quinta-feira, 31 de março de 2016

Ordem Golpista


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Paulo Roberto Gotaç

As repetidas manifestações das mais expressivas figuras do mundo jurídico, ao reafirmarem a legalidade do processo de impeachment, previsto na Constituição Federal, mostram quão lamentáveis são as atitudes de governistas, ao vincularem os pedidos nesse sentido, elaborados por prestigiadas instituições, a uma espécie de apropriação indébita da presidência. 

Assim, não se compreendem os tumultos ocorridos recentemente na Câmara dos Deputados  quando da tentativa de barrar a protocolização de um segundo requerimento formulado pela OAB. 

Com discurso inflamado, faca nos dentes, o Deputado Wadih Damous (PT-RJ), ex-presidente por dois mandatos da seccional do Rio de Janeiro, aos berros do gramaticalmente pobre "não vai ter golpe", tachou as iniciativas visando ao afastamento da presidente Dilma, de manobras de tapetão. 
Ao qualificar a Ordem de golpista, comete uma impropriedade, inadmissível por parte de um advogado que pertenceu aos seus quadros de liderança, pois sabe que uma das principais missões do órgão é exatamente a preservação da democracia. 

Pernicioso exemplo emanado de quem deveria acreditar na força do Direito e ser um dos seus mais fervorosos apóstolos.


Paulo Roberto Gotaç é Capitão de Mar e Guerra, reformado.

2 comentários:

Anônimo disse...

Cleonice I Ferreira disse:
Farei esse ato de Patriotismo. CANTAREI O HINO NACIONAL.na hora marcada.

Anônimo disse...

Cleonice I Ferreira disse:
Farei esse ato de Patriotismo. CANTAREI O HINO NACIONAL.na hora marcada.