quarta-feira, 23 de março de 2016

Suruba Institucional e judicialização da politicagem


2a Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

É preciso colocar um ponto final, urgentemente, na suruba institucional brasileira, agravada pela judicialização da politicagem promovida pelo regime nazicomunopetralha. O plenário do Supremo Tribunal Federal terá a grande chance de colaborar com este processo de limpeza das instituições, na sessão da semana que vem que apreciará o caso Lula. Se o STF ceder aos caprichos e pressões da petelândia, que levanta uma tese absurda de golpe, enquanto ensaia um novo golpe, o Brasil entrará em profundo colapso político e econômico.

Vale repetir por 13 x 13, até que os mais imbecis consigam entender: Está muito caro este raio de suruba institucional, em ritmo de ruptura violenta ou conchavo canalha de sempre. O desastre nacional já contabiliza 277 indústrias fechadas em 2015, milhões de desempregados, recessão, inflação e aumento do custo de vida, enquanto o desgoverno do crime só pensa em aumentar impostos para sustentar as sacanagens. As pessoas de bem não aguentam mais! Os "deuses" do STF deveriam saber disto...

Os poderes republicanos têm batido cabeça. Precisam parar com isto. A começar pelo Judiciário. Os magistrados, sobretudo os deuses do Supremo, estão mais legislando que aplicando a lei com clareza constitucional. Muita gente se lembra da provocação do ministro aposentado e poeta Eros Grau, que certa feita proclamou, com fina ironia: "Se o juiz quiser legislar, deve candidatar-se a atravessar a Praça dos Três Poderes". Seria até conveniente complementar a observação de Grau, com a lembrança de que os políticos, mal ou bem, podem ser substituídos pelo voto popular. Os supremos magistrados, não...

Os holofotes agora se voltam para a decisão de Teori Zavascki, aparentemente favorável a Lula, livrando-o, momentaneamente, do juiz Sérgio Moro (inimigo número 1 da Petelândia). A situação é muito feia, como me lembra o advogado Welinton Reis. Se deixar o processo do Lula com Moro, ele poderá decidir pela prisão do ex-Presidente, e o País pega fogo. Se o Moro não prender, perante a opinião pública anti-petista, pode perder a moral. Se deixar o Ptitanic seguir em frente, com dezenas de recursos contra a posse de Lula na Casa Civil, o STF pode ficar desmoralizado e dividido, considerando que a decisão de Gilmar Mendes tenha sido política. Assim, aparentemente, Teori agiu com prudência, para que o plenário do STF tome a decisão.

A guerra midiática se aprofunda com lembranças providenciais. Em 2010, quando estava no Superior Tribunal de Justiça, Teori Zavascki votou contra o pedido de prisão do então governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda. Também rejeitou recurso do Ministério Público contra o ex-ministro da Casa Civil (sempre ela!) Antônio Palocci, pelos problemas que ele teve nos tempos da Prefeitura de Ribeirão Preto. Ou seja, se ele votar a favor de Lula não será nenhuma surpresa histórica...

Enquanto nada se resolve, ou tudo tende a ficar do mesmo jeito, precisamos nos mobilizar a protestar. É urgente debater o funcionamento do judiciário e do ministério público no País das injustiças, da impunidade, do rigor seletivo e das jagunçagens promovidas pelas variadas pelas variadas "gestapos" estatais. Precisamos discutir a implantação da Democracia verdadeira, a segurança do Direito, no Brasil. Do contrário, a suruba institucional só vai ganhar mais adeptos...

O jogo promete ficar bem divertido... Ainda mais com a "colaboração" da Odebrecht. A listinha de mais de 200 políticos beneficiados pela grana da empresa, em diversos negócios públicos, vai alimentar a "guerra do fim dos imundos", de todos contra todos. O País inteiro ficará sabendo parte do que se passa nos bastidores econômicos da politicagem. Atacar a demagogia e a corrupção será fundamental para a construção de Democracia.

Releia a primeira edição desta quarta: Suruba Institucional: Dilma parte para judicialização da politicagem, e STF começa a salvar Lula do Moro  

Releia a segunda edição de ontem: A Cadeia da Legalidade e a Legalidade da Cadeia: Lula e Dilma desafiam espírito de corpo do Judiciário


Faca de dois legumes

Do jornalista Merval Pereira, uma advertência para Dilma:


"A reclamação da AGU no STF a respeito das gravações da conversa entre o ex-presidente Lula e a presidente Dilma pode ter sido um tiro no pé para ela. O ministro Teori Zavascki vai mandar para a PGR todos os audios e o procurador-geral vai dizer se houve ilegalidade por parte do juiz Moro ou se houve um crime constatado no áudio. O procurador pode pedir uma punição administrativa contra o juiz, mas pode também abrir um processo contra a presidente Dilma por obstrução da justiça".

Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 23 de Março de 2016.

4 comentários:

Estéfani JOSÉ Agoston disse...

Quo usque tandem abutere, Teori Zavascki, patientia nostra?
Quam diu etiam furor iste tuus eludet?
Quem ad finem sese effrenata iactabit audacia?


Até quando, Teori Zavaski, abusarás da nossa paciência?
Por quanto tempo a tua loucura há de zombar de nós?
A que extremos se há de precipitar a tua desenfreada audácia?

Anônimo disse...

Quanto aos militares, lealdade a mais não é lealdade mas sim traição.

Anônimo disse...

EU TAMBÉM LUTAREI PARA MORO E O RESTO DA MAFIA PARAR NA CADEIA...

Anônimo disse...

Só espio.

http://www.viomundo.com.br/politica/periferiascontraogolpe-nao-vai-ter-luto-vai-ter-luta.html