terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Bolsa Sem Valores


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Henrique Abrão

Os principais valores imateriais dos grandes negócios das bolsas no Brasil deram espaço à especulação, falta de fiscalização e um prejuízo incalculável. Temos hoje, verdadeiramente, uma bolsa sem valores. A confiança, credibilidade foram embora, sem o mínimo de responsabilização e punição.

De um momento para outro de biliardários, passamos a ter milionários, e alguns presidiários, o que aconteceu de fato e de direito no Brasil? Não é difícil explicar, eis que o efeito perverso da corrupção contaminou todo o mercado e de forma sistêmica.

A Eletrobras que valia há poucos anos atrás 300 bilhões de dólares, hoje talvez nem alcance cerca de dez por cento desse patrimônio. Mesmo assim seus dirigentes e administradores insistem em convocar assembléias no apagar das luzes, em pleno final de ano, para aprovar a venda de ativos cujos preços merecem seria reflexão e quando não um pronunciamento claro e transparente da nossa comissão de valores mobiliários.

Somos a pior bolsa de valores do mundo, disparadamente, perdendo de Países periféricos sem expressão alguma, tal situação somente pode ser o reflexo da desmoralização do mercado, da fuga do capital estrangeiro, dos investidores,e de um maneira real, ao invés de distribuírem dividendos e

juros sobre o capital, agora sequer o fazem, lançando no pobre investidor e minoritário o prejuízo que deram causa.

Não vimos qualquer movimento, atitude, ação, direta ou indireta para que as responsabilidades civil, administrativa e societária fossem devidamente apuradas e os responsáveis pagassem a conta. Exceção do trabalho de fôlego que se realiza em Curitiba pela força tarefa e competentíssima mãos do magistrado Sérgio Moro, a expectativa da sociedade civil vai além dessa circunstância que é relevante, mas não encerra, esgota ou exaure o que define a lei de sociedades anônimas e o regulamento das companhias, ao lado da autarquia federal.

O TCU e a CGU deveriam agir amiúde e os acordos de leniência se transformarem em pesadas multas absorvidas pelas empresas depauperadas em prol dos acionistas minoritários sucateados. Somos uma sociedade que se cala, não grita, não esbraveja, passiva, tudo aceita, tudo é conivente e complacente, lamentável e lastimável, enquanto isso os nossos governantes fazem piruetas e triplo carpado reveso, querendo introduzir novamente a CPMF.

Mas os hospitais estão sem medicamentos os prontos socorros sem funcionários e as clinicas públicas com as farmácias esvaziadas, para aonde foram os recursos financeiros do contribuinte, já que somos um dos Países que mais pagam impostos, os quais são desviados e não chegam ao verdadeiro destino.

A nossa caricata situação do mercado acionário é histórica, perto de chegarmos aos 40 mil pontos, somente não o faremos por absoluta falta de dias úteis até virar o ano, mas seguramente em janeiro de 2016 se nada for feito o abismo estará mais perto.

Dezenas de estados da federação insolventes, milhares de municípios falidos, e toma dinheiro do contribuinte para pagar a conta, com IPVA, IPTU, contribuições diretas e indiretas já que o assustado cidadão não é merecedor do estado de indignação de dizer não à situação, ao contrário enfia a cabeça na cerveja, aproveita praia no final de ano e deixa tudo, empurrando com a barriga, para o próximo ano.

Quem sabe a cidadania não desperte do leito de morte nas eleições municipais, e se não tivermos bons candidatos que o protesto seja manifestado de forma suave, tranquila e no silêncio, a fim de que possamos dar um basta a essa generalizada corrupção e falta de responsabilização.

No regime autoritário o lema era Brasil ame ou deixe-o, hoje mutatis mutandis, seria Brasil roube-o ou deixe roubar. E de tanta mazela, falcatrua e  esperteza muitas gerações serão sucateadas se não houver um grito libertador.


Carlos Henrique Abrão, Doutor em Direito pela USP com especialização em Paris, é Desembargador no Tribunal de Justiça de São Paulo.

7 comentários:

Anônimo disse...

E o judiciário não tem culpa de nada??? Quando começou as sabotagens, onde os municípios na cara dura jogou os estoques de remédios, merendas, danificou os equipamentos, jogou uniformes e materiais escolares o nobre desembargador pensou que ninguém ligaria essas sabotagens ao judiciário, mas todos sabemos o judiciário está comandando tudo o que não presta no pais, sendo ele o resto da ditadura, tem a missão de fazer tudo dar para trás... MODIFICAÇÃO NA LEI DA MAGISTRATURA JÁ...

Anônimo disse...

esse anônimo é o maior tiririca que já existiu no planeja fala um besteirol só ejá esta identificado não precisa ter medo ou receio,faça e apresente a reforma que
deseja do judiciário,para você tudo que há de problema é da justiça,então vamos
fechar o judiciário e deixar quanto pior melhor,teus comentários são inoportunos
revestidos de impropriedade e beiram a raia da incapacidade normal para o discernimento geral,que legal

Anônimo disse...

Esse babaca das 2.52 deve ser retardado, a bronca não é da justiça e sim da injustiça. Juízes prendendo blogueiro e soltando traficante, doando áreas de domínio publico, recebendo dinheiro sujo de bicheiros, traficante, contrabandista, vendendo sentenças, todos impunes e quando pegos ainda recebem um premio a aposentadoria compulsória... É PRECISO CRIAR UMA POLICIA ESPECIALIZADA PARA POR FIM NESTA MAFIA DA QUAL VOCÊ FAZ PARTE. ISTO EXISTE EM TODODOS OS MUNICIPIOS. VOCÊ NÃO ENXERGA???

Anônimo disse...

quero o nome desse cidadão identificado com endereço e rg com cpf pois irei processa lo por crime contra a honra em Curitiba perante Sergio Moro para que
ele pegue no mínimo dez anos de cadeia se não se retratar ao afirmar que pertenço a máfia,babaca ,drogada e sem vergonha cagao e medroso porque você não da os nomes e não tem a coragem de dizer quem é seu bundão, a máfia da qual fala sem nomes ou endereços não existe,na segunda esse cara terá mandado de prisão preventiva quero ver se ele encara ou se vai amarelar

Anônimo disse...

minha total e irrestrita solidariedade ao articulista que é um dos mais nobres magistrados desse país,no domingo ele deu uma entrevista de arrepiar o chapéu com
o jurista ives Gandra silva Martins,reputo que o magistrado e desembargador é um
dos lideres da boa cidadania como afirmou o professor carvalhosa,não há qualquer
dúvida que esse anônimo deve ter um parafuso a menos ou se tanto teria um
neurônio no máximo,mas não vale se apequenar já que o papel desse canalha é de provocar por qualquer coisa e falar de máfia,de justiça,mas é tao vil que não da o[nome e dos mafiosos será que ele tem medo ou é um fariseu,parabens professor o artigo é maravilhoso

Anônimo disse...

O puxa saco da máfia tá é com o cú na mão pois assinou anônimo também, eu quero o nome e o endereço dele, só pra ve quanta maconha este bosta fumo pra quere apavora, vem quente que eu to fervendo, seu borra bota de traficante... O anônimo das7.21 não sabe o que é ser homem tá é querendo queima a rosca com alguém de lá de dentro... O nome quem tem que dar é a PF,

Cena abrantes disse...

Palhaçada .eu tbm acredito que a nossa justiça é uma máfia aliado ao piores dos piores .colocando o próprio país na lama ! Político,justiça ou seja .sistema bando de vagabundos