terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Economistas e oposição: abduzidos ou envergonhados?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Bruzundanga é um País que sempre se notabilizou por empregar, com abundância, as chamadas "ideias fora do lugar". A Zelite e sua tecnocracia, de mentalidade rentista, operando conforme a Lei de Gérson, tem mania de usar e abusar de conceitos errados ou inadequados à realidade brasileira.
Os economistas brasileiros foram abduzidos - juntinho com a pretensa "oposição" - no jogo da estupidez ou da canalhice. Está de dar dó a pobreza dos debates sobre as possíveis alternativas para tirar o Brasil desta crise estrutural, fomentada pelo desgoverno do crime organizado.
O Brasil sempre foi berço de grandes pensadores. Os economistas brasileiros sempre foram reconhecidos internacionalmente por sua criatividade, ousadia e rigor teórico. Discordando ou não da corrente deste ou daquele economista, temos nomes reconhecidos internacionalmente, como Celso Furtado, Mario Henrique Simonsen, Paul Singer, Francisco de Oliveira, Pérsio Arida, André Lara Resende, Otávio Gouveia de Bulhões para citarmos apenas alguns e com certeza temos muitos outros que merecem ser citados.
Hoje vemos economistas debatendo taxa de juros e não conseguem debater sequer política monetária. Assistimos outros tantos economistas falar em equilíbrio das contas públicas e não conhecem quais os mecanismos das políticas fiscais. Não apontam, claramente, o caminho para romper com o Capimunismo Rentista Corrupto - no qual muitos deles ganham muito dinheiro...
Para uma economia em desenvolvimento que padece de problemas estruturais é um completo caos o debate ficar restrito a aspectos conjunturais. Assistimos a esses famosos economistas falando dos impactos de programas de governo (minha casa, minha vida; fome zero, etc...) sem que os mesmos conclamem a sociedade a um debate mais profundo.
Não se debate nada em termos de política de Estado. Só se debatem pretensas ações de governo. E como temos um completo desgoverno, pois nossa zelite desgovernante parece um grupo de bombeiros apagando incêndios novos a cada momento, usando gasolina, o debate sobre o desgoverno e a conjuntura é algo sem sentido.
Parece que os economistas ficaram como nossos governantes: estão sem rumo, sem coragem para apontarem saídas e criticarem com ênfase tudo que está sendo feito de errado no Brasil. Só podemos acreditar que os economistas foram ABDUZIDOS intelectualmente. Ou quem sabe estão envergonhados por terem, todos eles, em algum momento, apoiado este desgoverno. Dúvida no ar...
Não temos política industrial. A falta de apoio ao setor industrial está matando as empresas brasileiras que sofrem com uma carga tributária absurda e uma taxa de câmbio que sucateia as plantas industriais e torna proibitiva a importação dos principais insumos tecnológicos.
Não temos uma política de financiamento da produção que traga competitividade à economia brasileira. Ao contrário, o governo suga toda a renda gerada pela economia brasileira, seja através destes impostos imorais seja através de uma dívida pública que impede a taxa de juros de baixar.
Não temos uma política de modernização da nossa infraestrutura, sejam as rodovias, as ferrovias, portos e aeroportos. Tudo é tratado como fonte de arrecadação por parte de governantes corruptos. Promessas nunca faltam. Ações concretas só acontecem se interessar à roubalheira desta republiqueta monárquica.
Temos uma intervenção estatal no setor de telecomunicações que só promove atrasos, a tal ponto que grandes empresas globais sequer cogitam vir para o Brasil, como a própria Apple.  Nossa telefonia móvel é horrível e os preços absurdamente caros. Nossa internet reconhecidamente uma das mais caras do mundo e com uma qualidade de funcionamento pior do que a de muitos países africanos.
Enfim, o que assistimos é uma completa catástrofe baseada na intervenção econômica de um Estado perdulário, ineficiente, corrupto e genocida. O Brasil tem mais assassinatos por ano do que muitos países declaradamente em guerra civil. A média de 60 mil mortes violentas por ano é indigna. A ONU já reclama que sofremos aqui de uma "endemia de homicídios". Se incluirmos aqui os mortos pelo caos na saúde pública, podemos liderar o ranking dos países onde se mata mais no mundo.
E a economia está parindo e ampliando uma crise que tem tudo para ser uma das mais profundas que o Brasil já passou. Estranhamente, os economistas escalados para debater saídas para a nossa sociedade preferem falar de confetes e serpentinas, inclusive fora da época de carnaval.
Precisamos urgentemente que os “marcianos” nos devolvam os verdadeiros economistas brasileiros, que foram levados para outro planeta. Se retornarem sem os sintomas da microcefalia intelectual, terão a chance de contribuir para repensar o modelo brasileiro, com base na realidade daqui, e não das teorias e ideias que servem aos outros, mas não ao Brasil. Será que vamos ter de criar uma programa tipo "Mais Economistas", importando quem se importe de fato com o Brasil?
Tomara que os "marcianos" façam o mesmo com a "oposição", devolvendo sujeitos com capacidade de fazer análises críticas construtivas, e não para servir de meros promotores de conchavos que só servem para locupletá-los, deixando o Brasil no subdesenvolvimento no qual sempre esteve.
A Intervenção Cívica Constitucional, a revolução brasileira em construção, precisa de quem seja capaz de pensar e repensar o Brasil. Quem se habilita? 

Mulheres X Mulheres

Com todo o respeito (e admiração), parece que quem mais cria polêmicas que desgastam a “imagem” da mulher é a própria mulher - sobretudo a contaminada ideologicamente.

É inesquecível a polêmica armada por Iriny Lopes, então Secretária de Políticas para as Mulheres, ao tentar censurar junto ao Conar um comercial de lingerie estrelado por Gisele Bündchen.

Referindo-se a tal comercial – no qual Gisele usa só calcinha e sutiã para comunicar ao marido que estourou o cartão de crédito – a ministra disse que já havia batido o carro de seu companheiro e havia procedido do jeito “correto” de se dar esse tipo de notícia (quem conhece Iriny sabe que, se ela se apresentasse como Gisele, seria pior do que ela ter causado “perda total” no carro do companheiro).

Agora, outra mulher, Ju Isen, ocupou as manchetes depois de ser proibida de usar tapa-sexo com crítica à presidenta.

Dá para imaginar o que faria Iriny em defesa do gênero feminino e da reputação da grande chefa?

Arrombada


Zumbizada


Um País de zikados


Zika olímpica


Festança continua


Depois do carnaval...


Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 9 de Fevereiro de 2016.

8 comentários:

Anônimo disse...

Três coisas me chamaram a atenção no texto:Você acha,Serrão,que esses caras querem ajudar a tirar o Brasil da crise?Claro que não!Eles ganham muito com isso!Outro,não acredito que estejam envergonhados de um dia ter apoiado esse governo SEM VERGONHA,que está aí!Afinal,essa palavra(vergonha)sumiu do dicionário PTista!Terceiro,vamos ter que importar mesmo,Economistas pra nos ajudar,afinal por tudo isso que já falei,ainda temos um problema sério por aqui.Não é a epidemia de dengue e derivados(tem isso?)é a falta de escolas,essa epidemia,a de BURRICE,ninguém fala!Tudo no país foi destruído com o PT!E o brasileiro tá na rua pulando carnaval, como se nada tivesse acontecendo!E olha,que dessa vez,não adianta falar que é por falta de ler jornal!A crise tá doendo no bolso e no estômago!Portanto...A minha esperança é que 2016,realmente comece amanhã!!!Quarta feira de Cinzas!!!Pra isso são animados,quero ver dia 13 de março!Temos que focar em Brasília daqui pra frente!Acorda Brasil,coloquem os pés no chão!!!!

Anônimo disse...

O fato de nossos economistas se dimuirem é apenas a consequência de termos os piores governos de nossa história. O exemplo vem de cima e a degenerescência é contagiosa. Quando às mulheres, outro fato: apenas mulheres feias reclamam quando uma mulher bonita mostra sua beleza: de burca todas são iguais. Elementar, meu caro Watson.

Loumari disse...

Houve um individuo Maléfico que fez um post onde ele diz: O Alerta Total agora virou blog evangélico. Brincadeira tem hora.
A este tipo que no lugar da alma desenvolveu a serpente, a semelhança de seu pai o Diabo, lhe digo: Alerta Total é o espaço dos ANJOS FILHOS DE DEUS, e toda pessoa é bem-vinda, e sem sem excepção.
E nos esforçamos em salvar o que ainda pode ser salvo.

Anônimo disse...

Imaginem: 1,4 bilhão de rolos por semana!!! Isso é que é mercado!!!! Vai lá Brasil, produza papel higiênico a dar com o pau e nos tire dessa merda!!!! Ou não!!!

Anônimo disse...

O "Regime de Meta da Inflação" se esgotou. Torna-se necessário colocar um freio de arrumação pois os agentes econômicos estão jogando contra: quanto pior melhor. Pois a falta de previsibilidade no meio político, com tendência de se estender por mais três anos, gera muitas incertezas. O país está parado e regredindo.

Mais cedo ou mais tarde vai se mexer no regime cambial. Por exemplo: TAXA DE CÂMBIO FIXA. Mas um arranjo de taxa de câmbio fixa dificilmente pode ser implantado por um Banco Central, pois a função clássica de um Banco Central é estipular juros e manipular a base monetária.

Um arranjo de câmbio fixo só pode funcionar bem por meio de um Currency Board.

O melhor exemplo histórico deste fenômeno é fornecido pela Bulgária. Em 1996, sucessivas trapalhadas econômicas fizeram com que o país decretasse moratória em sua dívida externa. Em 1997, o país entrou em hiperinflação e vários protestos nas ruas quase levaram o país a uma revolução social.

Em março de 1997, o país apresentava uma inflação anual de 2.019%. A legislação para a transformação do Banco Central em um Currency Board foi então apresentada. No dia 1º de julho de 1997, o "Currency Board" búlgaro, que teria marcos alemães como reserva, foi criado. Em um ano e meio, a inflação de preços acumulada em 12 meses caiu de 2.000% para 1,4%.

Ainda mais espantosa foi a queda dos juros do mercado interbancário (equivalente à nossa SELIC): de 555% no auge da hiperinflação para apenas 3,56% no mesmo mês em que o Currency Board passou a operar.

A Bulgária foi apenas o mais extremo dos exemplos. Mas todos os outros países que também adotaram versões próprias de Currency Board — Hong Kong (ancorado ao dólar americano), Estônia, Letônia e Lituânia (ancorados ao marco alemão), e a Argentina — vivenciaram este mesmo fenômeno: queda abrupta na inflação de preços e, principalmente, drástica redução nas taxas de juros, que caíram para apenas um dígito.

E isso vale ser ressaltado: com a exceção de Hong Kong, todos os países acima citados estavam na mais completa baderna. Não obstante, a transformação de seu Banco Central em um "Currency Board" (coloco entre aspas porque Currency Board genuíno não pode ser um Banco Central) logrou fazer com que suas economias — até então completamente bagunçadas — se tornassem repentinamente civilizadas, com inflação de preços e taxas de juros iguais às de países desenvolvidos.

Mais detalhes acessando o artigo completo em:
http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=2196

Se a presidenta quiser salvar o país deve invocar o seu "jeito búlgara de ser" e dizer implante-se. Tudo vai melhorar. Cadê os "culhoes". Isso é decisão para estadista. A Presidenta Dilma que uma ótima oportunidade de fazer história, ou quem vier no lugar dela, seja em três meses ou três anos. Isso vai ferir interesses poderosos das bancas (nacional e internacional).

O SOMBRA disse...

TÍTULO - O SOMBRA - O POVO INOCENTE ÚTIL - O CRIME ORGANIZADO CO COMANDO DO BRASIL - GUERRA AS DROGAS -30

PRA FRENTE BRASIL

FALANDO A VERDADE

GUERRA AS DROGAS 30

CRIME ORGANIZADO, EXPLORADO PELO SR. LULA, O PT, SEUS COLIGADOS E O FORO DE SÃO PAULO, FOI MUITO BEM ARQUITETADO

O MONUMENTAL E FANTÁSTICO PLANO DO SR. LULA E DO PT, FOI PLANEJADO E EXECUTADO HÁ CONTENTO POR MUITOS ANOS (13 ANOS) E SÓ FOI POSSÍVEL DESCOBRIR PORQUE UM DOS PARTÍCIPES DO PLANO, QUANDO VIU QUE IRIA RESPONDER SOZINHO POR UMA ACUSAÇÃO DE RECEBIMENTO DE DINHEIRO SUJO, RESOLVEU FAZER UMA DELAÇÃO PREMIADA.

FOI O FATOR IMPONDERÁVEL, QUE APARECEU NO CAMINHO E COMEÇOU PRÁTICAMENTE A DESMONTAR O PLANO INICIAL.

TODO ESSE PLANO FOI BASEADO NA AJUDA DO CRIME ORGANIZADO (TRÁFICO DE ENTORPECENTES E CONTRABANDO DE ARMAS) ATRAVÉS DOS MEMBROS DOS BARÕES DAS DROGAS, DOS MAIORES PAÍSES PRODUTORES DE DROGAS DA AMÉRICA DO SUL E LATINA INFILTRADOS NO FORO DE SÃO PAULO.

ESTES BARÕES DEVEM TER INJETADO DINHEIRO SUJO DO TRÁFICO DE ENTORPECENTES, PARA AS CAMPANHAS ELEITORAIS DO SR. LULA DO PT E SEUS COLIGADOS, PRINCIPALMENTE NOS ANOS 20O3, 2006, 2010 E 2014 E TIVERAM ÊXITO.

SE O MINISTÉRIO PUBLICO E A POLÍCIA FEDERAL, JUNTO AO TSE, APURAREM SE OS PAGAMENTOS DAS CAMPANHAS ELEITORAIS DO PT E SEUS COLIGADOS AOS SEUS FORNECEDORES E NAS PROPAGANDAS ELEITORAIS OU OUTRA QUALQUER DÍVIDA DE CAMPANHA A ÓRGÃOS DE COMUNICAÇÃO E PESSOAS (MARQUETEIROS) E QUE AUXILIARAM A CAMPANHA, FORAM FEITAS COM DINHEIRO VIVO. "NORMALMENTE É CONHECIDO COMO DINHEIRO LAVADO"

PAGAMENTO COM DINHEIRO VIVO NÃO DEIXA RASTROS E SÃO DIFÍCEIS DE COMPROVAR.

PORÉM SÃO FÁCEIS DE ENTENDER QUE OS PAGAMENTO EM DINHEIRO VIVO, VÊM DO CRIME ORGANIZADO DO TRÁFICO DE ENTORPECENTES E CONTRABANDO DE ARMAS E QUE É DINHEIRO SUJO, QUE PRECISA SER TRANSFORMADO EM DINHEIRO LIMPO, LAVADO, PARA VOLTAR A CIRCULAR NORMALMENTE.

POR ESTE MOTIVO O SR. LULA, O PT E SEUS COLIGADOS, FIZERAM TODA ESSA PARAFERNÁLIA NO GOVERNO BRASILEIRO.

TINHAM QUE DEVOLVER ESTE DINHEIRO VIVO EMPRESTADO, LAVADO E LIMPO, PARA O FORO DE SÃO PAULO. PARA ISSO TIVERAM QUE USAR TODOS OS MEIOS POSSÍVEIS E INIMAGINÁVEIS DENTRO DO GOVERNO, SEM QUE FOSSEM DESCOBERTOS. ATÉ CONSEGUIREM LAVAR TODO ESSE DINHEIRO SUJO EMPRESTADO PELOS BARÕES DAS DROGAS DO FORO DE SÃO PAULO.

TUDO TERIA DADO CERTO SE NÃO FOSSE O FATOR IMPONDERÁVEL, QUE DEU ORIGEM AOS ESCÂNDALOS DOS CORREIOS, DO MENSALÃO E A OPERAÇÃO LAVA-JATO E TANTAS OUTRAS EM INVESTIGAÇÃO AINDA EM ANDAMENTO.

DESMONTANDO O PLANO INICIAL COM O USO DA PETROBRAS (PLANO A).

PASSARAM A USAR OS DEMAIS SECUNDÁRIOS, COMO OS MAIORES EVENTOS ESPORTIVOS MUNDIAIS (PLANO B), O ENGODO DO PRE-SAL (PLANOS C), BEM COMO A DIVULGAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO DE ROYALTIES DE PETROLEO, PARA TODOS OS ESTADOS (70% PARA A EDUCAÇÃO E SAÚDE, PLANO D).

ESTES FORAM CONCEBIDOS E IMPLANTADOS PARA DAR CONTINUAÇÃO AO MONUMENTAL E FANTÁSTICO PLANO QUE ESTA INDO POR TERRA E DANDO COM OS BURROS N'ÁGUA.

COMO AS FONTES SECARAM E NÃO TÊM MAIS COMO DEVOLVER ESTE DINHEIRO SUJO AO FORO.

QUEREM SE MANTER VIVOS NO PODER POR MAIS QUATRO ANOS, PARA VER SE CONSEGUEM IMPLANTAR UMA NOVA ETAPA (PLANO F), COM REPATRIAÇÃO DE DINHEIRO EM PARAÍSOS FISCAIS, PARA LIMPAR A BARRA DO SR. LULA E SEUS ASSEMELHADOS E AINDA USAR O DINHEIRO LIMPO DA CRIAÇÃO DA CPMF PARA CUMPRIR COM O FORO E SEUS BARÕES DAS DROGAS O COMPROMISSO DA DEVOLUÇÃO DO DINHEIRO SUJO EMPRESTADO, LAVADO E LIMPO.

ESTE É O PRESIDENTE QUE SE INTITULOU O PAI DOS POBRES E HOJE É O PAI DOS TROUXAS.

INTERVENÇÃO CÍVICO MILITAR JÁ

BRASIL ACIMA DE TUDO

Anônimo disse...

A média de 60 mil mortes violentas por ano é indigna. Mas fico imaginando o número de suicídios...

CITADO COMO SERPENTE MALÉFICA... disse...

Para Loumari 11:53 AM

Aqui fala A SERPENTE (comum de dois). Não julgues para não seres julgado(a) :-))

Teus comentários seriam bem vindos se colocados em blog que trata de religião, mas aqui, pelo que entendi, o Serrão trata é de política.

E peço que entendas: sou ateu.

Como não acredito em céu, vida futura, etc., também não acredito em inferno.

Aliás, o inferno -- se existe --, já estamos vivendo aqui em nosso próprio país.