quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Erro de Avaliação e cuidado com o câncer


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Tenho lido comentários dizendo que o país está destruído.

Ledo engano. Não houve terremoto, tsunami, vulcão, nem bombardeio.

O desgoverno não o destruiu; esmerdeou-o.

Nada que um bom compressor de água a jato não lave.

Sob nova direção, em pouco tempo, veremos sua pujança.

Como um médico culto e experiente, chegaremos ao diagnóstico.

A classe política é uma diarréia.

Os bancos são uma tênia.

O verdadeiro câncer é o judiciário.

Um grande filósofo (que no passado só usava o seu título de médico) uma vez disse:

“A escolha do caranguejo para representar o câncer é errônea. O câncer é um tigre: ou você o mata ou será devorado. Não há como apaziguá-lo.”

Os inimigos do Brasil e seus agentes conscientes, agora, investem tudo no aparelhamento da jaula do tigre.

Se a dona Onça ficar naquela de só observar, a nação inteira vai se danar...

O tigre, bem adestrado, não perdoa ninguém ou nada que pareça inimigo.

Bem alimentada, a besta fera faz qualquer coisa ou negócio que a "neogestapo" ordenar...


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

6 comentários:

Loumari disse...

VAMOS VIAJAR PARA ANGOLA, OLHEM QUE LA AS COISAS ESTAO CADA VEZ MAIS SENSACIONAIS. OS DIAS DOS RIQUINHOS OPRESSORES ESTAO CONTADOS.


Negócio imobiliário angolano em queda livre
Crise do petróleo está a ter consequências nas vendas e arrendamento de casas
Já lá vai o tempo em que o negócio imobiliário, depois do petróleo e dos diamantes, chegou a constituir a principal fonte de rendimentos para a classe média/alta em Angola.
Tudo estava assente num carrossel de betão armado que acabou por promover uma perigosa política de exclusão social com a importação, do Brasil, do seu modelo de condomímios fechados.
Até a construção de um shopping no sopé da antiga Fortaleza de S. Miguel - numa tentativa de apagamento da história, segundo alguns críticos - não escapou à voracidade do betão.
Com a eclosão da descida abrupta do petróleo e da crise que desencadeou na economia angolana, a bonança arrefeceu e agora está a dar lugar ao pesadelo. Já lá vai, por isso, o tempo em que, a renda de uma vivenda num bairro como Miramar ou Alvalade - adquirida ao Estado por pouco mais de 2 mil dólares depois dos antigos proprietários portugueses terem abandonado o país - equivalia a um encaixe de 30 a 40 mil dólares mês.
Outra raridade agora também é a oferta, por uma vivenda num condomínio de luxo no Morro Bento, em Talatona ou no bairro Azul ou do Cruzeiro, de verbas equivalentes a acumulação anual, de uma assentada, de 300 mil dólares, livres de impostos.
No passado, perante ofertas dessa magnitude, um antigo governante, não hesitou em investir na compra de um número de habitações, de primeira linha, correspondente a uma rua inteira num dos bairros mais luxuosos de Luanda. "Arrendou-as a empresas estrangeiras durante anos e assegurou uma super-reforma em Portugal" - confidenciou ao Expresso, uma fonte de uma firma de mediação imobiliária.

Loumari disse...

Petrolíferas pagam mais

As embaixadas, as ONG e as empresas ligadas ao sector diamantífero figuravam entre os principais clientes da nova burguesia local.
Mas as companhias petrolíferas apresentaram sempre, de longe, os preços mais apetecíveis. Nalguns casos, chegavam a oferecer por um apartamento novo na baixa de Luanda ou nas Torres Dipanda, cerca de 18 mil dólares mês.
"Não se importavam de pagar esses valores porque, no limite, é um encargo que acaba diluído nos custos de produção", explica Miguel Sakaneno, economista da petrolífera angolana Sonangol.
Com o negócio imobiliário em alta, muita gente conseguiu transferir somas significativas de dólares para o estrangeiro, nomeadamente para Portugal, para investir na compra de uma casa ou de uma herdade.
A incerteza sobre o futuro político do país é outro dos grandes motivos para muitos angolanos colocarem os seus rendimentos fora do país.
Mas, para outras pessoas, o arrendamento de vivendas ou de apartamentos, mesmo em segunda mão, continua fonte de sustento para pagar os estudos dos filhos no estrangeiro ou as despesas médicas dentro e fora de Angola.
"Se não tivesse arrendado a casa, com o magro salário que ganho, não sei como haveria de sustentar a família", confessa Gabriel Joel, funcionário do ministério do Ambiente.

Loumari disse...

Juros disparam nos bancos

Agora, os tempos são outros,. São tempos de fortes restrições na concessão de empréstimos à habitação cujos juros dispararam, nalguns bancos, dos 10 a 12% para os actuais 18%.
Como se isso não bastasse, a estrondosa baixa do preço do petróleo está a provocar dores de cabeça a muita gente que, sem alternativa para contornar a situação, não se preveniu em tempos de vacas gordas para enfrentar a actual hecatombe financeira do país.
Se a venda de apartamentos havia atingido o auge com o sonho da casa própria alimentado pelo Governo, hoje esse sonho desvaneceu-se por completo.
Os clientes empresariais internacionais, de acordo com um estudo da Abacus, uma das empresas de consultoria imobiliária em Angola, preferem o arrendamento à compra.
Mas "aquilo que se arrendava no passado por 8 ou 10 mil dólares, hoje o mercado, na maioria dos casos, oferece menos de metade", disse ao Expresso, Horácio Joaquim, proprietário de cinco apartamentos na zona de Talarona.
E, o pagamento de rendas antecipadas - mesmo a preços mais baixos - que cobriam 6 a 12 meses por contrato médio de três anos, chegou ao fim.
Como ao fim chegaram também os pagamentos em divisas. Muitos proprietários, que adquiriram bens imobiliários à época em que, alguns bancos ofereciam crédito fácil, ao não conseguirem agora vendê-los ou arrendá-los, vivem momentos de verdadeira angústia.
Com a bolha imobiliária há muito anunciada, dezenas de condomínios e milhares de apartamentos novos fechados tendem a ter a imagem de algumas urbanizações fantasmas da China.
O futuro dos hotéis, que cobram diárias de 500 dólares mas oferecem um serviço de segunda, também nunca esteve, como agora, tão sombrio.
Gustavo Costa
Correspondente do Expresso

Loumari disse...

Condenação dos ricos opressores

EIA, pois, agora vós, ricos, chorai e pranteai, pelas vossas misérias, que sobre vós hão-de vir.
As vossas riquezas estão apodrecidas, e os vossos vestidos estão comidos da traça.
O vosso ouro e a vossa prata se enferrujaram; e a sua ferrugem dará testemunho contra vós, e comerá o fogo a vossa carne.
Entesourastes para os últimos dias.
Eis que o jornal dos trabalhadores que ceifavam as vossas terras, que por vós foi diminuído, clama;
e os clamores dos que ceifaram entraram nos ouvidos do SENHOR DOS EXÉRCITOS.
Deliciosamente vivestes sobre a terra, e vos deleitastes: cevastes os vossos corações, como num dia de matança.
Condenastes e matastes o justo; ele não vos resistiu.
( TIAGO 5 )


O parecer do seu rosto testifica contra eles; e publicam os seus pecados como Sodoma; não os dissimulam.
Ai da sua alma! porque se fazem mal a si mesmos.
Dizei aos justos que bem lhes irá, porque comerão do fruto das suas obras.
Ai do ímpio! mal lhe irá, porque a recompensa das suas mãos se lhe dará.
Os opressores do meu povo são crianças, e mulheres estão à testa do seu governo; ah, povo meu! os que te guiam te enganam, e destroem o caminho das tuas veredas.
O Senhor se levanta para pleitear, e sai a julgar os povos.
( ISAIAS 3:9 )

Loumari disse...

Mas eles todos se embruteceram e se tornaram loucos: ensino de vaidades é o madeiro. (JEREMIAS 10:8)


Caiu, caiu a grande Babilónia, e se tornou morada de demónios, e coito de todo o espírito imundo, e coito de toda a ave imunda e aborrecível.
Porque todas as nações beberam do vinho da ira da sua prostituição, e os reis da terra se prostituíram com ela; e os mercadores da terra se enriqueceram com a abundância das suas delícias.
( APOCALIPSE 18:2 )


Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta;
e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu.
( APOCALIPSE 3:17 )


Porque os meus olhos estão sobre todos os seus caminhos; não se esconde perante a minha face, nem a sua MALDADE SE ENCOBRE AOS MEUS OLHOS.
E, primeiramente, retribuirei em dobro a sua maldade e o seu pecado, porque profanaram a minha terra com os cadáveres das suas coisas detestáveis, e das suas ABOMINAÇÕES encheram a minha herança.
( JEREMIAS 16:17)


Eis que mandarei muitos Pescadores, diz o Senhor, os quais os pescarão; e depois, enviarei muitos caçadores, os quais os caçarão sobre todo o monte, e sobre todo o outeiro, e até nas fendas das rochas.
(JEREMIAS 16:16)

Loumari disse...

Porque semearam ventos, e segarão tormentas: não há seara, a erva não dará farinha: se a der, traga-lo-ão os estrangeiros.
(OSEAS 8:7)


Pelo que, a ira do Senhor se acendeu contra esta terra, para trazer sobre ela toda a maldição que está escrita neste livro.
( DEUTERONOMIO 29:27 )