terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Novidades (boas e ruins) em Bruzundanga


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Novidades contra o Estado Capimunista autocrático e perdulário? Sim... Neste começo de 2016 em ritmo de crise brutal, prefeitos resolveram exonerar seus secretários e funcionários em cargos em comissão, para economizar dinheiro e pagar despesas essenciais. Sabe o que acontecerá, inevitavelmente: a população vai constatar que é inútil manter a boa vida destes barnabés que produzem pouco e custam caro.

Novidades no Brasil do desemprego crescente? Sim... Motoristas e cobradores de Curitiba (capital da Lava Jato) resolveram entrar em greve por um motivo mais que justo: não receberam os salários de dezembro, nem viram a cor do 13o salário. Motivo: a Prefeitura arrecadou a grana da passagem, botou no caixa único do tesouro municipal, e gastou na sobrevivência imediata da dispendiosa máquina pública.

Novidades no Brasil da impunidade? Sim... A Força Tarefa da Lava Jato está investigando indícios de coautoria de crime de lavagem de dinheiro por 13 bancos que criaram uma estrutura para emprestar e receber dinheiro em paraísos fiscais, abrigando operações ilegais de fraudes em licitações e sonegações fiscais. O pente fino é nas operações de R$ 15 bilhões entre o Grupo Schahin e a Petrobras.

Os alvos são os “bancos credores”, que liberaram financiamentos: Itaú BBA, Bradesco, o inglês HSBC, o espanhol Santander, Votorantim, Bonsucesso, Fibra, ABC Brasil, Bic, Pine, Tricury e Rural (hoje em liquidação extrajudicial). Também dançam os “bancos coordenadores”, que, além de emprestar o dinheiro, tinham um papel mais atuante nas negociação das condições dos empréstimos: Itaú BBA, Votorantim e HSBC. Por fim, o alemão Deutsche Bank, que atuou como agente administrativo, fiduciário e colateral, fazendo a administração das contas.

Mais novidades na Lava Jato? Sim... O Tribunal de Contas da União instaurou uma Tomada de Contas Especial (procedimento legal que permite ao setor público identificar responsáveis por danos ao erário e buscar o ressarcimento) de um sobrepreço de R$ 673 milhões de reais nas obras das unidades de coqueamento retardado da Refinaria de Abreu e Lima, em Pernambuco, tocadas por um consórcio integrado pela empreiteira Camargo Corrêa, investigada na Operação Lava Jato, e a CNEC Engenharia.

Novidades no Brasil em que 53.032 estudantes (sem contar os que deixaram tudo em branco) tiraram nota zero na redação do recente e soviético Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) feito por 5,6 milhões de jovens? Sim... Pelo menos 104 deles conseguiram tirar a nota máxima de 1000 pontos. Dos alunos que tiveram a redação corrigida, 1,9 milhão (ou 35,3%) obteve nota de 501 a 600, e 24,4%, de 401 a 500 pontos. O tema da prova foi a persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira.

Novidades na política econômica do desgoverno Dilma? Aí, nenhuma... A Presidenta e seu ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, já sinalizaram que vão adotar a mesma receita que levou ao caos de agora: aumentar impostos e subir os juros. Rentistas financeiros (e os banqueiros) vão adorar, por os lucros vão aumentar. Mas os investidores econômicos (loucos que apostam na produção e emprego) vão tomar mais uma pregada do Estado ladrão e devem partir para dois caminhos: o desespero ou a porrada.

A novidade (boa) é que o Brasil caminha para um desfecho nada pacífico de sua crise estrutural. O perigo é que o poder estatal, sempre camaleônico e ideologicamente hegemônico, consiga manter os erros de sempre em vigor, mais uma vez. A sorte é que a insatisfação das pessoas comuns, livremente manifestada nas redes sociais, indica o contrário: que haverá reação (inclusive violenta) contra a persistência nos abusos estatais, nos âmbitos federal, estadual e, principalmente, municipal (onde tem eleição este ano).

A revolução brasileira tende a ganhar impulso por um detalhe fundamental: a classe C, que cresceu nos últimos anos, não aceita bem a ideia de voltar a ser classe D. A insatisfação de quem não aceita recuar nas conquistas sociais tende a fazer a diferença. Além disso, tem outro fenômeno pouco percebido: a revolta dos professores. Foi a mobilização deles que ajudou a eleger Lula e sua turma. Agora, será o descontentamento deles quem irá derrubar a petelândia.

O que vem por aí, ainda não está claramente definido. Mudanças estão em andamento. Abortar a Revolução Brasileira não será fácil. O Estado Capimunista Rentista Corrupto sofre seu mais intenso desafio. Tomara que entre pelo cano. Temos de ajudá-lo a se ferrar.

BRAU neles!

Trecho relevante da entrevista dos atores Lázaro Ramos e Taís Araújo a André Rodrigues, na revista Rolling Stone de janeiro:
Em 2015, vocês atingiram um auge tanto de popularidade quanto artístico. Como se sentem em relação a isso?

LÁZARO:O ponto em que eu me deparo com tudo isso é que a arte tem um limite. Tem coisas para mudar o país que fazem parte da política pública. Fazem parte da escolha dos nossos representantes. Porque eu me sinto num auge com tudo o que eu sempre quis como artista, mas eu tenho um limite. E não adianta ficar sonhando e achar que a arte pode ser responsável por tudo, porque não será. É uma porta de entrada importantíssima. Mobiliza e sensibiliza. Mas se a gente não tiver uma atuação política para saber escolher melhor nossos representantes, se a gente não entender quais são as políticas que esses caras estão votando para o nosso dia a dia, se a gente não souber qual é o foco principal que este país precisa... Não vai pra lugar nenhum. Aí que vem o desespero. A esperança vem da arte, da beleza, da transformação, mas o desespero é porque eu não vislumbro uma melhora. Nos nossos representantes não tem melhora.

TAÍS:Lá, não. Mas todo dia que eu estou ali, no palco, quando acaba a peça, eu vejo 506 pessoas aqui dentro deste teatro, lotando todo dia. Pô, cara, eu tenho três dias por semana 506 pessoas querendo ouvir sobre isso.

LÁZARO:Mas nós somos 200 milhões de habitantes e eu acho que o que muda mesmo o país é dinheiro, educação, bons representantes políticos...

TAÍS:Claro, amor. Mas isso a gente não tem.

LÁZARO:Mas daí é que vem o desespero!

TAÍS: Mas a esperança vem dessas pessoas que estão querendo ouvir falar sobre isso.

Lázaro e Taís encenam a peça "O Topo da Montanha", de Katori Hall, em cartaz de sexta a domingo no Teatro da FAAP, em São Paulo.

Expliquem

Do consagrado fotógrafo Carlos Ebert, no Facebook, um pedido de reflexão:

"Chama a atenção a tendência a tribalização nas redes sociais: Pessoas com pé chato, cabelo enrolado ou qualquer outra particularidade idiossincrática se contactam. A pergunta é: para que? Necessidade de pertencimento a um grupo qualquer! Sociólogos de plantão; mãos à obra!"

Azar numerológico


Decálogo para salvar Dilma


Problema de Jurisprudência Militar


Isto tem que acabar


Captado


Delação à vista


Dobradinha indigesta


Quem é o chefão mesmo?


Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 12 de Janeiro de 2016.

2 comentários:

Anônimo disse...

Serrão serrão é um irmão


Vamos lá

1 Duvido que os grandes bancos serão enquadrados, pois todas operações tem que passar pelo Banco Central, o governo deve pra Bancos Privados.

2 Dias tofolli é advogado do PT

3 Sera que delcidio vai falar sua familia pode ser justiçada pergunte ao Azambuja o que esses canalhas faziam nos anos 60 e 70.

4 A maioria dos Brasileiros estão babando pelo carnaval que vem ai em fevereiro, Serrão é Flamengo e tem uma nega chamada Tereza.

Serrão tem uma lancha com o Brasão do Flamengo e em cima da proa ele dia:
Terra a vista, não tem nada mas temos que continuar remando quem sabe acharemos o que restou do Brasil

Povo Brasileiro mostra tua cara.

Chico Trevas

Anônimo disse...

Se bolinarem o FHC as investigações não avançarão, o homem é chefe da máfia e depois de entregar o cargo para o Lula e Dilma fara chegar a vez do Aécio, outro mafioso de carteirinha... Todos borras botas da maçonaria com as bênçãos do judiciário.... Lembram da privátaria???