar fogo naquele prostíbulo, na esperança de que outros marginais temessem representar os nacionais sem terem tal dignidade.

Se respeitássemos e cultuássemos os nossos verdadeiros heróis, teríamos tradições a serem preservadas, o que engrandeceria os nossos cidadãos e a querida Pátria.

Se tivéssemos cidadãos probos, nacionalistas e corajosos ao clamor deles o povo, com os punhos cerrados pela indignação, pelo que foi vilipendiado, roubado e expulsaria os canalhas para o quinto dos infernos.

Se a dignidade, a honra, a honestidade e a verdade brotassem na mente dos nacionais e que os valores mais nobres ressurgissem em seus corações, nele ressurgiria o impávido e impoluto patriota.

Se o novo homem brasileiro conseguir preencher cada minuto dando valor a todos os segundos que passam.

Se ele expurgar a malicia, a impunidade e cultivar a verdade, o Brasil será a sua Terra e tudo o que nela existe e, mais ainda, todos seremos verdadeiros cidadãos!


Valmir Fonseca Azevedo Pereira é General de Brigada, reformado.

3 comentários:

Anônimo disse...

Realmente o Brasil é hoje uma pátria falida, dominada pelo comunismo que destroi tudo que necessitariamos para ter uma pátria honrada. Um país onde ser bandido é mais vantagem do que ser trabalhador, O que podemos esperar de um governo que mais parece uma facção de bandidos administrando o Brasil, escandalo um atraz do outro e justiça que é bom nada, são livrados das penas, bancadas politicas sendo compradas e barganhadas para não tomarem a decisão certa. Apopulaçao assustada com a violencia e saber que não há para quem pedir socorro, povo brasileiro esta abandonado às traças por conta desse regime comunista encabeçado pelo pt, acabando com os principios de familia, trabalho, dignidade e a esperança de um Brasil melhor. Pelo contrario roubam tudo e mordaçam o grito da nação. Temos que tomar uma decisão rápida, pois as articulações do governo para impedir todos brasileiros de exigirem seus direitos ja está em andamento, toques de recolher imposto por bandidos ja se espalham pela grande sp, se policia mata bandido em reação é recolhido e subjulgado por sua ação. Afinal das contas será que o povo não se tocou ainda que as facções no brasil estão a serviço do pt ? Esqueceram que o mst é um braço armado também do pt, prontos para a talconvocação do lixo lula para a guerra urbana contra o povo ? Ele mesmo falou com suas palavras que se preciso for convocará a exercito de pedro stédli para tomarem as ruas, pois éh meu povo está na cara que não foi atoa que o mst recebeu treinamento de guerrilheiros venezuelanos aqui no brasil, e tudo isso bancado com seus impostos e seus beneficios tomados pelos desmandos de Dilma e toda facção PT. Acorda gente, nosso país esta governado com uma corrente mista entre comunismo e facção, e ta prestes a hora que anunciarão a URSAL e ai será tarde demais para ir as ruas, se for morre assim como ja sumiu a caixa preta de varios que se opôs contra essa corja de bandidos. Voltem às ruas mas sabendo o que pedir, exijam o art. 142 da Constituição brasileira, façam isso antes que os gafanhotos vermelhos comam a constituição Brasileira e decretem estado de sítio a nosso povo.

Ass: A//C movimento anti comunista

Anônimo disse...

E dos canalhas que vestem a farda e estão/estiveram em posição de comando, o que dizer? O povo já foi às ruas 3 VEZES só este ano, e ninguém fez nada, muito menos os MERDAS, CANALHAS, PICARETAS, TRAIDORES e PARASITAS que estão nos comandos. Ao contrário, estão em conchavos com a quadrilha PSDB a fim de garantir que uma organização criminosa caia e a outra assuma o poder, garantindo-lhes tetas em estatais quando entrarem na reserva.
Jogar a culpa pra cima do povo a esta altura é a estratégia de vermes, covardes, indignos, que estão se escondendo embaixo da cama, ou de corruptos, safados, vendidos que participam como cães recolhendo as migalhas do banquete. TOMEM VERGONHA NA CARA ANTES DE ABRIR A CLOACA IMUNDA QUE TÊM POR BOCA E APONTAR O DEDO PROS OUTROS!

Anônimo disse...

Senhor militar

Com um punhado de "ses", eu colocava o mundo dentro de uma gota de água!

Se houvesse militares com culhões, esse seu artigo não existia, pois haveria Progresso e Ordem na nossa tão doente Nação.

Quem tem armas, manda. Nós civis não temos!