terça-feira, 15 de setembro de 2015

Caos econômico e social


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Humberto de Luna Freire Filho

Tudo o que a previdência, a saúde, a educação e a economia estão passando hoje, é fruto de um governo corrupto comandado por um partido de incompetentes, e que há 13 anos briga com os bons costumes, a moral e a ética. Basta ver que  seus ex presidentes, muitas das suas principais lideranças e os dois últimos tesoureiros estão na cadeia.

A quadrilha dos Trabalhadores (PT), em conluio com outras quadrilhas, inclusive a maior delas - o dito Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), lotearam o Brasil transformando-o em capitanias hereditárias. O resultado de toda essa podridão chegou para o cidadão em forma de elevados impostos, os mais altos do mundo, e das tarifas públicas, isso para cobrir o rombo da incompetência e da roubalheira nas contas do governo federal, além de ausência total de um retorno de qualidade nos serviços públicos.

 Na maior cidade do Brasil, o poste n° II não conseguiu aumentar impostos, mas criou uma indústria de multas, que nesse ano de 2015 vai arrecadar 1,2 bilhões de reais (852 mi em 2014). Mais revoltante é saber que todo esse dinheiro não tem destinação certa. Vai para os cofres de PT? Vai garantir a reeleição do poste? O artigo 320 do Código de Transito Brasileiro diz que  a receita arrecadada com a cobrança de multas de trânsito será aplicada em sinalização, engenharia de tráfego, de campo, de policiamento, fiscalização e educação de trânsito."

 Será que isso está acontecendo? Acredito eu não, se toda essa dinheirama estivesse sendo usada em placas de sinalização, ninguém na cidade de São Paulo conseguiria andar com chapéus, guarda chuvas, guarda sol abertos. Espero que a dona Dilma não saiba dessa indústria, e já que o governo federal não pode multar veículos urbanos - é prerrogativa dos municípios, ela poderá multar pedestres, e a arrecadação, será, segundo a ética petista, propriedade do partido.


Humberto de Luna Freire Filho é Médico.

Um comentário:

Roselene Pomatti disse...

Muito bom! Texto crítico e perspicaz ao momento que estamos vivendo. Parabéns.