domingo, 28 de fevereiro de 2016

Cabaré furreca


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

O clima no planalto é de fim de noite em cabaré furreca.

A cafetina, exausta, não comanda mais as “meninas”.

A orquestra, sempre desafinada, não consegue tocar mais nada.

A bebida é fajuta; a comida asquerosa. Tudo é de mentira, do bruta bestia a pomba gira.

O lixo gerado pelo bando mixo, não se consegue mais esconder debaixo do tapete.

A nós só resta esperar a atitude de dona Onça.

Se ela se omitir é porque o país entrou em irremediável decadonça.

Se agir, rezemos que não dê solução de meia-sola.

Tabula rasa. Novas leis, novos atores, novas esperanças.

Que se enterrem os velhos vícios e os estrupícios.


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

9 comentários:

passanh disse...

A onça virou prefeitinha de fronteiras.. e os donos do zoologico são muito mais fortes...faz casinhas nas fronteiras onde colocam 4 soldadsos com armas velhas e descarregadas...e os traficantes e contrabandistas tudo passam por cima de avião...

Loumari disse...

Eis que todas as almas são minhas; como a alma do pai, também a alma do filho é minha: a alma que pecar, essa morrerá.
(EZEQUIEL 18:4)


E a este povo dirás: Assim diz o Senhor: Eis que ponho diante de vós o caminho da vida e o caminho da morte.
O que ficar nesta cidade há-de morrer à espada, ou à fome, ou da pestilência; mas o que sair, e se render aos caldeus,
que vos têm cercado, viverá, e terá a sua vida por despojo. (devemos morrer como cristãos. Jamais flectir ao islam. Somos filhos de Deus não somos filhos do Diabo.)
Porque pus o meu rosto contra esta cidade para mal, e não para bem, diz o Senhor.
(JEREMIAS 21:8)


A espada virá sobre os MENTIROSOS, ficarão insensatos: a espada virá sobre os seus valentes, e desmaiarão.
A espada virá sobre os seus cavalos, sobre os seus carros, e sobre todo povo misto, que está no meio dela;
e eles serão como mulheres: a espada virá sobre os seus tesouros, e serão saqueados.
Cairá a seca sobre as águas, e secarão; porque é uma terra de imagens de escultura, e eles, pelo seus ídolos, andam enfurecidos. (JEREMIAS 50:36)


Confessam que conhecem a Deus, mas negam-no com as obras, sendo abomináveis, e desobedientes, e reprovados para toda a boa obra.
(TITO 1:16)


Deste modo sobreveio-lhes o que, por um verdadeiro provérbio, se diz: O cão voltou ao seu próprio vômito, e a porca lavada ao espojadouro de lama.
(2 PEDRO 2:22)


Quem não toma a sua cruz, e não segue após mim, não é digo de mim.
(MATEUS 10:38)


Recomendando-nos, somente, que nos lembrássemos dos pobres, o que, também, procurei fazer com diligência.
(GÁLATAS 2:10)


Mas a hora vem, e agora é, em que os VERDADEIROS ADORADORES ADORARÃO AO PAI EM ESPÍRITO E EM VERDADE; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.
(JOÃO 4:23)

Loumari disse...

E assim a lei é santa, e o mandamento santo, justo e bom.
(ROMANOS 7:12)


Disse-lhe JESUS: Se quiseres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, e segue-me. (MATEUS 19:21)

Martim Berto Fuchs disse...

"Tabula rasa. Novas leis, novos atores, novas esperanças."

Eis o objetivo à ser perseguido !!!

Loumari disse...

Eu segurei muitas coisas em minhas mãos, e eu perdi tudo; mas tudo que eu coloquei nas mãos de Deus eu ainda possuo.
(Martin Luther King)

Anônimo disse...

A lenda que o comandante é o último a abandonar o navio que está afundando repete-se com extrema fidelidade no atual governo do Brasil. A "petezada" percebeu que a embarcação começou a fazer água e naufragar, tratando de cair fora ,enquanto é tempo. Mas a "comandanta" insiste em ficar,igualzinho ao episódio do filme do naufrágio do Titanic. Só não se sabe ainda quem vai ficar com o PT,se Dilma,ou os marinheiros. Uma das alternativas que teriam os marinheiros do PT seria deixar Dilma morrer junto com o partido e sair correndo logo para fundar uma outra sigla,fazendo de conta,a partir de então,se perguntados,que nem sabem o que é o tal "PT".Com extrema facilidade eles fundariam esse novo partido,mesmo porque para os políticos viciados,o TSE está sempre de portas abertas para homologar qualquer sigla,a qualquer tempo,e com a velocidade de um relâmpago.Aí não se repetiria o ditado "mudam as moscas,mas a merda é a mesma". Seria o contrário: "as moscas mudam de merda".Sérgio A.Oliveira.

Anônimo disse...

A lenda que o comandante é o último a abandonar o navio que está afundando repete-se com extrema fidelidade no atual governo do Brasil. A "petezada" percebeu que a embarcação começou a fazer água e naufragar, tratando de cair fora ,enquanto é tempo. Mas a "comandanta" insiste em ficar,igualzinho ao episódio do filme do naufrágio do Titanic. Só não se sabe ainda quem vai ficar com o PT,se Dilma,ou os marinheiros. Uma das alternativas que teriam os marinheiros do PT seria deixar Dilma morrer junto com o partido e sair correndo logo para fundar uma outra sigla,fazendo de conta,a partir de então,se perguntados,que nem sabem o que é o tal "PT".Com extrema facilidade eles fundariam esse novo partido,mesmo porque para os políticos viciados,o TSE está sempre de portas abertas para homologar qualquer sigla,a qualquer tempo,e com a velocidade de um relâmpago.Aí não se repetiria o ditado "mudam as moscas,mas a merda é a mesma". Seria o contrário: "as moscas mudam de merda".Sérgio A.Oliveira.

Anônimo disse...

Foi o mesmo que fizeram com a petista de coração,Marina Silva. Ela disse depois que o Lula te agrada pela frente e te esfaqueia por trás. Ela, como aprendeu no petismo,fala coisas desconexas e sempre está em cima do muro, pulando para o lado que mais a beneficia.A presidenTA, coitada, nem ginga de corpo político tem. Vai ficar igual a cachorro que cai de mudança, sem rumo.

Martim Berto Fuchs disse...

"Uma das alternativas que teriam os marinheiros do PT seria deixar Dilma morrer junto com o partido e sair correndo logo para fundar uma outra sigla,fazendo de conta,a partir de então,se perguntados,que nem sabem o que é o tal "PT".

Sérgio, eles já estão providenciando um novo partido. Desta vez terá um nome mais de acordo: não mais partido dos trabalhadores e sim Partido dos Empregados, públicos. Bastante emprego, pouco trabalho.