domingo, 24 de janeiro de 2016

Meu caro Amigo


Paródia no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Xico do Xarque da Nova Holanda

Meu caro amigo, não preciso perdoar
Continuas nessa vida sempre à toa
A coisa aqui tá preta e vai piorar
O PT no governo não é uma boa

Aqui na terra tão roubando o futebol
Tem pouca bola, muita arena e burundum
Roubam na FIFA, CBF e COMEBOL
Mas o legado da Copa foi tomar de sete a um

Muita mutreta é o que vemos todo dia
E o povo vai 'tomando' de teimoso sem chiar
Com esses preços e impostos, é covardia
Nem a cachaça eu posso mais tomar

Meu caro amigo, agora vou te provocar
E atiçar tuas saudades
Naquele tempo era melhor do que está
Crescer precisas de verdade

Aqui na terra tão roubando até demais
Tem muito nêgo do PT se dando bem        
Um carnaval que não acaba mais
E o PMDB é parte do bloco também

Estou ralando pra poder sobreviver
Estou correndo pra tudo quanto é lado
Confesso, não sei mais o que fazer
Faz muito tempo estou desempregado

Meu caro amigo, eu quis até telefonar
Mas a tarifa é um absurdo
Tudo que passa gostaria de contar
E não consigo, me deixaram mudo

Aqui na terra está difícil o ganha-pão
Tem muito roubo e o povo anda mal
Muito trabalho pra prender tando ladrão              
Que não há trégua pra descanso ao japonês da Federal

É impossível engolir o Petrolão
Que a gente vê o roubo em cada esquina
E a gente vai 'tomando' esse grosso rojão
No preço da nossa gasolina

Meu caro amigo, eu bem queria lhe escrever
Mas pelo correio não dá não
Há muito tempo nas garras do PT
É uma droga desde o Mensalão

Aqui na terra tem fartura pra se ver
Farta água, farta luz pra iluminar
Farta vergonha, farta até o que comer
Farta coragem, farta bravura militar

Finalmente, gostaria de lembrar
Que nossa pátria mãe tão distraída
Está hoje sendo subtraída e traída
Em tenebrosas transações de arrepiar
Mas nessa avenida, um dia voltará
Um samba popular pra valer
Sem o Lula, sem a Dilma e sem o PT


Xico do Xarque da Nova Holanda, primo bastardo do Negão da Chatuba, foi psicografado por Ernane CS Melo, cabra bom de paródia.

Nenhum comentário: