sábado, 17 de outubro de 2015

Pague uma e coma duas

Dimensão da crise brasileira...

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Iguaria demonizada pelos canalhas pixulecos, a coxinha, de uma certa forma, representa a maneira de agir das velhotas “burguesas”.

Quando se estudam as coisas no Direito Romano, apreende-se que algumas pelo uso diminuem e outras pelo uso perecem.

Assim é a beleza das mulheres. Em seu auge, reduz os homens a condição de escravos. Com o passar dos anos, seu charme e simpatia ainda os cativam. Mas de repente, perdem a noção da realidade e procuram impor seus desejos e caprichos. Fracasso total. Atônitas, buscam refúgio no “politicamente correto”.

Procuram ridicularizar os que ousam enfrentá-las. Em geral, seus alvos preferidos são antigos namorados, maridos ou admiradores. Se estes já estão na categoria V.I.P., o desastre é absoluto.

O último refúgio é a gastronomia. Só a gula dos anciãos ainda os comove.

E ainda tem que fazer promoção. Por refeição supimpa, paga-se uma e come-se duas.

O senso de humor é raramente encontrado nas mulheres. Quem tem a ventura de conviver com uma protegida dos deuses, agradeça aos céus todos os dias.

A mais espirituosa que conheci, era chamada (obviamente na sua ausência) de "homem honorário".


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

6 comentários:

Loumari disse...

FILHO meu, atende à minha sabedoria: à minha razão, inclina o teu ouvido;
Para que conserves os meus avisos e os teus lábios guardem conhecimento.
Porque os lábios da mulher estranha destilam FAVOS DE MEL, E O SEU PALADAR É MAIS MACIO DO QUE O AZEITE;
Mas o seu fim é amargoso como o ABSINTO, agudo como a espada de dois fios.
OS SEUS PÉS DESCEM A MORTE: OS SEUS PASSOS FIRMAM-SE NO INFERNO.
Ela não pondera a vereda da vida; as suas carreiras são variáveis, e não as conhece.
(PROVÉRBIOS 5)



Dos que deixam as veredas da rectidão, para andarem pelos caminhos das TREVAS;
Que se alegram de fazer mal, e folgam com as PERVERSIDADES DOS MAUS.
Cujas veredas são tortuosas e desviadas nas suas carreiras;
Para te livrares da mulher estranha, e da estrangeira, que lisonjeia com as suas palavras;
Que deixa o guia da sua mocidade e se esquece do concerto do seu Deus;
Porque a sua casa se INCLINA PARA A MORTE, E AS SUAS VEREDAS PARA OS MORTOS:
Todos os que se dirigem a elas não VOLTARÃO, e não atinarão com as veredas da vida.
(PROVÉRBIOS 2:13)

Loumari disse...

Mas chegai-vos aqui, vós, os filhos da agoureira, semente adulterina e da prostituição.
De quem fazeis o vosso passatempo? Contra quem escancarais a boca, e deitais para fora a língua? Porventura não sois filhos da TRANSGRESSÃO, SEMENTE DA FALSIDADE,
Que vos esquentais com os ídolos, debaixo de toda a árvore verde, e sacrificais os filhos nos ribeiros, nas aberturas dos penhascos?
Nas pedras lisas dos ribeiros está a tua sorte; estas, estas são a tua sorte; sobre elas, também, derramas a tua libação, e lhes ofereces ofertas: CONTENTAR-ME-IA EU DESTAS COISAS?
Sobre os montes altos e levantados pões a tua cama; e a eles sobes para oferecer sacrifícios.
E detrás das portas e das ombreiras, pões os teus memoriais; porque a outros, mais do que a MIM, te descobres, e sobes, alargas a tua cama, e fazes concerto com eles; amas a sua cama, onde quer que a vês.
(ISAÍAS 57:3)

Loumari disse...

Porque, assim diz o Senhor: Não entres na CASA DO LUTO, nem vás a lamentar, nem te compadeças deles: porque, deste povo, diz o Senhor, retirei a minha paz, benignidade e misericórdia.
E morrerão grandes e pequenos nesta terra, e não serão sepultados, e não os prantearão nem se farão por eles incisões, nem por eles se raparão cabelos.
( JEREMIAS 16:5 )


Porque, assim diz o Senhor, acerca dos filhos e das filhas que nascerem neste lugar, acerca das suas mães, que os tiverem, e dos seus pais que os gerarem nesta terra:
Morrerão de enfermidades dolorosas, e não serão pranteados nem sepultados: servirão de esterco para a terra; e pela espada e pela fome serão consumidos, e os seus cadáveres servirão de mantimento às aves do céu e aos animais da terra.
( JEREMIAS 16:3 )


Porque os meus olhos estão sobre todos os seus caminhos; não se esconde perante a minha face,
nem a sua MALDADE SE ENCOBRE AOS MEUS OLHOS.
E, primeiramente, retribuirei em dobro a sua maldade e o seu pecado, porque profanaram a minha terra com os cadáveres das suas coisas detestáveis, e das suas ABOMINAÇÕES encheram a minha herança.
( JEREMIAS 16:17)

Anônimo disse...

Machista.

Anônimo disse...

Bah, duas tremendas machistas!!! Que feio!!

Anônimo disse...

Mas bah!
Eu pegaria e pagaria às duas da foto!
Manda o endereço delas!