sábado, 16 de janeiro de 2016

A cínica jogatina da Presidenta golpista


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Só com muito cinismo e cara de pau de uma pessoa pública incompetente e sem noção da  realidade é que Dilma Rousseff pode falar de "golpe da oposição com o pedido de impeachment". Golpista, legítima, é quem sanciona um orçamento absolutamente falso da União, contando com 30% de recursos vindos de uma estupradora CMPF que sequer foi aprovada pelo Congresso. Só a certeza na impunidade e na capacidade de cooptar parlamentares corruptos viabiliza o golpe de contar com ovo de ouro na "barriga" da galinha. Se tal manobra não é um crime fiscal-orçamentário, tudo deve ser permitido na permissiva Bruzundanga.

O mesma idiotice de Dilma foi manifestada na "convicção" de que aumentar impostos é "solução" para reequilibrar o Brasil. Já temos 92 impostos, taxas ou contribuições, mas ela quer mais... Só pode ser doida ou burra demais... Na verdade, o foco prioritário dela é que o Congresso aprove a DRU (aumentando a taxação dos juros sobre capital próprio e ganhos de capital). Mas, para a galera, Dilma joga a "socializante" CPMF: "Acho que é fundamental para o país sair mais rápido da crise aprovar a CPMF, que é um imposto que se dissolve, se espalha por todos, de baixa intensidade, ao mesmo tempo que permite controle de evasão fiscal e ao mesmo tempo faz outra coisa, que é muito importante: tem um impacto pequeno na inflação, porque ele é dissolvido se você considerar os demais impactos".

Dilma e a petelândia têm planos para conseguir chegar, do jeito que der, até 2018. A aposta deles é em várias frentes, descaradamente previsíveis. Uma delas, por ironia, é o antigo sonho de legalizar a jogatina no Brasil, formando uma parceria entre o Estado ladrão, investidores estrangeiros e seus parceiros locais (claro, laranjas dos esquemas de poder atual). Uma outra é a enxurrada de grana chinesa que vem aqui, cheia de disposição, a comprar tudo que estiver à venda na bacia das almas - desde as estatais de economia mista, suas subsidiárias e até empresas brasileiras que perderam fôlego competitivo. "Laranjas" da politicagem também entrarão de sócios nestes negócios.

Tem uma terceira frente que deve gerar muita "prosperidade" e também vai aproveitar a crise como "oportunidade" para maravilhosos negócios para a oligarquia no poder. Trata-se da maior lavagem e esquentação legalizada de grana, nunca antes vista na História do Brasil, com a aprovação da lei que permite o retorno de dinheiro (a maior parte que fora roubada aqui) depositado no exterior. Uma pequena parte desta grana já voltava para cá, disfarçada nos tais "Investimentos Estrangeiros Diretos". Agora, um grande volume poderá retornar para viabilizar super negócios.

Não é à toa que tantos advogados classe A andam tão ouriçados e frenéticos. Eles sabem que este é o momento de faturar ainda mais alto. Não só dos "bandidos" políticos que defendem a peso de ouro, como também daqueles empresários que são vítimas dos rigores seletivos das variadas "gestapos" brasileiras, além dos que já estão prontos para firmar acordos para trazer para o País milhões que estavam escondidos no exterior. A conjuntura causa tanta euforia que os "causídicos de fino trato" resolveram até declarar uma guerrinha de mentirinha contra alguns segmentos do judiciário e do ministério público. A "batalha de Itararé" não é por convicção, mas por pura e cínica conveniência pragmática.

É neste cenário que Dilma e sua a turma apostam que conseguem aguentar o tranco, empurrando o desgoverno com a barriga até 2018, apesar do violentíssimo desgaste de imagem - nada que, na visão deles, muita grana que vem por aí não possa reverter. Politicamente, Dilminha já tratou de comprar os políticos, em um ano de magras vacas doadoras, seja pelo medo de escândalos ou pela proibição formal para empresas investirem nas caríssimas campanhas. Só isto explica que a grana do Fundo Partidário tenha sido quase triplicada (de R$ 311 para R$ 819 milhões) em tempos de ajuste fiscal, contenção de despesas e suposta queda de arrecadação com os efeitos da crise econômica.

Dilma e sua turma acreditam que conseguem impedir a onda do impeachment. Da mesma forma, também supõem que vão conseguir neutralizar os efeitos negativos da Lava Jato e seus desdobramentos. O grupo de Luiz Inácio Lula da Silva, aparentemente apertadinho, avalia que a blindagem do chefão permanecerá falando mais alto, permitindo até que, por falta de outras opções políticas, ele até consiga viabilizar o complicadíssimo retorno ao Palácio do Planalto em 2018.

É por tudo isso que os segmentos esclarecidos da sociedade não podem baixar a guarda e nem alimentar ilusões de que a salvação cairá do céu ou simplesmente do quartel. A pressão contra o desgoverno do crime organizado não pode parar e precisa aumentar em intensidade e, sobretudo, qualidade. É urgente uma reação focada e cirúrgica contra ações dos diferentes governos para atingir a cidadania e, principalmente, os bolsos dos contribuintes. Da mesma forma, é fundamental pensar, debater exaustivamente e propagar soluções viáveis para velhos problemas brasileiros, até que estejam criadas as pré-condições para a Intervenção Cívica Constitucional que pode mudar o Brasil, de verdade.   

Perseguida


Repúdio


Numerologia da compra política


Senhores da razão


Mobilização intensa


Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 16 de Janeiro de 2016.

10 comentários:

Loumari disse...

Notícias de Moçambique

Financiamento da barragem de Moamba Major "Armando Guebuza chantageou Dilma Roussef"

A Presidente brasileira, Dilma Roussef, cedeu a uma chantagem do ex-chefe de Estado moçambicano, Armando Guebuza, desbloqueando uma verba de 320 milhões de dólares a favor da construtora Andrade Gutierrez, que está a edificar a barragem de Moamba Major, na província de Maputo, refere uma correspondência da embaixada do Brasil em Maputo, divulgada pela imprensa daquele país. De acordo com informações constantes da correspondência da embaixada brasileira em Moçambique, caso o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Económico e Social), banco estatal brasileiro, não recuasse na exigência de que o Governo de Armando Guebuza devia abrir uma conta no estrangeiro para domiciliar o financiamento, a construção da barragem de Moamba-Major seria adjudicada a outra empresa.

Para Guebuza, seria lesivo para os interesses de Moçambique e cairia mal perante os doadores que o país abrisse uma conta no estrangeiro para saldar uma dívida ao Brasil, relata a imprensa brasileira, citando telegramas da embaixada em Maputo, quando era dirigida por Lígia Maria Sherer.
“Haveria indícios de que o Brasil perderia o projecto para empresas de outros países se a questão do financiamento pelo BNDES não pudesse ser solucionada”, afirma a mensagem da embaixada brasileira em Maputo.
O antigo chefe de Estado moçambicano fez chegar à sua homóloga brasileira a posição do país em relação ao empréstimo do BNDES, durante um encontro em Durban, à margem de uma cimeira dos países em vias de desenvolvimento, realizada em Março de 2013.
“Resolvo o assunto” – Dilma Roussef Vou “resolver o assunto”, terá dito Dilma a Guebuza, confrontada com o risco de a Andrade Gutierrez ficar sem o apetitoso negócio da barragem de Moamba Major.

Apesar dessa garantia, o processo não terá avançado com a celeridade esperada. O ministro das Finanças da altura, Manuel Chang, escreveu uma carta ao Governo brasileiro explicando as dificuldades que estavam a travar a canalização da verba, enfatizando a questão sensível da abertura de uma conta no estrangeiro para sedear o financiamento. Na sequência do telegrama expedido pela sua embaixada em Maputo, Brasília agendou o ponto sobre o financiamento do BNDES para a 97ª Reunião do Conselho de Ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex), órgão ligado ao Conselho de Governo da Presidência da República, na altura presidido por Fernando Pimentel, então ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e fiel escudeiro de Dilma.
Segundo a imprensa, a matéria foi alvo de votação e ganhou a posição de Pimentel, que defendia a flexibilização das garantias, abrindo uma clara excepção para Moçambique. “O representante do Ministério da Fazenda, Dyogo Oliveira, reforçou que a abertura de uma conta era muito importante e ainda ressaltou que caso essa premissa fosse descartada surgiriam outros dois problemas. Primeiro, seria difícil controlar a conta dentro de Moçambique. Segundo, o país africano não possuía limite de crédito no Fundo de Garantia à Exportação (FGE), responsável por cobrir um eventual calote”, diz a comunicação social brasileira.

Em 16 de Julho de 2014, dez meses depois da reunião da Camex e já durante a campanha para a eleição presidencial no Brasil, foi assinado um contrato entre Manuel Chang, o BNDES e a Andrade Gutierrez, prevendo uma linha de crédito de 320 milhões de dólares. A verba foi encaminhada para um consórcio formado pelas empreiteiras Zagope Construções e Engenharia, controlada pela Andrade Gutierrez, e Fidens Engenharia, responsáveis pelo projeto de construção da barragem no país africano. A Zagope, adianta a imprensa brasileira, é uma empresa que tem sido visada pelos procuradores que investigam casos de corrupção no Brasil, incluindo o sonante “Lava Jacto”, que já levou a várias detenções de figuras ligadas ao Partidos dos Trabalhadores, de Dilma Roussef.
Fonte: Jornal SAVANA 1149
Janeiro, 15 de 2016

Loumari disse...

Agora a questão interrogativa: O que Guebuza sabe de Dilma que possa lhe comprometer de tal maneira para que a Dilma cedesse a chantagem de Guebuza?
E por quê tanta insistência de parte de Brasil para que fosse aberto uma conta no exterior de Moçambique para que fosse lá depositado o tal capital de investimento para um projecto localizado em Moçambique?
Não é porque já vinha sendo uma prática corrente de parte dos brasileiros de extrair dos cofres público o mais possível de dinheiro, baixo pretextos de financiamentos para projectos no estrangeiro, e no concernente aos tais projectos foram destes iniciados, mas depois inaugurados antes de serem terminados porque uma parte dos fundos já se tinha evaporado? Brasileiros são grandes MAFIOSOS. GRANDES BANDIDOS. LADROES COM A ESPERTEZA QUE ATE O MESMÍSSIMO DIABO SE INCLINA.
E, quando todas estas coisas ocorrem praticados pelos membros do PT, podem nos responder: Onde estão os eleitos da suposta oposição? Não será porque todos fazem parte da mesma empresa criminosa?
A criminalidade é um fenómeno cultural muito profundamente incrustado nas entranhas do brasileiro. Erradicar isso é impossível. Roubar, fraudar, mentir, matar são tradições culturais que foram aperfeiçoados ao longo destes últimos de 30 anos.

Anônimo disse...

Mais 14 milhoes no bolsa familia que o governo não considera desempregado, ja estamos nos vinte milhoes de desempregados.

Brasil um País onde reina a mentira, povo gado povo infeliz.


Chico Trevas

Anônimo disse...

Jesuitas

Assassinos de inocentes:

https://www.youtube.com/watch?v=vvP-8TXG_kg


Yeshua

Sérgio Alves de Oliveira disse...

Caro J.Serrão: Se se tratasse de um pais que pensasse com a cabeça e pautasse a sua vida pela ética,as verdades que estão escritas acima seriam suficientes para derrubar qualquer Governo e seus capangas,nos Três Poderes,por bem,ou no "pau". Porém a maioria desse povo de "merda"leva a corrupção no fundo da alma,e por isso só tem inveja dos corruptos que andam por aí,só também não se aproveitando dela porque nunca teve oportunidade,além,é claro,de pensar com a "bunda". É lamentável ter que escrever a verdade para as paredes e meia dúzia de "gatos-pingados",que são os únicos que ainda pensam e levam a dignidade como algo sério. É por isso que essa cafajestada ama tanto o que eles ainda tem a ousadia e a cara de pau de chamar de "democracia", que na verdade é OCLOCRACIA,significando a ditadura da burrice de um povo que ainda não aprendeu a pensar e só toma atitudes políticas contra ele mesmo.

Loumari disse...

Os que têm a mania de usar este nome Yeshua, são aqueles pregadores das igrejas satânicas que tiveram origem no Brasil. Estes mesmos que nos exibem Templo de Salomão, que fizeram do pobre fonte de recurso para se enriquecer; estes mesmos repudiam o Antigo Testamento, e exortam aos seus seguidores a não crer nas profecias, e têm o veemente repúdio a Virgem.
SÃO FILHOS DA MALDIÇÃO.
Membros das igrejas PROSTITUTAS.

Sérgio Alves de Oliveira disse...

Correto,Lomari,mas a gente entra em desespero quanto ao futuro,no momento em que enxerga que a mesma matéria prima humana idiota que alimenta essa tais de "Igrejas Satânicas",é aquela que também nutre aquela "coisa" que os canalhas que vivem dela ousam chamar de "democracia". Por isso o Brasil só ficará mais limpo quando todos os pastores,bispos,e políticos satânicos,e mais os outros ladrões, forem fuzilados sem dó nem piedade.

Anônimo disse...



Só quem conhece a verdade pode ser liberto, vc Loumari lova a um Deus Sol, Jesus, este sim é um Deus Pagão, é so ver os cultos da Igreja Catolica voltados aos Deuses Solares:

Horus 4000 anos, Mitra 1.2000 e Jesus 0 ( Marco Zero)

https://www.youtube.com/watch?v=AgSdErqUVn0

https://www.youtube.com/watch?v=3ImAOT5qw3g

https://www.youtube.com/watch?v=hfQI7JA1Tbg

Abra o olho

Loumari disse...

MENSAGEM PARA BRASIL!

Por que te glorias nos vales, teus luxuriantes vales, ó filha rebelde, que confias nos teus tesouros, dizendo: Quem virá contra mim?
Eis que EU trarei temor sobre ti, diz o SENHOR JEOVA DOS EXÉRCITOS, de todos os que estão ao redor de ti;
e sereis lançados fora cada um em frente, e ninguém recolherá o desgarrado.
Mas, depois disto, farei voltar os cativos dos filhos de Amon, diz o Senhor.
(JEREMIAS 49:4)

Loumari disse...

Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim abrogar, mas cumprir.
Porque, em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passe, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.
Qualquer, pois, que violar um destes mais pequenos mandamentos, assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus: aquele, porém, que os cumprir e ensinar, será chamado grande no reino dos céus.
Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus.
Ouvistes que foi dito aos antigos: Não matarás; mas qualquer que matar será réu de juizo.
(MATEUS 5:17)



Não vos deu Moisés a lei? e nenhum de vós observa a lei.
(JOÃO 7:19)