domingo, 4 de outubro de 2015

Hora da obra democrática contra os puxadinhos


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

"Malando é Malandro. Mané é Mané"! O primeiro teorema do imortal tenor do samba Bezerra da Silva precisa ser invocado para retratar o mal que o Presidentro Luiz Inácio Lula da Silva causa ao Brasil e às instituições que deveriam operar no regime democrático, marcado pela Segurança do Direito, através do pleno exercício da razão pública. O comportamento de Lula tem prejudicado não só as instituições políticas, mas, principalmente, o judiciário - que enfrenta uma perigosa onda de desmoralização gerada pelo regime nazicomunopetralha.

Todo mundo sabe que o Judiciário é um dos três poderes do Estado que precisa operar no equilíbrio. O ideal é que, embora não seja necessariamente sinônimo de Justiça, o judiciário deva praticá-la de maneira republicana, e não imperial, autoritária, com rigor seletivo que pune os fracos e poupa os "poderosos". Em hipótese alguma, Judiciário pode ou deve operar como uma espécie de "puxadinho" dos demais poderes políticos - o Executivo e o Legislativo.

Sempre que o Judiciário funciona de forma justa e perfeita, o cidadão ganha segurança e defesa efetiva contra abusos de toda espécie, sobretudo os cometidos pela máquina estatal. Infelizmente, no Brasil culturalmente formado em bases patrimonialistas, autoritárias e rentistas, o judiciário tem falhado em sua missão básica. Felizmente, tal problema é percebido pela sociedade que pressiona por mudanças, contando com o apoio de muitos profissionais do próprio judiciário.

Foi de extrema gravidade institucional, porém benéfico do ponto de vista da cidadania, o que ocorreu no plenário Tribunal de Justiça de Alagoas. O Presidente do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça, Ricardo Lewandowski, foi pressionado pelo protesto silencioso de manifestantes, apenas portando o famoso "Pixuleco" (boneco do presidiário 13-171 que tira Lula do sério). Lewandowski recebeu a comenda Moura Castro (maior honraria do TF alagoano), porém teve de ouvir a desagradável palavra de ordem: "Olê, olê, STF é puxadinho do PT".


Pior que a versão é o fato concreto. O protesto alagoano foi mais um fenômeno a chamar a atenção para a gravíssima crise institucional brasileira - que tem origem estrutural e não é apenas uma ocorrência conjuntural, como a Dilma Rousseff sem-noção cometeu a bobagem de proclamar no discurso de sua reforma ministerial de mentirinha, quando se entregou como refém política às vontades do seu criador Lula e de seus inimigos íntimos do PMDB (que desejam tomar o lugar dela, em breve).

O modelo Capimunista tupiniquim esgotou-se. O Brasil tem de ser reinventado estruturalmente. É urgente um pacto para se conceber, discutir e outorgar uma Constituição enxuta que tenha uma cláusula fundamental, definindo, claramente, qual é a punição para quem não obedecê-la. A redundante Constituição de 1988, repleta de artigos sem regulamentação básica, apenas consolida a insegurança jurídica vigente no Brasil. O problema piora quando se tem a cúpula do judiciário (STF e STJ) formada por indicações meramente políticas - e não profissionais, meritórias, escolhidas a partir de candidaturas legítimas, abertamente expostas para uma votação.

Todo regime que transforma as instituições em "puxadinhos" do poder hegemônico, sem controle da sociedade, acaba mergulhando tragédia totalitária. Os segmentos esclarecidos da sociedade brasileira, exercendo seu legítimo poder de pressão, não aceitam mais o aparelhamento da máquina estatal - sobretudo pela governança do crime institucionalizado. O cidadão-eleitor-contribuinte de bem deseja Democracia = Segurança do Direito para viver, trabalhar e progredir, sob regime de ordem e segurança públicas.

A Revolução Brasileira em andamento, promovida por uma crescente classe média (54% da população e crescendo) que não aceita mais recuar em suas conquistas sociais e econômicas, vai viabilizar a profunda transformação política para a implantação da Democracia. O fenômeno só pode ser impedido ou revertido por um golpe reacionário, extremista, de quem prefere o status quo (a canalha situação vigente).

Quem promoveu os "puxadinhos", aparelhando a criminosa máquina estatal, será obrigado, muito em breve, a acertar as contas com a História. Meros discursos mentirosos, demagógicos e populistas, não satisfazem mais as pessoas de bem e do bem que desejam evoluir socialmente. É por isso que o sindicalismo de resultados de Lula está com os dias contados. A ele e seus comparsas políticos só resta gritar e bater no peito: "Vitória na Guerra" - como na ficção noveleira da "Regra do Jogo".

Petistas, peemedebistas, tucanos e outros bichos menos votados são frutos apodrecidos da caduca "nova república" - implantada pelo golpe militar de 1985 (no qual o General Leônidas entronizou José Sarney, de forma ilegítima, na Presidência, com a morte do Presidente Tancredo Neves). Tal regime e a Constituição de 88 não servem mais ao Brasil. Não adianta quererem inventar, agora, uma "novíssima república", tirando a Dilma, para colocar Michel Temer no lugar, enquanto Lula e sua turma, na oposição, planejam a volta em 2018.  

O golpe baixo está manjado. Mudar é inevitável. Chega de "puxadinhos". O jogo é jogado... A regra já está sendo redesenhada pelos brasileiros honestos que não aceitam mais ser vítimas do Governo do Crime Organizado. Reformas nos "puxadinhos" nada resolvem. São necessárias mudanças estruturais no Brasil. As pré-condições históricas para que aconteçam estão aí. Vamos mudar! Porque a segurança da obra democrática está acima de tudo!    

Quanta fofura...


Será que o novo Chefe da Casa Civil, imposto por Lula, conseguirá sair ileso de problemas que gerem investigações policiais ou ações na Justiça, fugindo da tradição de José Dirceu, Antonio Palocci, Aloísio Mercadante e Gleisi Hoffman?

Se conseguir a mesma façanha obtida pela Dilma Rousseff (ainda não processada por nada), o prêmio do Jaques Wagner pode ser a vaga de vice na chapa quente do chefão $talinácio no ainda distantíssimo pleito presidencial de 2018.

Se nenhuma das opções der certo, pelo menos ele fica bem posando de modelo da folclórica política baiana...

Imposto pornográfico


Brincalhão


Follow the Money


Irmão Juquinha na área...



Colabore com o Alerta Total

Neste momento em que estruturamos mudanças para melhor no Alerta Total, que coincide com uma brutal crise econômica, reforçamos os pedidos de ajuda financeira para a sobrevivência e avanço do projeto.

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente conosco poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 4 de Outubro de 2015.

6 comentários:

Anônimo disse...

Depositar fé no judiciário, é passar atestado de burrice e incompetência. O judiciário é o poder mais corrupto, assassino e mafioso no brasil, resto de uma ditadura onde o povo era escravizado , torturado, assassinado e os juízes distribuíam nossas riquezas para seus comparsas com simples assinaturas, sem serem fiscalizados continuam até hoje tirando proveito da situação. O judiciário comanda paralelamente as prefeituras e os estados, estão por de traz das facções criminosas que agem impunimente em todo o território, narcotráfico, contrabando jogos ilegais e todo tipo de patifarias, sob as ordens da maçonaria estão sabotando e atravancando o pais. É PRECISO URGENTE CRIAR UMA POLICIA ESPECIALIZADA PARA ACABAR COM ESSA MAFIA, EXIGIR A MODIFICAÇÃO DA LEI DA MAGISTRATURA TEM QUE SER O PRIMEIRO PASSO PARA A CORREGEDORIA PODER COMEÇAR A GANHAR CREDIBILIDADE...

Veronica Ruzzi disse...

Os nossos ministros de "JUSTIÇA" DE TODOS OS TRIBUNAIS" são alimentados com lavagem para porcos, e adoram porque estão sempre chafurdando no proprio excremento. Já os politicos se alimentam do excremento do seu comparsa rico em proprina.

Anônimo disse...

Acho que o Brasil, para ser passado a limpo de verdade, tem de não apenas promover o impiche de dilma, mas de todo o supremo também. Devemos ter juízes de carreira no supremo e não advogados de partidos que estão temporariamente no poder. Tudo começa por aí.

Anônimo disse...

Governo do Povo para o povo, destituir todo poder vigente, uma comissão para gerir um novo modelo de governo, moratoria total da divida externa (Farsa), cadeia para os politicos canalhas, todos que responde a processos deve ser afastados.


Chico Trevas

Anônimo disse...

AF disse:

O principal foco do CONLUIO entres os poderes para escravizar o Brasil começa de cima para baixo. O centro dos poderes precisa ser "resetado". Ministros do STF e de qualquer outro colegiado, seja do judiciário ou não, não podem sofrer influência política, logo, não podem ser indicações.

Tem que haver PENAS mais severas e mais fáceis de serem aplicadas no caso de governantes e altos membros dos poderes que descumprirem a constituição e as leis, como já acontece com servidores comuns e com o cidadão normal. Por exemplo: A Dilma edita decretos FLAGRANTEMENTE INCONSTITUCIONAIS E ILEGAIS, e não é punida!!! E ainda ficamos dependentes de um decreto legislativo para sustar os efeitos do decreto presidencial que, na verdade, já nasceu morto, nulo, mas se não for sustado, produz efeitos... isso tem que ser mais simples e tem que haver punições severas para quem editar e assinar coisas assim.

Portanto, como foi muito bem escrito pelo Serrão neste artigo, não há democracia sem a segurança jurídica. Assim, eu afirmo, já vivemos uma ditadura!!! O BRASIL ESTÁ DESGOVERNADO!!! Comandante militar que diz o contrário NÃO DEVERIA COMANDAR pois ou está cúmplice deste conluio traidor, ou não tem a menor capacidade nem de ser um soldado das FFAA.. eu fico com a primeira opção!

OBS: Tem muita gente (até general) quase festejando a indicação de Aldo Rebelo para o MD... Ham, isso tá muito esquisito. Ou o cara é um X-9 dentro do Pc do B (o que eu duvido), ou então os melancias saíram do armário de vez e resolveram dizer em alto e bom som que são militares comunistas...Deus nos ajude!

Anônimo disse...

Aí que a gente vê a diferença, caso se todos que votaram no PT fossem esclarecidos, como a maioria que desde o começo com Lula já sabia que ia dar errado, tivessem votado contra, imaginem como o pais seria diferente hoje!