quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Farsa da revisão da relação entre Dilma e Temer é tentativa de composição pacífica para a saída de Dilma


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

A farsa de manter a relação mais fértil possível, entre a Presidenta de mentira Dilma Rousseff e o vice decorativo Michel Temer atende a um único objetivo: sinalizar que não interessa ao PMDB uma declaração aberta de guerra com o PT, na provável eventualidade de Temer assumir o Palácio do Planalto, com o impeachment ou uma saída da Dilma por renúncia estratégica - para atender aos interesses de Luiz Inácio Lula da Silva. A separação menos tensa entre os partidos aliados é para evitar o risco de uma escancarada ruptura institucional que pode abrir caminho para uma Intervenção Constitucional.

A farsa é inacreditável. Depois da reunião com Dilma, Temer posou de bonzinho: "Combinamos, eu e a presidente Dilma, que nós teremos uma relação pessoal, institucional, que seja a mais fértil possível". Dilma até mandou a assessoria soltar uma notinha oficial por escrito, com declaração dela: "Na nossa conversa, eu e o vice-presidente Michel Temer decidimos que teremos uma relação extremamente profícua, tanto pessoal quanto institucionalmente, sempre considerando os maiores interesses do País". Ninguém, em sã consciência, consegue acreditar nas intenções verdadeiras contidas nas meras palavras do casal presidencial em escancarado litígio.

A carta dura de Temer, que Dilma deixou vazar, seguida da farsa de uma tentativa de recomposição no dia seguinte, é um sinal de que a conspiração para arrancar Dilma do poder ou forçá-la a sair ainda não está tão bem arranjada nos bastidores. O desgaste da Presidenta, sem previsão concreta de reversão, é um agravante da conjuntura. Existe um consenso na traidora base aliada de que uma saída de Dilma seria o ideal para redesenhar os esquemas afetados pelo desgoverno e pelas denúncias de corrupção que pipocam por todos os lados e tendem a se agravar nos desdobramentos de delações premiadas nas operações da Lava Jato. O problema é quando e como Dilma deve sair.

A novela do impeachment pode ampliar um desgaste de impopularidade e aumentar a revolta da opinião pública - o que não interessa aos políticos que preferem deixar tudo como sempre esteve. O temor é que protestos nas ruas, como os programados para domingo (dia 13, 13 horas, contra os 13 e demais comparsas), ganhem dimensão gigantesca e saiam do controle. Por isso, as lideranças do Congresso Nacional, sobretudo do lado governista, querem acelerar a decisão sobre o impedimento da Dilma (seja para ele acontecer ou não). O prolongamento de uma agonia, varando as festas de fim de ano e culminando com o começo do ano eleitoral de 2016, não interessa a eles.

Impeachment de Dilma pouco resolve. Trocá-la por Michel Temer é mais do mesmo. Ainda não dá para ter certeza se a saída dela vale como um prêmio de consolação. A permanência do PMDB no poder, com mais força ainda da caneta presidencial, é a ampliação da tragédia institucional brasileira. Neste sentido, a continuidade dos condutores da velha Nova República de 1985 é um grandioso e efetivo "golpe" contra o Brasil. A chance de algo de bom acontecer é se, na troca de comando presidencial entre PT e PMDB, não houver um acordo de paz. Caso seja deflagrada uma guerra - o que seria a normal reação imediata dos petistas temerosos de problemas judiciais se perderem os cargos poderosos -, o conflito pode gerar a ruptura institucional que serviria de pré-condição efetiva para a deflagração de mudanças efetivas pela pressão da cidadania organizada.

Infelizmente, a tendência para a crise é de um mega-acordão, pela via do conchavo, para que o Brasil fique do mesmo jeito, apenas com a saída (forçada ou nem tão espontânea) da Dilma. O desgoverno do crime organizado tentará uma nova conciliação. Este foi o recado simbólico da encenação de ontem entre Dilma e Temer. PT e PMDB têm muito a perder se a guerra sair do controle. Na regra do jogo atual, "vitória na guerra" pode representar uma derrota para ambos os lados e demais comparsas na ocupação e aparelhamento do Estado Capimunista Rentista tupiniquim.

A novelinha do impeachment vai longe - ao contrário do que deseja a turma da Dilma. O ministro Edson Fachin já avisou ontem que o Supremo Tribunal Federal será o guardião do procedimento de impedimento, propondo um rito do começo ao final do eventual processo. Já se cantou a bola que, na sessão da próxima quarta-feira, no STF, algum ministro pedirá vista do processo que paralisou o rito do impeachment na Câmara. Assim, alguma solução só será dada lá para fevereiro, depois do recesso do Judiciário. Para alegria dos parlamentares, em função disto, eles também poderão fazer o tradicional recesso - ameaçado pele pressa do governo em resolver o irresolvível...

Apesar da tentativa de "conciliação", o clima é de radicalização. O PT tem seus "exércitos" do MST, CUT e afins prontos para a batalha. O ensaio já é praticado em São Paulo no movimento dos estudantes contra a reforma escolar do governador Geraldo Alckmin. Os atos públicos, com violência explícita, foram aparelhados pelos tais "movimentos sociais". Este é o recado simbólico dado pela petelândia, diante do conflito apaziguado entre Dilma e seu "Amigo da Onça".

Como sempre, as Forças Armadas, amadas ou não pela classe política, acompanham tudo, como sempre... A tropa já está treinando na guerra ao mosquito da Dengue... Por isso, o lema geral é: "Abaixo a Picadura"... Mais pornográfico que isto só o desgoverno nazicomunopetralha...

Haja fertilidade


Releia o artigo de ontem: Impeachment ou renúncia de Dilma, com aliança de Temer e tucanos, favorece projeto Lula 2018


Contrapropaganda



Com comparação

Do Eduardo Cunha, comparando a própria situação com a da Dilma:

"Acho engraçado, as pessoas fazem discurso, gritam, dizem que querem cassar uma presidente eleita. Eu sou um deputado legitimamente eleito pelo voto popular. Também estão querendo me cassar de uma forma absolutamente desrespeitando o regimento".

O comando do Conselho de Ética elaborou ontem e tenta votar correndo nesta quinta-feira o projeto que pede o afastamento cautelar do presidente Eduardo Cunha, enquanto o processo contra sua cassação tramitar na Casa...

Buscando a salvação divina


Coragem familiar


Colabore com o Alerta Total

Neste momento em que estruturamos mudanças para melhor no Alerta Total, que coincide com uma brutal crise econômica, reforçamos os pedidos de ajuda financeira para a sobrevivência e avanço do projeto.

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente conosco poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 10 de Dezembro de 2015.

9 comentários:

Anônimo disse...

Quanta fertilidade haverá nessa relação doravante, fruto do tipo Maduro?
Bem que o PT tentou engolir o PMDB, mas foi muito afoito e atacou antes da hora, e tinha um CUNHA no meio do caminho!
Nas manifestações do próximo dia 13, domingo, além de nós todos nas ruas, ESQUEÇAMOS O CUNHA, ele está ajudando no processo de impeachment, ele não é pior que varios, como o presidente do Senado, Renan Calheiros - a diferença é que Renan é aliado do PT, por isso está a salvo, mas ele que mude de posição e veria que acontecerá!
Assim, ASSEDIEMOS O FACHIN, cumpra seu papel e não de legislador, senão teria de trocar de cadeira, estaria no lugar errado!
A presença de milhões a mais nas ruas fará a diferença para deputados e senadores, gente!

Anônimo disse...

Ao Anônimo das 8:06 AM: Nesse momento, quem clama pelo impeachment, é a favor de que o Status Quo petralha se perpetue. Se eu não ouvir nada a respeito de 'Intervenção Constitucional Já',... eu não vou.

Anônimo disse...

Somos governados por impostores


Um dia este sistema caira


Chico Luz

Anônimo disse...

DO CLAUDIO HUMBERTO : HTTP://WWW.DIARIODOPODER.COM.BR/COLUNA.PHP

OSSOS DE GUERRILHEIROS VIRAM NEGÓCIO MILIONÁRIO
A Polícia Federal realizou nesta quarta (9) uma devassa de sete horas no Hospital Universitário de Brasília (HUB), para investigar suspeita de roubo das ossadas de dois guerrilheiros do Araguaia, há dois anos. O caso tem contornos macabros: suspeita-se de sabotagem para impedir a localização das ossadas e aumentar a “bolada” da multa diária de R$10 mil, fixada em 2003 pela juíza federal Solange Salgado. A multa, acumulada, já soma R$48 milhões. Corrigida, passa de R$200 milhões.
ARMAÇÃO ILIMITADA
Militantes da “causa”, familiares dos desaparecidos e até servidores da Secretaria de Direitos Humanos estariam por trás do sumiço dos ossos.
DESAPARECIDOS
A multa diária foi imposta até que o Estado brasileiro dê conta dos 59 desaparecidos da guerrilha do Araguaia, no conflito com o Exército.
INDIGNAÇÃO
A juíza do caso ficou indignada com a tentativa de se usar a Justiça para lucrar, por isso ordenou a investigação da PF no HUB.
IDENTIFICADOS
As ossadas sumidas podem ser dos guerrilheiros João Carlos Haas Sobrinho (“Dr. Juca”) e do italiano Giancarlo Castiglia, codinome “Joca”.

Anônimo disse...

A melhor tática a ser adotada contra estes capmunistas é esta mesmo. fingir que vai correr lado a lado com eles, e no final da rampa frear com tudo e deixa-Los mergulhar no penhasco. Até porque o fato de Temer ser o vice de Dilma a camarada Estela, foi uma tática do pts também. Tá na hora de mostrar a estes capmunistas como se joga no tabuleiro, nem todo dinheiro do mundo compra todos, pois nenhum vive o suficiente para desfrute de excesso.
A//C

Anônimo disse...

AF disse:

Toda vez que começam a falar do Cunha na TV eu mudo de canal. Todo artigo que vem falar do Cunha eu pulo. Sabe por que? Porque é muito provável que ele seja sujo sim, mas em comparação com o resto dos comunistas, ele é café pequeno. Ele não quer mudar meu modo de vida, tirar minha liberdade, etc.

A mídia fica batendo nele porque ele atrasou a agenda globalista (gayzista e abortista) isto enfureceu os globalistas da mídia; some-se a isto os comunistas (aliados temporários dos globalistas) e pronto... todo o estamento burocrático quer a cabeça dele.

PREFIRO MIL VEZES UM RELES CORRUPTO NO PODER DO QUE UM COMUNISTA OU GLOBALISTA, pelo menos até que se consertem as coisas. POR MIM O CUNHA FICA SIM NA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA!!!!!

E todos da direita deveriam ter esta visão estratégica pois, se o Cunha cai agora quem entra no lugar dele? Quem vai ter peito para atrasar a agenda globalista? Deixa o cara lá, ao menos por enquanto. Só troco ele por tipos como os Bolsonaros e Feliciano.

O SOMBRA disse...

Caro Jornalista Serrão

O CRIME ORGANIZADO "DEFENDE" A DEMOCRACIA DE TODAS AS FORMAS POSSÍVEIS, COM AS LIDERANÇAS DO GOVERNO FEDERAL NO CONGRESSO NACIONAL E AJUDA DE ALGUNS MINISTROS DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL(STF) ALIADOS DO SR.,LULA PT E FORO DE SÃO PAULO.

TRAFICANTES MONTAM PONTO DE VENDAS DE DROGAS NA COMUNIDADE DA MARÉ, PRÓXIMO DA AVENIDA BRASIL E LINHA VERMELHA - NOTICIA DA GLOBO NEWS DE HOJE ( 09/12/2015 AS 10:40),POR ORDEM DO CRIME ORGANIZADO EM DESAFIO AOS ÓRGÃOS DE SEGURANÇA PÚBLICA DO RIO DE JANEIRO

VEJAM PORQUE?

O líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral, do PT de Mato Grosso do Sul, passou a noite numa sala da Polícia Federal, em Brasília. O senador vaficou na Superintendência da Polícia Federal. Ele só pode ser transferido por uma decisão do Supremo Tribunal Federal.

Na quinta-feira (26), um assessor levou café da manhã para o senador. Depois, o advogado chegou e disse que iria se reunir com Delcídio para discutir a defesa. O depoimento do senador está marcado para hoje. O assessor, Diogo Ferreira, e o banqueiro André Esteves já foram ouvidos pela Polícia Federal. O Nome no Ministro STF “Edson Fachin” foi citado na gravação como homem que resolveria tudo para o PT.

VEJAM O VÍDEO:

https://www.youtube.com/watch?v=sp7aNA7PhVw#t=36

VEJAM A CONFIRMAÇÃO DA VERDADE NO VÍDEO:

O ministro Luiz Edson Fachin, do MST — ops! quer dizer, do STF —, SUSPENDEU a vitória da ‪#‎Chapa2‬ opositora ocorrida na tarde de terça

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federa) Luiz Edson Fachin suspendeu na noite desta terça-feira (8) o andamento do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados

Isso vale até o julgamento pelo plenário do STF no próximo dia 16 que vai avaliar ações de governistas que questionam o início do pedido de afastamento da petista na Casa. Em sua decisão, Fachin proibiu que seja instalada a comissão especial que irá analisar o processo e suspendeu todos os prazos.

O ministro, no entanto, não anulou os atos praticados até agora, como a eleição realizada na tarde desta terça que elegeu maioria oposicionista para o colegiado. As decisões tomadas pela Câmara serão avaliadas pelo Supremo.

Fachin analisou uma ação apresentada pelo PC do B pedindo que a votação da comissão fosse aberta e que que os nomes fossem indicados por partidos e não blocos formados pelas legendas –além de que o processo na Câmara ficasse paralisado até que Dilma apresente sua defesa.

Trecho da postagem de Reinaldo Azevedo

Impeachment - Fachim não foi leito para fazer Leis, especialmente depois de começado o jogo. Se quer legislar o lugar é outro

"Tenho boa memória. Fachin fez a defesa solene da independência dos Três Poderes na sabatina de que participou na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Um de seus compromissos foi respeitar a autonomia do Poder Legislativo, deixando claro que não cabe ao Supremo fazer leis.

Respondendo a uma questão do senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), disse que as respostas que dava na sabatina tinham um valor vinculante — vale dizer: ele poderia, depois, ser cobrado por elas caso não as cumprisse. Transcrevo literalmente o que disse:

“O que estou a dizer aqui tem um sentido vinculante do que penso e do que será a minha conduta. Sei que isso constitui objeto não só do registro da minha e da vossa consciência, mas isso constitui também objeto dos registros que esta Comissão terá caso eu venha, eventualmente, a ser aprovado para colocar em prática os compromissos que estou assumindo, que não são compromissos meramente retóricos”.

MAIS UMA VEZ O TIRO DOS PETISTAS ESTÁ SAINDO PELA CULATRA, DIZ UMA COISA PARA SER APROVADO E PRATICA OUTRA JÁ NA FUNÇÃO DE MINISTRO.

IMPEACHMENT JÁ OU INTERVENÇÃO CÍVICO MILITAR

BRASIL ACIMA DE TUDO

O SOMBRA disse...

Caro Jornalista Serrão

O CRIME ORGANIZADO "DEFENDE" A DEMOCRACIA DE TODAS AS FORMAS POSSÍVEIS, COM AS LIDERANÇAS DO GOVERNO FEDERAL NO CONGRESSO NACIONAL E AJUDA DE ALGUNS MINISTROS DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL(STF) ALIADOS DO SR.,LULA PT E FORO DE SÃO PAULO.

TRAFICANTES MONTAM PONTO DE VENDAS DE DROGAS NA COMUNIDADE DA MARÉ, PRÓXIMO DA AVENIDA BRASIL E LINHA VERMELHA - NOTICIA DA GLOBO NEWS DE HOJE ( 09/12/2015 AS 10:40),POR ORDEM DO CRIME ORGANIZADO EM DESAFIO AOS ÓRGÃOS DE SEGURANÇA PÚBLICA DO RIO DE JANEIRO

VEJAM PORQUE?

O líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral, do PT de Mato Grosso do Sul, passou a noite numa sala da Polícia Federal, em Brasília. O senador vaficou na Superintendência da Polícia Federal. Ele só pode ser transferido por uma decisão do Supremo Tribunal Federal.

Na quinta-feira (26), um assessor levou café da manhã para o senador. Depois, o advogado chegou e disse que iria se reunir com Delcídio para discutir a defesa. O depoimento do senador está marcado para hoje. O assessor, Diogo Ferreira, e o banqueiro André Esteves já foram ouvidos pela Polícia Federal. O Nome no Ministro STF “Edson Fachin” foi citado na gravação como homem que resolveria tudo para o PT.

VEJAM O VÍDEO:

https://www.youtube.com/watch?v=sp7aNA7PhVw#t=36

VEJAM A CONFIRMAÇÃO DA VERDADE NO VÍDEO:

O ministro Luiz Edson Fachin, do MST — ops! quer dizer, do STF —, SUSPENDEU a vitória da ‪#‎Chapa2‬ opositora ocorrida na tarde de terça

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federa) Luiz Edson Fachin suspendeu na noite desta terça-feira (8) o andamento do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados

Isso vale até o julgamento pelo plenário do STF no próximo dia 16 que vai avaliar ações de governistas que questionam o início do pedido de afastamento da petista na Casa. Em sua decisão, Fachin proibiu que seja instalada a comissão especial que irá analisar o processo e suspendeu todos os prazos.

O ministro, no entanto, não anulou os atos praticados até agora, como a eleição realizada na tarde desta terça que elegeu maioria oposicionista para o colegiado. As decisões tomadas pela Câmara serão avaliadas pelo Supremo.

Fachin analisou uma ação apresentada pelo PC do B pedindo que a votação da comissão fosse aberta e que que os nomes fossem indicados por partidos e não blocos formados pelas legendas –além de que o processo na Câmara ficasse paralisado até que Dilma apresente sua defesa.

Trecho da postagem de Reinaldo Azevedo

Impeachment - Fachim não foi leito para fazer Leis, especialmente depois de começado o jogo. Se quer legislar o lugar é outro

"Tenho boa memória. Fachin fez a defesa solene da independência dos Três Poderes na sabatina de que participou na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Um de seus compromissos foi respeitar a autonomia do Poder Legislativo, deixando claro que não cabe ao Supremo fazer leis.

Respondendo a uma questão do senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), disse que as respostas que dava na sabatina tinham um valor vinculante — vale dizer: ele poderia, depois, ser cobrado por elas caso não as cumprisse. Transcrevo literalmente o que disse:

“O que estou a dizer aqui tem um sentido vinculante do que penso e do que será a minha conduta. Sei que isso constitui objeto não só do registro da minha e da vossa consciência, mas isso constitui também objeto dos registros que esta Comissão terá caso eu venha, eventualmente, a ser aprovado para colocar em prática os compromissos que estou assumindo, que não são compromissos meramente retóricos”.

MAIS UMA VEZ O TIRO DOS PETISTAS ESTÁ SAINDO PELA CULATRA, DIZ UMA COISA PARA SER APROVADO E PRATICA OUTRA JÁ NA FUNÇÃO DE MINISTRO.

IMPEACHMENT JÁ OU INTERVENÇÃO CÍVICO MILITAR

BRASIL ACIMA DE TUDO

Anônimo disse...

Enquanto o Pt continuar seu discurso para os Severinos da vida dos sertões isolados e não falando para quem produz por mérito, não vai melhorar este modelo de governo.
Ainda não entenderam que no seculo 21 o Severino tem internet.....
O povo que paga imposto se sente como numa empresa com um péssimo patrão! na qual o funcionario sabe mais gerenciar o negocio....