domingo, 29 de novembro de 2015

Transformar $talinácio em Judas resolve?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Uma recente pesquisa Datafolha apontou a corrupção como o principal problema do País. Ela "ganhou" da saúde, do desemprego, da educação e da violência. O mesmo levantamento, feito na semana em que o noticiário deu espetacular dimensão à prisão do senador Delcídio, indicou uma espetacular rejeição à figura de Luiz Inácio Lula da Silva. Quase metade dos entrevistados (47%) avisou que não votaria nele. Pegaram o $talinácio para judas...

A coisa ficou tão feia para o Presidentro que a Dilma Rousseff teve sua barra ligeiramente aliviada. A Presidenta conseguiu uma melhora da sua avaliação de governo. O índice de reprovação caiu de 71% em agosto para 67% agora. Para 22%, a gestão dela é regular — antes eram 20%. Para 10%, ela é ótima ou boa — antes eram 8%. Pela numerologia das pesquisas, Dilma continua em baixa: impopular, desacreditada e desmoralizada para liderar o Brasil.

O que acontece agora é o resultado de um modelo que se esgotou. A crise estrutural começa a refletir nas outras crises, principalmente a econômica, a política e a moral. Enxugar o gelo da corrupção nada resolve. Não adianta focar a consequência se a causa da tragédia nacional continua viva, intacta, se multiplicando como um câncer maligno.

Em meio a tantos escândalos em profusão, que só tendem a vir à tona e geram a natural indignação das pessoas com a corrupção, o desgoverno do crime organizado entra em estado de paralisia. Fica refém da gastança da máquina que é financiada pela banqueiragem - juros altos para remunerar a lucrativa e infindável (?) rolagem de títulos públicos. E quando tudo se desestrutura, o desgoverno vira alvo da pressão e da ira populares - que tendem a ser fatais, conforme a História demonstra.

O clima no Brasil é tão tenso que as instâncias federais, estaduais e municipais falam, abertamente, em "calote" (suspensão, forçada ou não, de pagamentos). Na prática, o Estado brasileiro, em regime de democradura, entra em colapso. Não pode decretar nem admitir "falência", mas, técnica e moralmente, está quebrado. Mesmo assim, continua arrogante, abusando do poder contra o cidadão, que tem precários mecanismos de controle social sobre a engrenagem estatal que alterna a oferta de trocas de favores com a mais safada jagunçagem promovida por suas "gestapos".

O fio de análise e condutor sobre todos os estados autoritários (nazi ou fascistas) é a lógica segundo a qual "o cidadão é que deve servir ao Estado" - e não o contrário, com o Estado servindo ao cidadão. Quando o Estado reina absoluto, é impossível sobreviver o conceito de cidadania. Esta lógica só se sustenta baseada na injustiça, na repressão seletiva, na estruturação do Estado sustentando privilégios, cartórios e cartéis, e no Rentismo Especulativo.

O Brasil Capimunista funciona assim. Acontece que a classe média ficou de saco cheio e ligou o despertador. Devagarinho, o gigante é forçado a acordar. Tudo começa a mudar, mesmo que lentamente e não claramente percebido pela maioria das pessoas - incluindo os cegos e os pessimistas. Pare, pense e tente responder à perguntinha básica: O que pensa hoje um micro empresário, afogado em execuções fiscais, processos trabalhistas, juros estratosféricos e que não consegue receber o valor daquilo que vendeu para o poder público porque virou predatório, quando vê toda a bandalheira de mensalões e petrolões e a e quando vê um senador, líder do governo no Senado, organizado a fuga de um Cerveró da vida?

Ocorre que quando o regime venezuelano foi instalado, a tecnologia das redes sociais ainda estava iniciando. Agora não dá mais para implantar boliviarianismos envergonhados - que escondem intenções autoritárias de fazer inveja a um soviético Josef Stalin. A dinâmica de um mundo interlitado, plugado via internet, com acesso fácil via smartphone popularizado, mudou o jogo democrático. É a "Revolução" do celular. Uma postada no Face, uma dedada no zap-zap ou até o envio de um simples e-mail comunicam eficazmente e juntam as pessoas para causas comuns.

Os regimes autoritários não sobrevivem se os cidadãos e empresários oprimidos puderem se manifestar em tempo real, como acontece agora. O fenômeno está se ampliando, consolidando e se expandindo. A máquina estatal percebe a pressão feita pela sociedade (os cidadãos comuns, mesmo que ainda não unidos, mas muito interconectados). No Brasil, a maioria das pessoas de bem está pt da vida - literalmente.


Olha a curta e grossa postagem do Ricardo Noblat deste domingão, com o título "Empresário Bonzinho". É mais que ironia! É nossa lamentável realidade de um País Capimunista (capitalismo de Estado interventor com verniz de bem estar socializante). O jornalista escreveu: "Como temos empresários generosos! Um deles pagou 2,5 milhões a Luis Claudio Lula da Silva, filho de Lula, para que ele copiasse textos da internet a título de consultoria. A Polícia Federal desconfia que foram 4 milhões".

O fenômeno é uma previsível aberração de nosso Estado Capimunista, que combina rentistas, banqueiros, empreiteiros e fdps, todos sempre juntos, tirando proveito da máquina estatal perdulária, refinanciada, permanentemente, pelos juros altos, pelos noventa e tantos impostos, taxas, contribuições, além das regulações espúrias das medidas provisórias, decretos, instruções normativas e portarias baixadas pelas variadas instâncias de uma caríssima burocracia. Lulas, FHCs e afins são produtos naturais deste sistema que transforma a Política em mero meio de negócio para quem faz parte da "Corte".

Vale repetir por 13 x 13, para dar sorte. Temos o dever cívico de cobrar de um poder republicano que tem obrigação de zelar pelo equilíbrio social e punir, de forma justa, perfeita e exemplar, aqueles que ousam infringir as leis. O Judiciário pode nem vencer o crime estruturalmente organizado. Mas a Justiça não pode ser desmoralizada pela ação sistemática e institucionalizada de criminosos que agem em e sob o patrocínio direto uma máquina estatal centralizadora, cartorial, cartelizada, concentradora, castradora, corrupta e canalha - os vários "cês" do nosso Capimunismo.

O Brasil tem solução. Em qualquer país, a Democracia é uma concessão do poder armado. Por isso, os segmentos esclarecidos da sociedade tem de mobilizar as Forças Armadas para que dêem sustentação para a implantação da verdadeira democracia, que é a segurança do direito. Isso é o exercício do Poder Instituinte! Quem guarda as armas nacionais detém o poder real e deve exercer sua capacidade constitucional para enxotar o crime do Poder do Estado, empregando os legítimos instrumentos à disposição do judiciário.

O Brasil tem de mudar, de verdade, a estrutura estatal, proclamando sua autodeterminação, em um trabalho que é obrigação dos cidadãos esclarecidos com suas forças armadas e o judiciário. Temos de avançar na criação de mecanismos cidadãos de controle e fiscalização da máquina estatal - que precisa se tornar transparente, com uma burocracia clara, reduzida ao máximo e legítima. Qualquer ação fora destas propostas é inútil.

Não podemos ficar restritos à promoção de um "mero golpe" institucional, pois ele seria apenas uma complacente continuidade da barbárie vigente. O jogo não é simples, é complexo, e precisa ser jogado urgentemente. Por isso, é perda de tempo pegar $talinácios e afins para judas... Temos é de criar condições políticas e institucionais para que idiotas e tiranetes não se multipliquem para continuarem mandando nos destinos do Brasil.   

Releia o artigo de ontem: Hora da Justiça vencer o crime e conter as gestapos


Gozação Suprema


Novo boneco que manifestantes colocaram nas ruas de Brasília, mais precisamente em frente ao Supremo Tribunal Federal: Toffoleco...

Boa sugestão

Dica de um grande empresário, logo cedo, no zap-zap:

"Acho que tem q fazer movimento pela renuncia já de Dilma, Renan e Cunha! O Pais não tem mais tempo a perder!!!"

Terror em Paris


Chega de pixulecagem


Só resta agradecer


Colabore com o Alerta Total

Neste momento em que estruturamos mudanças para melhor no Alerta Total, que coincide com uma brutal crise econômica, reforçamos os pedidos de ajuda financeira para a sobrevivência e avanço do projeto.

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente conosco poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 29 de Novembro de 2015.

9 comentários:

Anônimo disse...

Já levaram cartão vermelho mas continuam no campo como se nada tivesse acontecido.

Anônimo disse...

A prisão do Delcidio pode ser uma faca de 2 legumes, pois a batata pode assar ainda mais para o PT, como a mandioca pode entrar no rabo do PSDB... O meliante em questão era daquela casa antes de ser petista, e pelo rasto de bosta que os outros governos deixaram em nosso pais se as investigações caminharem as merdas devem voarem na cara de muita gente, pois para não passarmos por retardados nunca devemos nos esquecer que não é apenas o PT que rouba... Verdade seja dita se acaso estas tramoias fossem de outros governos, ninguém ficaria sabendo de nada e a Petrobrás seria outra PRIVATARIA...

Anônimo disse...

É notório que a imbecilidade petralha sempre anunciou que o psdb tinha "quebrado o Brasil três vezes". Agora esses mesmos petralhas mostram para os brasileiros como se quebra de verdade um país. Nem mesmo as embaixadas tem dinheiro para pagar coisas como comida, agua, luz, telefone, etc. Vai pete, mostra do que é capaz.

Chapa Fria disse...

Boa PToffoli merecia essa justa homenagem, mais ainda tem outros....

Anônimo disse...

Como pode ter um aumento da aceitação da Dilma, este institutos não são serio, é tudo manipulação.
Por dia 3.000 pessoas perdem o emprego no Brasil, é o pior momento da história deste país.

Chico Trevas

Loumari disse...

Luto por uma Novidade de Espírito

Procuro me manter isolada contra a agonia de viver dos outros, e essa agonia que lhes parece um jogo de vida e morte mascara uma outra realidade, tão extraordinária essa verdade que os outros cairiam de espanto diante dela, como num escândalo. Enquanto isso, ora estudam, ora trabalham, ora amam, ora crescem, ora se afanam, ora se alegram, ora se entristecem. A vida com letra maiúscula nada pode me dar porque vou confessar que também eu devo ter entrado por um beco sem saída como os outros. Porque noto em mim, não um bocado de fatos, e sim procuro quase tragicamente ser. É uma questão de sobrevivência assim como a de comer carne humana quando não há alimento. Luto não contra os que compram e vendem apartamentos e carros e procuram se casar e ter filhos mas luto com extrema ansiedade por uma novidade de espírito. Cada vez que me sinto quase um pouco iluminada vejo que estou tendo uma novidade de espírito.
Minha vida é um reflexo deformado assim como se deforma num lago ondulante e instável o reflexo de um rosto. Imprecisão trémula. Como o que acontece com a água quando se mergulha a mão na água. Sou um palidíssimo reflexo de erudição. Minha receptividade se afina registrando sem parar as concepções de outros, refletindo no meu espelho os matizes sutis das distinções entre as coisas da vida. Eu que sou um resultado do verdadeiro milagre dos instintos. Eu sou um terreno pantanoso. Em mim nasce musgo molhado cobrindo pedras escorregadias. Pântano com seus sufocantes miasmas intoleravelmente doces. Pântano borbulhante.

"Clarice Lispector, in 'Um Sopro de Vida'
Brasil 10 Dez 1920 // 9 Dez 1977
Escritora



"Viver não custa, o que custa é saber viver"

Anônimo disse...

Dona MAIKA,(esposa do TIODÉDÉ, (Delcídio Amaral)como mulher honestíssima, envergonhada, deveria denunciar através do jornalista defensor da DEMOCRACIA, Jorge Serrão, tudo que sabe, (pois toda esposa sabe tudo),e derrubar toooodos, jogando no ventilador dos corruptos não deixando seu marido pagar por tudo.

Jayme Guedes disse...

O brasuca continua longe do diagnóstico correto. A principal desgraça do Brasil não é a corrupção, efeito de uma causa maior que é a baixa escolaridade. A educação é o principal problema do Brasil. Ela, a baixa escolaridade provoca a baixa qualidade das escolhas feitas pelo eleitor e essa baixa qualidade produz a legislação medíocre, a corrupção e o prejuízo ainda maior do que a corrupção que é o invisível desperdício provocado pela incompetência. a baixa escolaridade é a raiz de todos os males do Brasil.

Anônimo disse...

Como não tem que pegar o $talinacio? Tem que fazer tudo o que a democracia nos permitir E justiça também, oras!