sábado, 14 de novembro de 2015

República Imprevidente


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Henrique Abrão

A comemoração de mais um aniversário da República Brasileira coloca em evidencia o momento atual e sua imprevidência diante da conjuntura e seus reflexos em todos os campos da vida nacional. Ninguém, em sã consciência, dúvida que perdemos o contato com os países desenvolvidos e hoje, mais do que nunca, os blocos econômicos prevalecem, fazendo acordos de trilhões de dólares, enquanto derrapamos na longa encruzilhada do Mercosul.

Bem mais tenebroso do que isso somente ver a tempestade perfeita que nos carcome, dentre os quais as inaceitáveis taxas de corrupção e falta de planejamento em quase todos os setores. O acidente acontecido recentemente em Minas Gerais, na cidade de Mariana, é um exemplo que não nos permite livrar das costumeiras tragédias, porque a licença ambiental estaria vencida e os órgãos de fiscalização não fizeram absolutamente nada.

Com a moderna tecnologia de satélites e seu monitoramente seria possível observar os deslocamentos, somados ao aumento inadmissível de dejetos jogados na velha estrutura da barreira que se rompeu. Alicerça-se ao triste fato as consequencias ambientais mais deprimentes e danosas. O resultado negativo de quase quatro bilhões da ex maior estatal nacional é preocupante e revoltante para seus acionistas, não fosse a sensação de absoluto desmando e completo estado de insolvabilidade.

A se acreditar na velha ou na nova república instaurada por motivos políticos, e depois de mais de século passado ainda engatinhamos nos verdadeiros conceitos da coisa pública. As instituições do Brasil vivem um total desacerto e descontrole, notadamente executivo e legislativo, acordos e mais acordos, denuncias diárias, corrupção saindo pelo ladrão, ao passo que o Judiciário tenta conter os desastrosos efeitos dessa balburdia por meio de investigações, prisões e decisões condenatórias.

Muito embora seja considerada uma Nação democrática, aqui se vota para tudo, desde o sindico, até o representante do corpo de segurança do prédio no qual se trabalha, até cargo máximo de presidente da república. No entanto, não é formada uma democracia apenas pelo sentimento do direito livre e soberano do voto, mas pela transparência, decência e acima de tudo ética com moralidade dos governantes.

O STF encontra centena de processos em andamento contra políticos e fica a beira de um colapso porque não foi concebido para resolver esse tipo de pendenga - mas sim causas maiores de características constitucionais relevantes. O fato se espalha para o STJ com milhares de processos, e se o juízo de admissibilidade permanecer na corte então a explosão e demora serão proporcionais.

As esperanças de um novo cenário Brasil passam pelo momento de dor e sofrimento para limpar as metástases dos desvios de conduta e comportamento. Algo para se comemorar no festejo de mais um aniversário da República, sim é claro: Ou reformamos tudo que está em descompasso com ela, lançando as razões fundantes de um novo modelo, ou nos encastelamos na mesmice das notícias cotidianas que nos afundam a cada segundo numa republiqueta de bananas - cuja fruta é a mais amarga de todas e rara jabuticaba para ser vista urbi et orbe.


Carlos Henrique Abrão, Doutor em Direito pela USP com Especialização em Paris, é Desembargador no Tribunal de Justiça de São Paulo.

3 comentários:

Loumari disse...

Parfaitement parfait Abrão.
Tous mes félicitations.

Anônimo disse...

E as perguntas continuam sempre as mesmas quem eu sou da onde venho e aonde eu vou dar todo mundo explica tudo como a luz acende como o avião pode voar. QUAL O GOVERNO QUE FOI MELHOR QUE ESTE??? QUANDO TEREMOS UM GOVERNO MELHOR QUE ESTE??? QUEM FARÁ UM GOVERNO MELHOR QUE ESTE??? EU RESPONDI AS EQUOAÇÕES QUE EU NÃO SABIA... ESSA PORRA SÓ MELHORA QUANDO HOUVER A MODIFICAÇÃO DA LEI DA MAGISTRATURA E QUANDO CRIAREM UMA POLICIA ESPECIALIZADA PARA ACABAR COM A MAFIA DO JUDICIARIO...

PADilla Prof. LUiZ Roberto Nuñes PADilla disse...

O atentado na França ocupa a mídia embora a quantidade de mortos na tragédia européia seja muito inferior ao de assassinatos diários no Brasil. Como a NOM controla a mídia, pode ser manobra para mudar o foco mundial.
Os corpos em Paris são muito menos do que os mortos no "acidente" (ou plano da NOM Nova Ordem Mundial de reduzir a população do Sudeste? Relatos da água de São Paulo também estar contaminada, estamos averiguando) em Mariana, Minas Gerais, com centenas de mortos e de onde se pode antever centenas de milhares de mortos ante a contaminação. São 3 barragens em uma! A terceira barragem de Mariana, São Germano, é a maior e sua sustentação está trincada. O volume de lama lá é muito maior do que o já vazado. Buscas foram suspensas em Mariana, povo retirado ante o risco de novo "acidente". Mídia omite ser pior do que o tsunami do Japão. Uma massa de lama poluída com minério viajando a 60km por dia destruindo tudo pela frente. A imprensa nada fala! Passa a impressão de um acidente qualquer! Valadares está sem água, os peixes morreram.
Já viajou + de 500km matando três rios, inclusive o Rio Doce! Acabará com cerca de 3000km do litoral do Espírito Santo! Uma montanha de lama descomunal risca do mapa localidades. A pergunta que não quer calar é: os brasileiros adotando as cores da bandeira francesa sobre suas fotos nas redes sociais ignoram a matança diária no Brasil ser superior a do atentado na Europa? Frise-se mais brasileiros são assassinados a cada dia do que todos mortos no atentado en Paris! Tem algo errado, não acha?
Ambos atentados resultam da manipulação psicopata a qual combatemos. O meta-grupo FORO DO BRASIL auxilia a rede de grupos de conscientização salvando o país (e, consequentemente, o Planeta devido à importância geoestratégica do Brasil). A propósito, feedbacks de diversos grupos, dos espíritas aos de ufologia, noticiam orientação dos Aliados, os Ultradimensionais, de reconstruirmos a sociedade humana com base educacional e cultural instrumentando a percepção automática dos 4 planos de atuação humana e as suas interseções, especialmente as emoções, e a identificação dos mutantes psicopatas. Esses desumanos podem ser percebidos visual e auditivamente pela ausência de comunicação emocional corporal; entre outros aspectos, psicopatas não apresentam os sutis movimentos congruentes com a flutuação emocional característica humana, nem apresentação modulação espontânea da voz.
Nesse novo modelo, o humano deixa de ser refém da manipulação porque:
Todo humano saberá existirem as "armadilhas sob forma humana", isto é, esses 2% de seres mutantes desumanos embora ocupando forma humana sendo tais seres:
a) psicopatas são desprovidos de juízo de valor, experiência emocional e interação espiritual http://bit.ly/desumanos
b) são mentirosos, manipuladores e capazes das piores maldades http://bit.ly/perigosos
No novo modelo, parar-se-á de, sob o pretexto de direitos humanos, tratarmos como humanos os psicopatas porque os humanos estão sujeitos às flutuações emocionais e todo o erro humano é causado pela inabilidade emocional.
As emoções explicam e justificam (motivando perdoar-se) os erros humanos, os quais são eventuais e não planejados, sendo proporcionais à falta de habilidade emocional.
Os psicopatas não sentem emoções e, portanto, não comentem erros por causa das emoções. Quando fazem algo errado, eles praticaram o mal porque quiseram! São indignos de perdão ou de misericórdia. Não se pode tratar igual aos desiguais. Humanos, pode-se relevar os erros, no todo ou em parte, e o sistema punitivo proporcional pode recuperar.
Os psicopatas são incorrigíveis. Eles são do mal e vão fazer maldades. Pior, com o tempo, podem desenvolver e muitos de fato desenvolvem a habilidade de camuflar o mal que fazem dificultando a identificação.
No novo modelo pratica-se a interação no padrão ganha-ganha, isto é, sempre se oportuniza o ganho de todos. Não há espaço para o acúmulo excessivo de riquezas. Esse modelo será implantado pelos "adultos índigo".
http://bit.ly/adulto-indigo