domingo, 25 de outubro de 2015

$talinácio se ferra no Capimunismo da Quadrilhas?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

"Nem corrupto, nem ladrão". Será que temos algum político no Brasil em condições plenas de adotar tal slogan no Brasil, sem a gente ter certeza de que ele mente descaradamente? Pois este é o rótulo propagandístico de Jimmy Morales, um comediante profissional, tido como "antipolítico" e rotulado de "direita", com enormes chances de vencer a eleição presidencial deste domingão na Guatemala.

Enquanto você abraça o desafio de encontrar algum político que não seja corrupto ou ladrão em Bruzundanga, fazemos outra pergunta com chance de resposta bem sombria: O que será do nosso Capimunismo de Quadrilhas (expressão que define melhor que "Capitalismo de Quadrilhas" - originalmente cunhada pelo economista Gustavo Franco)? Só investidores malucos ou otários vão apostar seu dinheirinho no Brasil, enquanto os picaretas continuarem comandando o desgoverno do crime organizado, sistêmica e estruturalmente montado para roubar do cidadão-eleitor-contribuinte para que sobre grana para gastanças e roubalheiras.  

A coisa ficou tão feia que até Luiz Inácio Lula da Silva, transformando em alvo de suspeitas, se transformou em um homem público que se torna forçado a cumprir agenda secretamente, sem divulgar à imprensa, com medo da inquisição de uns poucos repórteres inconvenientes. Sem que o Instituto Lula divulgasse a agenda, Lula visitou no sabadão a feirinha do Movimento dos Sem Terra, no Parque da Água Branca, na zona Oeste de São Paulo. Em vez de enaltecer os produtos orgânicos da marketagem dos assentamentos do MST, Lula reclamou com os dirigentes de seu "exército do Stédile" sobre as lamentáveis citações a nomes de seus familiares na famigerada operação Lava Jato.

João Paulo Rodrigues, da coordenação nacional do MST, foi o porta voz da queixa do líder $talinácio: "Ele falou que está muito irritado porque são inverdades. Citam nomes de familiares dele sem provas e ele tem que ficar defendendo. Além de defender o PT, tem que defender a família". Vestindo o boné do MST como um bom soldado da causa, Lula, que não sabe jogar na retranca, ainda chegou a ser abordado por um jornalista inconveniente que lhe indagou sobre suas relações com o pecuarista José Carlos Bumlai - citado na delação premiada do lobista Fernando Baiano, na Lava Jato. Em tom irônico-debochado, o Presidentro se esquivou de falar sobre o amigo: "Sou mulçumano. Não falo de política aos sábados".

$talinácio pirou de vez. Comete erros conceituais até nas piadas sem graça. Quem faz restrições às atividades no dia sabático são os judeus, e não os seguidores do profeta Maomé. Em tese, Lula merece até um perdão porque, segundo consta, ele ainda é católico, no estilo de Gilberto Carvalho, assessor que sempre tratou como um "cardeal". Lula só estaria mais tranquilo porque o pecuarista Bumlai já combinou, direitinho, o que dirá à Justiça, se for convocado a depor na Lava Jato. Alegará que apenas pagou, como presente de casamento, a instalação de armários embutidos para a nora de Lula, o que teria custado apenas R$ 10 mil - e não os r$ 2 milhões que o "Baiano" denunciou que ele teria repassado.

A petelândia anda mais preocupada que nunca. Já tem jornalistas amestrados de Lula advertindo sobre os riscos de o juiz Sérgio Moro (rotulado por eles de ser o "juiz da camisa preta", em uma alusão ao estilo fascista) mandar prender algum filho, parente ou amigo muito próximo de Lula... Os petistas acham que, quando isso ocorrer, a intenção é fazer Lula perder o controle emocional da situação. O fato de Lula reclamar com seu "exército", como fez ao MST no sábado, é um sinal de que o Presidentro está muito incomodado e ciente dos riscos reais para seus endinheirados familiares e amigos.

Lula joga para ganhar tempo. Pensa que já conseguiu conter a marolinha do impeachment da Dilma - que poderia ser fatal para arrastá-lo junto, ganhando dimensões politicamente tsunâmicas. Agora, avalia que as ondas maiores vão atingir a praia do Eduardo Cunha - que só consegue o milagre de se sustentar na presidência da Câmara dos Deputados porque aqui é o Brasil do Capimunismo de Quadrilhas. Lula só está temeroso que a situação lhe fuja do controle. Por isso, a ordem interna, nada secreta, é soltar os cachorros no popular juiz Moro, usando os "blogueiros amigos", que adoram se portar como "selvagens cães de guerra", embora mais pareçam, na realidade, cãezinhos que dependem da graninha da madame...

Sérgio Moro e a Força Tarefa da Lava Jato que se preparem para as mordidas - que tendem a ser de poodles travestidos de pit-bulls... O que vem por aí será um grandioso teste para a poderosa blindagem de Lula - até agora o inatingível mais famoso do Capimunismo de Quadrilhas do Brasil...

Grande lembrança


O imperdoável Eduardo Cunha, que é osso duro de roer, resolveu se defender atacando um dos maiores aliados econômicos de Luiz Inácio Lula da Silva.

Cunha lembrou que, em 2004, o Ministério Público Federal investigou contas do ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles no exterior.

O procurador-geral da República chegou a pedir a quebra do sigilo bancário de Henrique Meirelles em duas contas, uma da empresa Boston Comercial e Participações e outra CC-5 (contas correntes usadas para a transferência de valores de empresas com negócios no exterior), no Nassau Branch of BankBoston, por suspeita de remessa ilegal de dinheiro ao exterior.

Lula, o salvador

Eduardo Cunha recorda que Meirelles foi salvo da degola porque o então presidente Lula concedeu, em 2004, status de ministro e foro privilegiado ao Presidente do Banco Central.

Assim Meirelles conseguiu que seu caso fosse levado ao Supremo Tribunal Federal.

E a Corte suprema tupiniquim decidiu pelo arquivamento do inquérito que investigava os supostos crimes praticados pelo homem que Lula adoraria colocar no lugar do Joaquim Levy...

Quase exceção


Enigma de Einstein


Não é que o gênio calculou, direitinho, a equação da politicagem tupiniquim...

Engana que eu não gosto...


Como matar os conservadores...


Generais estão gostando nada da difusão deste vídeo radicalóide do comunista Mauro Iasi, ex-candidato do PCB à Presidência da República e professor da UFRRJ, oferecendo um bom paredão, uma boa bala, uma boa pá, e uma boa cova para acabar com a direita e o conservadorismo...

A Bela é uma fera?


Coisa russa: A beleza da Procuradora Geral da Criméia, advogada Natalia Poklónskaya, de 34 anos, causa furor na internet e apavora o governo da Ucrânia.

Já tem General sugerindo que a gente importe a loirinha para o Brasil, para ver se ela pega pesado com a turma do governo do crime organizado...

Previsão em andamento

Maldição, irônica, lançada por Leone Rufino, triste com o fechamento do seu belíssimo restaurante Adega Leone, em Ribeirão Preto (SP):

“Depois de nós, o próximo a fechar as portas é o governo do PT.”

Perdendo a linha


Colabore com o Alerta Total

Neste momento em que estruturamos mudanças para melhor no Alerta Total, que coincide com uma brutal crise econômica, reforçamos os pedidos de ajuda financeira para a sobrevivência e avanço do projeto.

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente conosco poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 25 de Outubro de 2015.

3 comentários:

Anônimo disse...

Como comprar o Brasil:
Compre politicos, jornalistas, militares
Ponha a SELIC em 14pc "para conter" a inflacao de 10pc
Cobre juros anuais de 50 a 800pc do povo.
Indexe a divida publica pela Selic para ela explodir.
Depois que o povo afundar em dividas e o pais
quebrar, compre tudo beeem baratiniuuu...
Mantenha o povo ignorante e distraido, a fidelidade dos seus agentes, e os "intelectuais" presos no dilema "capitalismo ou socialismo?"

Sérgio Alves de Oliveira disse...

A melhor defesa que teria o advogado de Cunha quando a "coisa" esquentar para o lado dele seria alegar o "princípio da insignificância", para os crimes de corrupção a ele atribuídos pelo MP, comprovados com os depósitos nos bancos suíços. Ora,o montante obtido ilicitamente pelo acusado não chegaria nem a cinquenta MILHÕES de reais,ao passo que outros corruptos da esfera governamental desviaram valores que chegam à casa dos BILHÕES de reais. O raciocínio da defesa seria então o seguinte: se é preciso mil vezes um milhão de reais para chegar-se a um bilhão ,certamente o "milhão" não será significativo se comparado ao "bilhão". Portanto,o crime deve ser perdoado,em vista do princípio da insignificância. Aliás,este é o tratamento que muitos juízes estão dando a quem tem fome e "desvia" uma galinha. Mas o que está causando estranheza é que o tamanho das letras das manchetes dos grandes jornais quando falam nos "milhões" de Cunha sempre são bem maiores do que quando se referem aos "bilhões" atribuídos a outras figuras importantes vinculadas ao governo,mas que são "intocáveis".

Anônimo disse...

Concordo plenamente com o comentário de Sérgio Alves de Oliveira!! de 5:29 PM.