quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Brasil arrombado e saqueado


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Alfredo Beviláqua

Na História Republicana, desde Deodoro da Fonseca até FHC, totalizando 29 Presidentes da República, a Dívida Pública do Brasil (Dívida Interna + Dívida Externa), convertida ao Real, levou 113 anos para acumular R$ 852 bilhões.

Observar a 1ª operação: (R$ 852 bilhões/113) = R$ 7,5 bilhões, incremento médio anual histórico da dívida pública.

Se o Lula e a Dilma tivessem zelo pela nossa Pátria, teriam mantido este incremento médio anual histórico, a dívida pública do Brasil hoje, teria subido para R$ 942 bilhões, o que seria aceitável.

Mas estes entreguistas canalhas, de modo impatriótico escolheram trilhar o caminho da corrupção, e deste modo perverso, elevaram a dívida pública de R$ 852 bilhões para R$ 2,5 trilhões, três vezes maior, em apenas 12 anos, um golpe criminoso contra o Brasil.

Observar a 2ª operação: {(R$ 2,5 trilhões – R$ 852 bilhões/12}= R$ 137,3 bilhões, incremento médio anual da Dívida Pública na era petista.

Comparando os resultados destas duas operações, destacadas em vermelho, vamos observar que o endividamento médio anual do Brasil no 1º bloco, de 113 anos, era de R$ 7,5 bilhões, enquanto que a média anual do 2º bloco (era petista) pulou para R$ 137,3 bilhões. Estes PeTralhas se banquetearam e enriqueceram toda a quadrilha, à custa do endividamento criminoso do Brasil.

O incremento anual da dívida pública do Brasil pulou de R$ 7,5 bilhões para R$ 137,3 bilhões, isto é, endividaram o Brasil R$ 130 bilhões a mais por ano.

Tudo isto porque infelizmente, o Lula, chegando ao governo passou a colocar os seus interesses próprios e o seu projeto de poder, o Lulo-petismo,  acima dos interesses Nacionais, onde a corrupção passou a ser prática usual e corriqueira, dilapidando o patrimônio público, expandindo os gastos do governo, torrando todas as reservas e conquistas alcançadas com o Plano Real.

O Lula e a Dilma estão endividando o Brasil em escala exponencial, para sustentar gastos fabulosos, bancando ditaduras comunistas e bolivarianas falidas, além de repassar recursos para os bandoleiros do MST, que só sabem fazer arruaças, invadir propriedades produtivas alheias e dizimar plantações; além de sustentar os vagabundos da CUT e cerca de 40 entidades criadas por petistas para lavagem de dinheiro da corrupção, incluindo ONGs (Não Governamental), mas recebem dinheiro do governo.

Nestes 12 anos, década perdida, a Dívida Pública do Brasil virou caso para diligencia policial, e se continuar esta gastança irresponsável e dolosa, motivo do Brasil, hoje mergulhar numa brutal recessão econômica e política, além de um criminoso endividamento do País, antes de terminar o mandato da Dilma, em 2018, a Dívida Pública do Brasil terá ultrapassado os R$ 3 trilhões.

O Brasil vem sendo arrombado e saqueado por uma quadrilha instalada em Braília.

Salve-o! Salve-o! Oh, Patriota!


Alfredo Beviláqua é Economista.

Nenhum comentário: