terça-feira, 22 de março de 2016

A Cadeia da Legalidade e a Legalidade da Cadeia: Lula e Dilma desafiam espírito de corpo do Judiciário


2a Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

No dia em que o Estado Islâmico promove mais um hediondo ato de terror, desta vez em Bruxelas, o Estado Nazicomunopetralha lança sua bateria de terror (por enquanto apenas retórico) contra seus "inimigos" no Judiciário. Na prática, a Presidenta Dilma Rousseff, que age em nome do Presidentro Lula da Silva, resolveu mobilizar a petelândia e seus juristas amigos a desafiarem, abertamente, o espírito de corpo do Judiciário. Eis uma guerra que pode ser muito boa para o futuro da Democracia no Brasil. É urgente debater o funcionamento do judiciário e do ministério público no País das injustiças, da impunidade, do rigor seletivo e das jagunçagens promovidas pelas variadas "gestapos" estatais.

Em mais de três horas de atos em favor do desgoverno, a petelândia conseguiu produzir pérolas dignas do mais puro besteirol. Dilma evocou suas velhas mentiras sobre a ditadura militar para promover ataque verbal ao juiz Sérgio Moro - tendo apenas o cuidado de não citar o nome do "Homem de Preto da República Curitiba" (como puxa-sacos petistas xingam o popular magistrado da Lava Jato). Mais ridículo que Dilma, só o ministro da Advocacia-Geral da União. José Eduardo Cardoso conseguiu até a façanha de "roubar" dos militares (que eles chamam de golpistas) um famoso lema. Cardozo gritou, no fim de seu vazio discurso: "Não Passarão!". Originalmente, a frase é do Marechal Emílio Mallet, em 1866: "Por aqui não passam!").

O governador do Maranhão e ex-presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil, Flávio Dino (do PC do B), incendiou a plateia: "Não use a toga para fazer política porque isso acaba por destruir o poder Judiciário. Não vai ter golpe, companheiros. Viva a constituição e a democracia". Na mesma linha, o sub-procurador geral da República João Pedro Saboia Filho, do movimento do Ministério Público pela Democracia, conseguiu até fazer piada no final do discurso, provocando aplausos e risadinhas frenéticas de quem lotada o auditório do Palácio do Planalto. Saboia Filho proclamou: "Menos coxinha e mais croquete".

O Império da Petelândia contra-ataca. No entanto, por enquanto, ainda fala mais alto o poder dos homens e mulheres de preto, legitimamente togados. O esquema Lulodlimista - que ainda não encontrou seu "Dart Vader" para simbolizar melhor a maldade guerreira - sofreu novas derrotas na mais alta corte do judiciário - que Lula sacaneou em suas conversinhas telefônicas. A ministra Rosa Weber negou habeas corpus em que a defesa de Lula pedia que a investigação contra o petista na Operação Lava Jato fosse conduzida pelo STF e não pelo juiz Sergio Moro. A ministra justificou: "Em todas as oportunidades nas quais a questão me foi submetida, em Colegiado desta Casa ou em juízo singular, decidi pelo não cabimento do writ contra ato de ministro deste Supremo Tribunal Federal”.

Outra derrota foi imposta por Luiz Fux. de madrugada, o supremo magistrado outro recurso contra a decisão do ministro Gilmar Mendes. Fux decidiu que o mandado de segurança que a Advocacia Geral da União (AGU) apresentou ao Supremo não é instrumento correto para se pleitear a revogação de decisão liminar proferida por outro ministro do STF: "O Supremo Tribunal Federal, de há muito, assentou ser inadmissível a impetração de mandado de segurança contra atos decisórios de índole jurisdicional, sejam eles proferidos por seus ministros, monocraticamente, ou por seus órgãos colegiados".

Certamente pt da vida com as derrotas judiciais, e vendo a vigésima sexta operação da Lava Jato (a Xepa, compra barata em fim de feira) ganhar musculatura, a máquina jurídica da petelândia tentou mostrar a força que tem de sobra - por anos de cuidadoso aparelhamento ideológico da máquina capimunista brasileira. A Presidenta Dilma parecia tomada por uma obsessão contra o juiz Sérgio Moro. Dilma vociferou: "A Justiça brasileira fica enfraquecida e a Constituição é rasgada quando são gravados diálogos da Presidência da República sem a devida necessária e imprescindível autorização do Supremo Tribunal Federal. Por isso, tenho certeza: não vai ter golpe".

Antes, sempre focando no termo "golpe", Dilma já tinha avisado aos que pregam sua renúncia: "O impeachment só pode se dar por crime de responsabilidade claramente demonstrado. Na ausência de crime o afastamento se torna ele próprio um crime contra a democracia. Nesse casos não cabem meias palavras, pois o que esta em curso é um golpe contra a democracia. Eu jamais renunciarei. Não renuncio em hipótese alguma. Pode se descrever um golpe de Estado com muitos nomes, mas ele sempre será o que é: a ruptura da legalidade, atentando à democracia. Não importa se a arma do golpe é o fuzil, a vingança ou a vontade política de alguns de chegar mais rápido ao poder. A gente vivia dentro das cadeias espalhadas por esse país afora. Negar a realidade não me surpreende. Por isso o nome é um só: é golpe".

Novamente, só para variar um pouco, Dilma voltou a falar de golpe: "Jamais imaginei que voltaríamos a viver um momento que seria necessário mobilizar a sociedade em torno de uma campanha da legalidade, como estamos fazendo hoje. Imaginava que teríamos que gastar as nossas forcas para garantir que esse pais continuasse incluindo e desenvolvendo oportunidades para milhões de excluídos. Novamente ser necessário mobilizar a sociedade em torno da legalidade, eu jamais imaginei, depois do fim da ditadura. Eu preferia não viver esse momento. Mas me sobram energia disposição e respeito à democracia para fazer o enfrentamento necessário a conjuração que ameaça a normalidade da Constituição e estabilidade democrática".

Certamente, quem deve ter dado 13 voltas completas no túmulo, em São Borja (RS), foi o falecido caudilho Leonel de Moura Brizola - a quem Dilma cultua como ídolo, deixando Lula enciumado. Dilma teve o cinismo histórico de comparar a situação dela, em um desgoverno de escândalos sem fim, com a do ex-Presidente João Goulart, em 1961, logo após a renúncia de Jânio Quadros. Leonel Brizola lançou a "Campanha da Legalidade", que usou uma rede nacional de rádio, a partir da Mayrink Veiga do Rio de Janeiro, para defender a posse do vice Goulart, seu cunhado. Brizola ganhou a parada.

Agora, em vez de "Cadela da Legalidade", o Brasil pós-Lava Jato entra no profundo debate sobre a "Legalidade da Cadeia". É urgente o restabelecimento das instituições nos três poderes. Elas foram rompidas pela ação direta do desgoverno do crime organizado. Os aparelhamentos da máquina estatal, para fins meramente ideológicos ou claramente delituosos, inviabilizam a normalidade democrática na vida pública brasileira. Por isso, é necessária uma Intervenção Cívica Constitucional para livrar a Nação do crime e do lixo autoritário.

A presente guerra do fim dos imundos, de todos contra todos nos podres poderes de uma república que não foi implantada de verdade no Brasil, nos oferece a oportunidade histórica única de passar o País a limpo, refundando o Brasil em bases democráticas, sob o império da segurança do Direito e do pleno exercício da cidadania, permitindo um controle das pessoas, da sociedade, sobre os aparelhos da máquina estatal.     

Nada vai se resolver com golpe militar. Também nada vai acabar bem com os seguidos golpes dados pelo desgoverno do crime organizado. Os segmentos esclarecidos da sociedade brasileira não podem se acovardar. Como bem definiu o advogado paulista Raphael Acácio, "a corrupção e o abuso de poder são a nova modalidade de escravidão no Brasil". Por isso, sejamos, cada um de nós, os libertadores da Nação. Ou seremos tragados pelo buraco vermelho pintado de negro - para disfarçar...

Releia a primeira edição desta terça: Militares ficam indignados com teor de gravações sobre Lula - que Moro enviou para STF avaliar


Apoio à Federal

Circula na internet campanha da Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal está pedindo apoio ao projeto de autonomia da instituição.

Delegados condenam a manobra da presidenta Dilma de nomear o Ministro da Justiça Eugênio Aragão para controlar a Polícia Federal.

Assine a carta pela autonomia da PF: https://adpfonline.typeform.com/to/UPXE7Y

Debate na Maçonaria



Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 22 de Março de 2016.

8 comentários:

Loumari disse...

O Mal dos Povos

O mal dos povos, o mal de nós todos, é só aparecermos à luz do dia no carnaval, seja o propriamente dito, seja a revolução. Talvez a solução se encontrasse numa boa e irremovível palavra-de-ordem: povo que desceu à rua, da rua não sai mais. Porque a luta foi sempre entre duas paciências: a do povo e a do poder. A paciência do povo é infinita, e negativa por não ser mais do que isso, ao passo que a paciência do poder, sendo igualmente infinita, apresenta a «positividade» de saber esperar e preparar os regressos quando o poder, acidentalmente, foi derrotado. Veja-se, para não ir mais longe, o caso recente de Portugal.

"José Saramago, in 'Cadernos de Lanzarote (1993)'
Portugal 16 Nov 1922 // 18 Jun 2010
Escritor [Nobel 1998]

Loumari disse...

Sempre ouvi dizer que os povos são o que comem. Acrescento que os povos também são o que falam, como falam e, sobretudo, a maneira como se saúdam. Uma simples saudação pode ser um indicador mais expressivo da identidade de um país do que milhentas sondagens.
(Pedro Lomba)



A riqueza das nações não aparece porque elas a merecem, mas porque elas a criaram ou, em alternativa, não fomentaram hábitos de desperdício, de provincianismo, de luxo excessivo.
(Francisco Viegas)


As lições da História e os exemplos do quotidiano têm demonstrado que, em crises de maior amplitude, a determinação e a vontade do povo foram capazes de reconstruir as estruturas da sociedade, rejeitando uma cultura de fatalidade nacional e derrotismo sistemático.
(António Valdemar)


Um país muito rico mas onde a riqueza está só nas mãos de dez pessoas e onde o povo morre à fome não é desenvolvido.
(Dias Loureiro)

Anônimo disse...

COMEÇOU A MATANÇA .
O ADVOGADO LEANDRO BALCONE,UM DOS LÍDERES DO MBL EM GUARULHOS FOI ASSASSINADO HOJE EM SEU ESCRITÓRIO COM 7 TIROS E VÁRIAS FACADAS.
SEMANA PASSADA ELE FEZ VÁRIAS CRITICAS A LULA,DILMA,PT E TODOS OS POLÍTICOS QUE ASSALTARAM A NAÇÃO.
MAIS UM CRIME PRATICADO PELO PT QUE SERÁ ABAFADO.
DEVEMOS VIRALIZAR ESSA INFORMAÇÃO EM TODOS OS SITES.

Martim Berto Fuchs disse...

Serrão.
Você já tentou dialogar com um auto-falante ? Não ? Pois é, não vai conseguir.
A ORCRIM está colocando auto-falantes em todos os sites e blogs que o permitem.
Nas ruas, levam os bolsa-família de ônibus e prometem pão com mortadela, desde que eles concordem em fazer número em manifestações organizadas pelos vermelhinhos, manifestações que os pobres nem sabem do que trata.
Os blogs e sites chapa branca encarregados de divulgar as "verdades" da ORCRIM, são pagos diretamente pela Secretaria de Comunicação do Governo Federal - como você já denunciou muitas vezes-, sob a rubrica de publicidade.
Nos blogs e sites que não se vendem para a ORCRIM, não sei o que os encarregados deste trabalho de instalar auto-falantes recebem, ou quem sabe, só um emprego sem trabalho em algum órgão público federal, emprego muito bem remunerado, onde então, a cada dia, durante o horário de expediente, tem como todo trabalho trocar as fitas dos auto-falantes nesses sites e blogs.
Você conhece como poucos a "democracia" praticada pela ORCRIM. Da minha parte, não me acostumo com a idéia de freqüentar locais onde tenha que vir com tapa-ouvidos para não ser massacrado pelos discursos, as vezes sutis, mas sempre hipócritas e mentirosos, da ORCRIM.
Eles estão instalando auto-falantes em todos os blogs e sites que não conseguem comprar com verbas públicas. Corta-se o fio ou deixa eles propagarem suas "verdades". Por exemplo: a Alemanha comunista era chamada de República Democrática. É desta "democracia" que eles entendem.

Anônimo disse...

NO RIO CENTRO A COISA FOI PIOR, ENTÃO SERRÃO SO SEI QUE A VONTADE DE TE ENCHER DE PORRADA É TANTA QUE REZE PRA NÃO CRUZAR O MEU CAMINHO, VOCÊ NÃO PASSA DE UMA BICHA LOUCA SABOTADOE DE COMENTARIOS A SERVIÇO DA MAFIA DO RESTO DA DITADURA DA ESCÓRIA QUE PENSAM QUE SÃO OS DONOS DO MUNDO, ENTÃO NÃO ESQUEÇA O QUE DERRUBA UM DERRUBA O OUTRO E QUEM TRAI MERECE SER TRAIDO...

Anônimo disse...

NÃO VAI HAVER GOLPE VAI HAVER JUSTIÇA LULA E DILMA NA CADEIA !

Anônimo disse...

Cleonice I Ferreira disse;
O povo brasileiro está observando as FFAA brasileiras. Até quando o Brasil agonizará?

Anônimo disse...

TEMER DEVE TER BASE PARA MUDAR A CONSTITUIÇÃO??
PONTE PARA O FUTURO. QUE PONTO PARA O FUTURO??

ENTÃO O MALUCO DO REQUIÃO DIZ EM DISCURSO DURO:
que rejeita de forma "completa" e "absoluta" as medidas econômicas e afirmou que, pelo teor conservador, documento não seria redigido nem pelo ex presidente Fernando Henrique Cardoso nem pelo ministro da Fazenda.
Joaquim Levy.
SRS não é somente a Dila e Lula, o TEMER Temer e os demais também são bandidos, vai rasgar a constituição. Se for assim eu prefiro a suspensão dela pelos Homens de bem desse país, aqueles que sempre defenderam a pátria.