sábado, 31 de outubro de 2015

O Sistema Tributário do Dia Seguinte


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Um novo governo sério deverá no primeiro dia, eliminar todos os atuais impostos (com exceção dos de Importação e Exportação).

Como mecanismo arrecadatório entra a Contribuição Justa. (não é imposto porque o cidadão pode optar por fazer seus pagamentos e recebimentos em moeda corrente (papel-moeda) com os custos e riscos de seu transporte e segurança).

A comodidade e prova inequívoca de uma transação bancária fara a grandes maioria das pessoas preferir pagar pequena Contribuição Justa.

Ao extinguir o Imposto sobre a Renda elimina-se o maior instrumento de coerção e invasão da privacidade dos cidadãos pelo Estado, o que inibe o seu espírito de iniciativa e liberdade de uso de seu dinheiro.

Os softwares são os mesmos da famigerada e iníqua CPMF.

A implantação do novo sistema pode funcionar quase imediatamente.

Do total da arrecadação 1/3 (um terço) será do governo federal, 1/3, dos governos estaduais (dividido segundo a extensão de sua área geográfica) e 1/3, dos governos municipais (dividido pelo número total dos habitantes do país e atribuído a cada município na proporção de sua população).

Nos primeiros meses de vigência, a alíquota poderá ser ajustada para cima ou para baixo, a fim de garantir que o terço destinado ao governo federal, será suficiente para cobrir os gastos com a defesa nacional, a infraestrutura de saneamento básico, a viação entre duas ou mais unidades da federação e do menor número possível de funcionários para garantir estes objetivos.

Livres do jugo dos quase cem impostos atuais a sociedade reagirá de forma espetacular e o progresso decorrente é inimaginável, após séculos de semi- escravidão.


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

3 comentários:

Loumari disse...

Me dirijo a pessoa no anônimo de 7:50 PM

Com todo o respeito julgo que as suas intenções são boas e compreendo o seu desespero.
Aprecio interlocutores com uma certa cultura e que procuram diligentemente por debates construtivos.
Agora vamos, mais vou começar por formular uma pergunta a que dirijo aos Generais Brasileiros: Senhores, sendo vocês militares, vocês não conhecem esta ciência que está dentro de outra ciência que se chama: STRATAGÈME?
Vou vos dar um exemplo recente na história deste mundo e a coisa ocorreu no Egipto. Na queda do presidente Hosni Mubarak, foi eleito democraticamente seu sucessor o presidente Morsi. E o presidente Morsi depois de tomar a posse como presidente ele exonerou do exército o general e chefe do Estado Maior da era Mubarak. E Morsi nomeou novo general e chefe do Estado Maior o Militar Abdel Fattah Al-Sissi.
O que fez Al-Sissi depois? Ele secretamete se apropriou do Exército, e perpetrou o golpe de Estado de maneira mais magistral dos golpes militar na história. Levantou dezenas de Helicópteros arvorados de bandeira da terra de Abraão, Egipto, e sobrevoou os céus de Cairo e todo o povo egípcio que esperavam pelo salvador, ali estava ele. E todo o povo aclamando alegremente a intervenção militar e diziam eles com a curiosidade de saber: Mas quem é este general que está a comandar o exército que ouviu o clamor do povo? E quando o general Al-Sissi depois de ter cercado a presidência com militares e confinado o presidente Morsi, se apresentou ao público por meio televisivo com os seus olhos ocultos em óculos escuros, no seu traje de General, este homem impressionante tinha todos os ares de um guerreiro vindo de outra Galáxia. O salvador do povo egípcio, porque o DEUS, SENHOR DOS EXÉRCITOS se lembrou do seu concerto com o povo e enviou um salvador para seu povo.

"Porque assim diz o SENHOR à casa de Israel: BUSCAI-ME, E VIVEI."
(AMOS 5:4)

Agora me viro para o meu interlocutor: imagina se o General Al-Sissi tivesse andado por ali a fazer palestras mesmo a portas cerradas divulgando suas intenções, acha você que ele teria vencido seu inimigo depois de lhe ter alertado sobre o fundo dos seus pensamentos?
Como você disse: Um general é um brasileiro e mesmos nas suas funções, tem o direito democrático de se expressar.
DEFINITIVAMENTE os generais brasileiros são os únicos militares no mundo que não conhecem a definição da palavra ESTRATAGEMA.
ESTRATAGEMA: Ardil empregado na guerra para iludir o inimigo; Fingimento.

Me parece que os vossos generais são desta classe de gente que estudam sempre, mas, nunca chegam a SABEDORIA.
E terminam abortados como foi o caso deste generaleco de Mourão.

E como os altos grados militares hoje na activa são analfabetos funcionais, eles já optaram para a facilidade e comodidade. A balança deles está já inclinada a favor da classe governante.

PS: Sou injuriada aqui por certa gentuza porque eu tenho ciência, sou altruísta e conselheira acertada. Este povo não suporta ouvir a verdade. Nas vésperas das eleições presidenciais eu falei aqui e vos disse: Aécio Neves mentia muito e o que deu depois? Onde está o vosso salvador Aécio Never?

Loumari disse...

MAS o Espírito expressamente diz que, nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores,
e a doutrina de demónios, pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência.
(1 TIMOTEO 4)


Prometendo-lhes liberdade, sendo eles mesmos servos da corrupção;
(2 PEDRO 2:19)

Loumari disse...


Irmão Mantiqueira, vi no seu artigo de ontem um Poster do Filme de Sydney Pollack qual intitularam: Entre dois amores. O verdadeiro titulo do Filme é: OUT OF AFRICA

Out of Africa & Wolfgang Amadeus Mozart
https://youtu.be/Rjzf_cWzlp8


Te recomendo um belissimo filme intitulado: I DREAMED OF AFRICA
No link abaixo o resumido da historia
http://www.rogerebert.com/reviews/i-dreamed-of-africa-2000

It's strange to see "I Dreamed of Africa" at a time when the papers are filled with stories of white farmers being murdered in Zimbabwe. Here is the story of an Italian couple who move to the highlands of Kenya in 1972, buy a ranch near the Great Rift Valley and lead lives in which the Africans drift about in the background, vaguely, like unpaid extras. Is it really as simple as that? The realities of contemporary Africa are simply not dealt with.


"Africa, o que é Africa? Africa é um coração que palpita sem piedade."