sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

A bandeira do Impeachment


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Ernesto Caruso

Como bem definido, mas de certa forma mascarado, o portador da bandeira do impeachment é o jurista Hélio Bicudo. Não é o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, sob mira da metralhadora midiática, bombástica e avassaladora para enfumaçar e desviar o foco dos malfeitos — muitos, insuportáveis e repulsivos — do governo da “presidenta” Dilma Roussef.
      
A bipolaridade marcante das duas autoridades, ao ponto de Eduardo Cunha declarar a ruptura com o governo, mesmo sendo do PMDB/bengala-PT, mantinha ultimamente um viés de salvação da própria pele, momentos de atração, momentos de repulsão.
      
Em que pesem as acusações sobre o atual presidente da Câmara, cabe ao detentor desse cargo, enquanto o for, acatar ou não as acusações sobre o presidente da República em exercício. Em perfeita consonância com os ditames da Constituição Federal. Chamar de golpe é puerícia, rótulo simplista, e falta de argumento, como “(A) xingar a mãe de (B)”. As imputações de crimes e/ou condutas reprováveis estão circunscritas à instituição legal para apreciá-las. Ponto.
      
Desqualificar Eduardo Cunha é mera jogada de marqueteiro para amaciar a opinião pública, nítida e gradativamente se acostumando com o fedor que exala do Planalto, governo do PT, com expoentes do partido condenados ou presos. Do mensalão, com José Dirceu (era ministro-chefe da Casa Civil do gov. Lula), José Genoíno, Paulo Cunha, Delúbio Soares (foi tesoureiro), ao petrolão — limpeza lava a jato — com João Vaccari Neto (foi tesoureiro) e mais recente, o senador Delcídio Amaral, líder do governo Dilma. E mais, elevado número de ministros afastados por vários motivos, não virtuosos.
      
Ao contrário de E. Cunha, destaque diário nos telejornais por contas no exterior e outros valores para anestesiar a nação, no polo oposto ao governo Dilma está Hélio Bicudo, mentor das denúncias, que assina com outros, o pedido de impeachment. Como é um jurista de nomeada e de reputação ilibada, convém às patrulhas ideológicas mantê-lo na sombra e a iluminar o presidente da Câmara, pendurado na Comissão de Ética, que no processo de impeachment, simplesmente aceita o pedido e o submete aos pares para condenar ou absolver a “presidenta”.
      
Taxar Hélio Bicudo de golpista não conseguem fazer diretamente, por isso o escondem, e repetem como palavra de ordem generalizada, prática do petismo. E no caso Bicudo pertenceu aos quadros do PT desde os primórdios, onde exerceu funções de relevo, e o renegou exatamente no advento do mensalão do PT que assombrou o Brasil e transformou o ministro do STF, Joaquim Barbosa em baluarte contra a quadrilha que assaltou o tesouro, infiltrada no governo central e Congresso Nacional.
      
As razões técnicas estão expostas no pedido, ao que consta bem fundamentadas no alegado descumprimento da Lei de diretrizes Orçamentárias e Lei de Responsabilidade Fiscal, malfeito apelidado de “pedaladas fiscais”. Sendo o único aceito dentre 34 pedidos neste ano; ao todo 48 desde 2011, maior registro com início no governo Collor de Melo.
      
Ora, cabe assim a decisão aos 513 deputados após os trâmites legais, ampla defesa e conclusão nessa Casa legislativa. A depender de 2/3, voto de 342 deputados, o impeachment é aceito no patamar considerado. Em termos percentuais, 66,66...%.
      
Se a Câmara representa a sociedade, grosso modo se pode obsevar o que esta pensa a respeito da presente condução do país. Na pesquisa de 30/11/15 – Datafolha, a rejeição ao governo Dilma atinge 67% e, 65% dos entrevistados são favoráveis ao impeachment. Nota ínfima de 3,2 entre zero e dez.
      
Incumbe ao Senado fazer o prosseguimento do impeachment aprovando-o por 2/3 dos seus membros, 54, se for o caso.


Ernesto Caruso é Coronel de Artilharia e Estado Maior, reformado.

3 comentários:

Anônimo disse...

O DESCASO EM NÃO PROCURAR SABER SE A DONA ANTA NÃO ESTÁ CORNEANDO ESTA MUMIA DEMAGOGA QUE ATÉ HOJE SÓ FEZ MERDA PARA O BRASIL. Como oposição ele fugiu, como promotor nunca acusou nada que interessasse, como velho caduco não morre e a pior é por não conseguir extorquir mais nada está jogando merda pra todo lado, BICUDO NÃO PASSA DE UM COMUNISTA QUE NUNCA CONSEGUIU SER DE NADA E O QUE ME CONFORTA QUE LOGO QUEIMARA NO INFERNO JUNTO COM TANCREDO QUE ERA O FAMOSO QUINTA COLUNA,OU SEJA COMO MUITOS NÃO SABIAM QUE HOMEM TEM QUE SER HOMEM... ENTÃO QUE QUEIMEM NO INFERNO...

Anônimo disse...

Ótimo artigo. Quanto ao fiasco do pedido do Mandado de Segurança do pt contra o impeachment, vale a pena ler o texto integral do Ministro do STF Gilmar Mendes negando o pedido e inclusive passando um sabão nos peticionários por eles terem tentado retirar o Mandado quando souberam que o Ministro relator seria Gilmar Mendes. Esperavam qual ministro mesmo para o acolhimento da causa?
Leiam:
https://oantagonista.s3.amazonaws.com/uploads%2F1449185702880-MS+33921+MC.pdf

Anônimo disse...

frases do presidente joao batista figueredo ano 1979, nunca deixe o pt entrar no brasil eles nao vao sair, o resto da frase nao vou citar e dolorosa. e o povo nao refletiu os seus dizeres eis agora o resultado