quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

O que queremos?


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Enio Mainardi

Estão convocando uma passeata para o dia 13, num domingo. Mau dia, devia ser na segunda, 14, dia em que se trabalha. Sei só isso. E já sou contra. Acho que deveríamos fazer uma grande passeata, claro... Mas junto, uma Greve Geral.

Vivemos numa situação-limite. Impixe resolve? Em princípio, forçar essa mulher maldita a renunciar já seria um progresso. Mas em que direção? O que desejamos, qual nossa palavra de ordem?

O Moro está trabalhando, na toada dele. As forças armadas nem se mexem para não fazer barulho. A economia despenca no abismo. A hiper-inflação desperta, o dragão (dragoa, segundo a dilma?) vem trotando aceleradamente, as ventas em fogo. Empresas fecham, empregos acabam.

O pt infectou o legislativo, comprando consciências. Tudo fede. O stf, ninguém bota fé, gorou, é petista. O executivo, os peemebistas, todos servos, fervendo em negociatas sigilosas. E a Dona Louca pendurada ao poder pela dentuça, fazendo o inimaginável para seguir presidenta - sempre sem escrúpulo.

Impossível resumir nossa tragédia em meia dúzia de linhas. Precisava de um livro grosso. O fantasma da Venezuela voeja por cima de nossas cabeças. Dar um tiro naquela senhora, explodir o Lula, adiantava? Não.
Nosso problema não é tão fácil. Corta-se a cabeça da hidra e ela tem mais milhares de outras escondidas dentro dos armários. Tem os sindicatos mercenários. O MST armado. Os bancos cúmplices, ostentando lucros escandalosos. Os acordos militares secretos, trampando alianças espúrias. O dinheiro frio, o congresso negociando o retorno legal da grana da corrupção.

Será que o Brasil aguenta? Será que o corpo doente da nação vai sobreviver sem uma cirurgia profunda, que precisa amputar os pedaços apodrecidos? Estamos numa pré guerra civil? Difícil ter boas respostas.

Mas uma Greve Geral, nossa primeira contra essa máfia do pt, com todo mundo na rua, pode ajudar. Quem sabe até desperte uma eventual oposiçãozinha.

Mas nosso maior problema continua, intocado: o QUE queremos? E COMO queremos o que queremos?


Enio Mainardi é Publicitário.

3 comentários:

Martim Berto Fuchs disse...

A proposta de fazer a passeata na segunda-feira 14 juntamente com uma greve geral é excelente.
Só tem um inconveniente: o empresariado nacional é TOTALMENTE covarde.
Seja por medo da KGB tupiniquim vasculhar suas contas sem autorização judicial, ou por medo de perder mais um empréstimo que vai justamente afundá-los ainda mais, eles aguardam bovinamente sua vez de ser abatidos. Ninguém os tira dessa apatia.

o QUE queremos? E COMO queremos o que queremos?
http://capitalismo-social.blogspot.com.br/2016/02/61-passos-para-implantacao-do-ante.html

Anônimo disse...

Ilustre Enio Mainardi: Para tudo que interessa aos políticos poderosos são feitas pesquisas,direcionadas aos resultados que eles querem. As Forças Armadas vivem enchendo o peito porque algumas dessas pesquisas as colocam como as instituições mais confiáveis,dentre todas as outras existentes no Brasil. Eu só gostaria de ver o dia em que fizessem uma pesquisa de opinião perguntado qual a instituição "MAIS COVARDE" do Brasil. Provavelmente as FFAA também venceriam e subiriam novamente ao "podium",como as grandes "campeãs",somando esse título ao que elas já têm "de mais confiáveis". Essa omissão que as FFAA estão tendo frente à caótica situação em que meteram o Brasil,é totalmente imperdoável,já que são as únicas que têm algum poder-de-fogo para afastar e prender essas quadrilhas que estão assaltando a sociedade brasileira,uma vez que o próprio Poder Judiciário,por sua cabeça,pertence à essa mesma quadrilha. As obrigações
das Forças Armadas são em primeiro lugar com a Nação/Povo Brasileiro,jamais com aqueles que fazem dela "gato-e-sapato",dando a entender que perderam totalmente a vergonha na cara,numa submissão servil sem limites,CONTRA a Nação e Povo Brasileiro.Sérgio A.Oliveira.

Anônimo disse...

Marcar protesto no domingo é jogar limpo, mas o pt joga sujo, tem q mudar a estrategia!