domingo, 8 de novembro de 2015

Judiciário, cadê você?


2a Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Político brasileiro e seus "pensadores" de aluguel conseguem ser cínicos, engraçados e desgraçados, ao mesmo tempo. O festejado documento "Uma Ponte para o Futuro", lançado como um verdadeiro programa de governo pelo PMDB, não toca, com a devida precisão cirúrgica, em uma das mais graves distorções do modelo estatal brasileiro: a sacanagem e a injustiça por trás de um sistema de arrecadação centrado em 92 impostos, taxas, contribuições, multas, instruções normativas e portarias (federais, municipais e estaduais). A máquina tributária é excelente na arrecadação e melhor ainda na gastança, desperdício e uso criminoso dos recursos tomados do cidadão-eleitor-contribuinte.

Já encheu o saco ouvir dos políticos e governantes aquele papo furado de "austeridade fiscal", "contenção de gastos públicos" e "aumentos provisórios de impostos". Como não são devidamente pressionados pelos segmentos organizados da sociedade (parece que o lendário Marechal Massari Konoku anda de férias...), os ocupantes dos poderes não têm a menor vontade de agir com transparência para demonstrar, claramente, o que realmente representa "investimento público", separando-o, cuidadosamente, daquilo que é despesa corrente (essencial, mas que pode ser sempre racionalizada) e do que, na dura verdade, nada mais é que pura gastança e desperdício do dinheiro (do) público.

Em meio a maior crise estrutural nunca antes vista na História mal contada do Brasil, com previsão pessimista concreta de uma onda de recessão, inflação, desemprego e desestruturação institucional, voltamos a assistir ao espetáculo dantesco encenado pelo desgoverno do crime organizado, sempre roubando cada vez mais da sociedade para encher as burras do Estado Capimunista (centralizador, cartorial, cooptador, cartelizado, corrupto e canalha). A "novidade" de agora é que a plateia começa a demonstrar, publicamente, que perdeu a paciência com os atores. O clima vai ficar muito tenso quando acabar, inteiramente, a tolerância ou complacência com tanta coisa errada.

O momento de o cidadão-eleitor-contribuinte ficar totalmente pt da vida nunca esteve tão próximo. A "Revolução Brasileira" está em andamento, Só não enxerga quem não quer constatar que a maioria (quase esmagadora) das pessoas deseja e exige mudanças (radicais ou não). A insatisfação começa a sair do controle daqueles que, ideologicamente, sempre a manipularam. Não é mais o sindicato, nem o líder de algum "movimento", quem comanda a pauta de reivindicação ou organiza os protestos. Novamente, é preciso repetir que a "novidade" é a combustão espontânea a partir de cada pessoa insatisfeita e indignada agora e cada vez mais mobilizada e mobilizando com a ajuda das ferramentas tecnológicas disponíveis nas redes sociais.

A próxima "novidade" desse movimento social inteiramente legítimo e não aparelhado ideologicamente é a cobrança por Justiça. O cidadão-eleitor-contribuinte já identificou que a classe política, organizada de forma criminosa, é um poderoso agente inimigo. Agora, começa a perceber que "não funciona Direito" o mecanismo institucional responsável por coibir e punir a organização criminosa. As pessoas comuns começam a apontar o judiciário brasileiro como uma instituição que tem falhado muito, seja por omissão ou por prevaricação (crime cometido por servidor público que não cumpre seu dever).

O povo já pergunta: Judiciário, cadê você?! A resposta não é dada tão claramente pelos integrantes deste importante poder republicano, diretamente responsável pelo equilíbrio da Democracia (a Segurança do Direito). A vergonhosa insegurança jurídica em um País de Bacharéis como Brasil causa espanto ao mais idiota dos marcianos que nos visita diariamente. Como pode existir tanta injustiça em uma nação com quase duzentas mil normas legais em vigor?

Tem mais perguntas que não querem calar: Por que não se consegue aplicar a lei, sem necessidade de interpretação político-judiciária de um tribunal superior? Por que temos uma Constituição (pseudo) Cidadã - como aquela que já nasceu letra morta em 1988 - que não consegue ser autoregulamentada, necessitando, toda hora, de interpretações forçadas de um Supremo Tribunal Federal indicado pela classe política que opera a organização criminosa?

Enquanto não respondemos tais perguntas complexas, assistimos a mais uma gritante omissão do judiciário em um crime cometido pelo poder executivo, com a conivência conveniente do legislativo. O jornal O Globo deste domingão (8 nov 2015) denuncia: "Estados usam depósitos judiciais para pôr orçamento no azul". O valor em poder do judiciário chega a R$ 127 bilhões. Tal grana não pertence ao judiciário. O dinheiro é de quem recorre ao judiciário, tentando encontrar justiça no paraíso dos ladrões chamado Bruzundanga.

A reportagem de O Globo chama atenção para um fato positivo. O uso abusivo do dinheiro do público, em poder do judiciário, está escancarado demais. Tanto que "a Procuradoria-Geral da República (PGR), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a Associação de Magistrados do Brasil (AMB) acusam os governos no Supremo Tribunal Federal (STF) de extrapolar os limites impostos por lei federal, chegando a permitir que esses recursos — que deveriam ir para o pagamento de precatórios, dívidas que o poder público tem com cidadãos ou empresas por determinação da Justiça — sejam gastos com salários de servidores, cobertura de rombo da Previdência e despesas gerais dos governos estaduais".

A matéria de O Globo é bem didática: "Depósito judicial é todo dinheiro depositado em juízo por pessoas, empresas, entidades e poder público. Ele serve para custear o processo e indenizar o vencedor da causa após o trânsito em julgado (quando não cabe mais recurso). Segundo o Conselho Nacional de Justiça, o total de depósitos judiciais nos tribunais estaduais é de cerca de R$ 127 bilhões. Preocupado, o CNJ divulgou no último dia 29 um alerta aos tribunais para que observem a regra de preferência dos precatórios para a transferência dos depósitos".

Novamente, é preciso indagar: Judiciário, cadê você?! Não é o judiciário quem está sendo tungado neste momento. A vítima do assalto é o cidadão-eleitor-contribuinte que recorre ao judiciário - e raramente vê justiça e, mais dificilmente ainda, verá a cor do dinheiro da decisão judicial, se a sacanagem continuar no ritmo presente. Nada custa advertir que a ruptura institucional se torna inevitável, na hora em que as pessoas perdem o senso mínimo de Justiça, tendo clareza que o judiciário não só funciona mal, mas ainda colabora direta ou indiretamente com a roubalheira.


Está na hora de parar de prender apenas preto, pobre, prostituta ou aqueles que o "rigor seletivo" de alguma gestapo tupiniquim ocasionalmente indica para receber a "pena de morte em vida".

Judiciário, cadê você?! Se não aparecer, adivinha quem vai desaparecer?

O Poder de Lula

O jornal O Globo se viu obrigado a publicar neste domingo, em sua página do Globo On Line, um texto com o seguinte título: "O Globo Errou":

Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, filho do ex-presidente Lula, não foi citado pelo lobista Fernando Baiano na delação que fez na Operação Lava-Jato. O GLOBO, na coluna de Lauro Jardim do dia 11 de outubro, errou ao dizer que Baiano afirmara ter dado R$ 2 milhões para pagar contas de Lulinha. Na verdade, Baiano não citou o nome e disse que o também lobista e pecuarista José Carlos Bumlai é que pediu o dinheiro alegando que seria para uma nora de Lula.

A correção desta reportagem é mais uma prova do poderio de Luiz Inácio Lula da Silva - que tem informação de primeira e fartos meios jurídicos para forçar a "grande" mídia a publicar ou republicar o que interessa ao grupo que comanda o Brasil há mais de 13 anos...

Exemplo do Castelo

Leia, também: Drogas e pequenos delitos incham as prisões


Fim do caminho chegando

Releia o artigo de sábado: Dilma não sofrerá impeachment, nem impugnação?


O uso e o otário


Pedido aceito, ou não?


Colabore com o Alerta Total

Neste momento em que estruturamos mudanças para melhor no Alerta Total, que coincide com uma brutal crise econômica, reforçamos os pedidos de ajuda financeira para a sobrevivência e avanço do projeto.

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente conosco poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 8 de Novembro de 2015.

11 comentários:

Anônimo disse...

Pessoal acabou a palhaçada, se junbtaram contra o povo, quebraram o País, greve dos caminhoneiros, não mas diplomacia, essa gente não respeitas as leis que eles criaram para nos atachacar, roubar e não serem punidos.
Desobediencia civil já

Anônimo disse...

Pessoal acabou a palhaçada, se junbtaram contra o povo, quebraram o País, greve dos caminhoneiros, não mas diplomacia, essa gente não respeitas as leis que eles criaram para nos atachacar, roubar e não serem punidos.
Desobediencia civil já

Anônimo disse...

O povo não acredita mais no Judiciário.TSE,TCU,STF,OAB,PGR e outros.Muitos deles contaminados pelo PT.É incrível que um homem comum,sem foro privilegiado,alcoólatra,domine essas instituições e até O Globo desmentindo o verdadeiro.Se a Juíza Regina Célia mandou a PF à casa do Lulinha é porque tem provas.Tanto é verdade que a juíza foi transferida.Até quando o Lula vai mandar nas instituições?

Loumari disse...

Maturidade Emocional

Dez funções da inteligência multifocal resultantes do treino da emoção e da arte de pensar:

1. A arte de amar a vida e tudo o que a promove.

2. A arte de contemplar o belo.

3. A arte da serenidade: pensar antes de reagir.

4. A arte de expor e não impor as ideias.

5. A arte da solidariedade.

6. A arte de gerir os pensamentos dentro e fora dos focos de tensão.

7. Colocar-se no lugar dos outros.

8. Ter espírito empreendedor.

9. Trabalhar perdas e frustrações.

10. Trabalhar em equipa.

Se você tem cinco dessas características bem trabalhadas na sua personalidade, a sua maturidade emocional está bem acima da média. Se, das seis artes da inteligência multifocal, você viver intensamente pelo menos três delas, saiba que é um poeta da vida. Infelizmente, a grande maioria das pessoas não tem constituída na colcha de retalhos da personalidade nem sequer duas dessas dez características.

"Augusto Cury, in 'Treinar as Emoções Para Ser Feliz'
Brasil n. 2 Out 1958
Psiquiatra/Escritor

Loumari disse...

Maturidade é a segurança que se conquista quando sabemos que não fugimos aos desafios e temos consciência de que fizemos o melhor que podíamos para os enfrentar.
(Ana Vieira de Castro)

Loumari disse...

O que não pode florir no momento certo acaba explodindo depois.
(Mia Couto)

Anônimo disse...

Nunca vi tanto safado junto,num país só!!!!Tomei nojo dessa corja,chamado de políticos:executivo,judiciário e legislativo!É muita porcaria junto!O povo precisa partir pra cima deles!É a única maneira de enquadrá-los na linha!É revoltante ver a desenvoltura deles diante de tantos descalabros!Tão achando que todo mundo é otário???Que nojo!Que ódio!São uns FDP!!!!!

Anônimo disse...

CIRCULA PELO WHATSSAP E REDES SOCIAIS: ATENÇÃO BRASIL!!! Dia 15/11/2015 - Domingo (feriado da Proclamação da República), estaremos nos reunindo novamente e saindo as ruas de todo Brasil e principalmente em Brasília, em frente ao Congresso, para pedir a renúncia de Dilma, Cunha e de todos os políticos corruptos que estão destruindo nosso país! Assim como fizemos em 1989 com o então presidente Fernando COLLOR de Melo. Não pagaremos 5 reais no litro da gasolina pq quebraram a Petrobras, não aceitaremos pagar 4, 5 reais para andar de ônibus ou trem lotados, não aceitaremos mais aumento nos impostos já absurdos como IOF, ICMS, IPTU, IPVA, volta da CPMF, etc... estamos perdendo nossos empregos, estão roubando e quebrando o país, não temos saúde, segurança e nem educação, estão fechando escolas! Há anos no poder esses mesmos políticos sempre prometem e nada fazem, CHEGA dos mesmos!! Dia 15/11/2015 todos nas ruas pelo Brasil!!! Até derrubarmos todos os corruptos!! Nosso protesto será pacífico, não será permitido bandeiras e camisas de partidos políticos e vândalos, black blocs serão detidos e entregues a polícia pela própria população... haverá jovens, adultos e idosos na manifestação... pedimos q todos vão de verde e amarelo como em 1989 com as cores do BRASIL e caras pintadas!!! Os caminhoneiros também entrarão em greve pelo Brasil e irão ao Congresso! Quem puder, organizem caravanas com familiares e amigos para irem ao protesto tambem em Brasília dia 15!!! REPASSEM A TODOS OS CONTATOS E GRUPOS DO WHATSAPP E REDES SOCIAIS DO BRASIL.... RENÚNCIA JÁ!!! OU ADEUS BRASIL E SEREMOS ESCRAVOS DELES...

Anônimo disse...

Este blog e seu responsável, o SR. Jorge Serrão merece os parabéns , pois foi o primeiro a ter a coragem de publicar as denuncias contra as prefeituras e estados do pais que macomunados com o judiciário e a maçonaria estão sabotando, roubando, sonegando e cometendo todo tipo de crimes e contravenções pelo pais, mas a casa desses canalhas já começou a cair, e todos do povão estão vendo que tão importante como denunciar o governo federal é fiscalizar e denunciar o que acontece na porta da nossa casa. SR. Serrão eu sei que foge do foco mas se possível volta e meia para o bem da nação publique a queda desses canalhas. obrigado por tudo e que seu blog dure para sempre, boa sorte e coragem...

Pedro Nogueira disse...

Concordo com a idéia da desobediencia civil.Devemos apenas estabelecer os pópósitos como exemplo: não necessitamos de camara de vereadores; não aceitamos mais ninguém em cargo comissionado; extinção de todos os benefícios e mordomias proporcionados com dinheiro arrecadado dos impostos a qualquer servidor do legislativo, judiciário ou do executivo. Fim das emendas parlamentares para acabar com a negociata da compra de votos no congresso, assembleías e camara de vereadores. Fim do sistema bicameral no congresso reduzindo custos com esses individuos. Esta pauta pode ser aumentada em prol da seriedade insti ´
tucional no Brasil, a qual está profundamente desaparecida entre os políticos parlamentares e governantes. Seja Benvinda a Desobediencia Civil Generalizada.

Pedro Nogueira disse...

Está mais do que demonstrado que o povo brasileiro não precisa de político para funcionar no trabalho, no mercado e na economia. O povo brasileiro e o Brasil só precisam de um comitê de salvação que os livre dos políticos e do governo com as qualidades que ostentam no atual momento histórico da nossa nação