quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Facilitando a Matemática


Palestra dada pelo professor João Vinhosa a estudantes universitários.

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão

João Vinhosa, assíduo colaborador do Alerta Total, engenheiro e professor universitário de Matemática e Raciocínio Lógico, depois de aposentado, resolveu desenvolver trabalhos no sentido de facilitar o aprendizado de Matemática Básica.

Em sua campanha para a valorização da Matemática Básica, Vinhosa tem, inclusive, proferido palestras em escolas de engenharia, chamando a atenção dos alunos para a necessidade do domínio dos fundamentos da matéria. Esta é, aliás, uma missão que cada família deveria abraçar para seus filhos. Afinal, tudo é matemática.

Para atrair a atenção dos universitários, o “facilitador” Vinhosa recorreu a um criativo artifício: montou a palestra “Cálculo: Funções, Limites e Derivadas (Uma Abordagem Simplificada)”, na qual mostra, em sua característica linguagem coloquial, que a Matemática é bem mais fácil que parece. João quebrou um tabu.

Na palestra, ao exemplificar que, para o entendimento de determinada parte da Matemática, é indispensável que, antecipadamente, a pessoa conheça assuntos a ela interligados, Vinhosa foi curto, grosso e preciso: “É impossível uma pessoa entender equação de segundo grau sem conhecer potências e raízes; é impossível entender funções sem o conhecimento de equações; e não se consegue nada sem o domínio de frações ordinárias, números relativos e operações com parêntesis”.

Na torcida para que iniciativas como estas se multipliquem, o Alerta Total não pode deixar de alertar o seguinte: não será com professores tendo que dar aula de 8:00 horas da manhã às 22:00 horas para garantir sua precária sobrevivência que esta “Pátria Educadora” apresentará inovações que atraiam os estudantes. Precisamos ir muito além, como fizeram e fazem povos desenvolvidos ou que se desenvolvem de verdade.

A propósito, qualquer pessoa com o mínimo de conhecimento sabe que nossos jovens estão necessitados não só de Matemática Básica. Precisam, também, de um Português Básico, que se preocupe mais com leitura e interpretação de textos do que com meras regras gramaticais facilmente esquecíveis.

Não é sem razão que muitos professores afirmam que, se o genial Machado de Assis fizesse uma prova de Português em um desses nossos concursos do nível médio, certamente seria reprovado. Se Machado tomaria pau, é porque o modelo precisa ser mudado. Na Matemática, o João deu uma solução.

Facilitemos a vida de nossos estudantes, e eles terão chances concretas de serem cidadãos brilhantes. 


Jorge Serrão, Jornalista e Professor, é Editor-chefe do Alerta Total.

Um comentário:

Renê disse...

Caro Serrão

O Vinhosa e o site nunca mais falaram de Gemini.
O que houve?
Sds