segunda-feira, 4 de abril de 2016

Antes era o cara; Hoje é o Caracu!


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

O cara alho rescende, nada esquece e nada aprende.

Caramba! Não viu ainda que vai entrar no samba?

Carambola dá três tabelas na ex. Seria caso de triplex?

Carantonha , carranca de chata; por quê seus piolhos não cata

Caramelo é um marco! Aurélio, dicionário. Dá la, toma cá. Da fantasia está na ilha, depois de nomear a filha. Pé de cabra ou pé de atleta? Vai perder a motocicleta.

Carúnculas mitriformes indicam que a honra da república já foi. Estuprada por nojento boi. Aguardem os próximos informes.

Caracas! Belo destino para anta e pacas.

Caríssimos leitores: aguentem um pouco mais este circo de horrores.

Carimbo pros que estão no muro. Bebem água; beberão cianuro ?

Caráter é o que lhe falta, agora nas luzes da ribalta.

Cagado de urubu, o boi é hoje caracu !


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

3 comentários:

Loumari disse...

FIM DE NAMORO DE UM ADVOGADO

ADVOGADO TERMINANDO O NAMORO:

Prezada GEORGINA ARMANDO DOS SANTOS GUIRRUTA,

Face aos acontecimentos de nosso relacionamento, venho por meio desta, na qualidade de homem que sou, apesar de V Sª. não me deixar demonstrar, uma vez que não me foi permitido devassar vossa lascívia, retratar-me formalmente, de todos os termos até então empregados à sua pessoa, o que faço com sucedâneo no que segue:

1- DA INICIAL MÁ-FÉ DE VOSSA SENHORIA:

1.1 CONSIDERANDO QUE nos conhecemos na balada e que nem precisei perguntar seu nome direito, para logo chegar te beijando;

1.2. CONSIDERANDO seu olhar de tarada enquanto dançava na pista esperando eu me aproximar

1..3. CONSIDERANDO QUE com os beijos nervosos que trocamos naquela

noite, V.Sa. me induziu a crer que logo estaríamos explorando nossos corpos, em incessante e incansável atividade sexual. Passei então, a me encontrar com Vossa Senhoria.

2- DOS PREJUÍZOS EXPERIMENTADOS:

2.1 CONSIDERANDO QUE fomos ao cinema e fui eu quem paguei as entradas, sem se falar no jantar após o filme.

2. 2. CONSIDERANDO QUE já levei Vossa Senhoria em boates das mais badaladas e caras, sendo certo que fui eu, de igual sorte, quem bancou os gastos.

2. 3. CONSIDERANDO QUE até à praia já fomos juntos, sem que Vossa

Senhoria gastasse um centavo sequer, eis que todos os gastos eram por mim experimentados, e que Vossa Senhoria não quis nem colocar biquíni alegando que estava ventando muito..

3- DAS RAZÕES DE SER DO PRESENTE:

3.1. CONSIDERANDO AINDA QUE até a presente data, após o longínquo prazo de duas semanas, Vossa Senhoria não me deixou tocar, sequer na sua panturrilha.

3.2. CONSIDERANDO QUE Vossa Senhoria ainda não me deixa encostar a mão nem na sua cintura com a alegaçãozinha barata de que sente

cócegas.

DECIDO SOBRE NOSSO RELACIONAMENTO O SEGUINTE.

4- DO ENCERRAMENTO

4.1. Vá até a mulher de vida airada que também é sua progenitora, pois eu não sou mais um ser humano do sexo masculino que usa calças curtas e a atividade sexual não é para mim, um lazer, mas sim uma necessidade premente.

4.2. Não me venha com "colóquios flácidos para acalentar bovinos" de que pensava que eu era diferente.

4.3. Saiba que vou te processar por me iludir aparentando ser a

mulher dos meus sonhos, e, na verdade, só me fez perder tempo, dinheiro e deitar elogios fora, além de me abalar emocionalmente.

Sinceramente, sem mais para o momento, fique com o meu cordial "vá tomar no meio do olho do orifício rugoso localizado na região

ínfero-lombar de sua anatomia " que esse relacionamento já inflou o volume da minha bolsa escrotal!

Dou assim por encerrado o nosso relacionamento, nada mais subsistindo entre nós, salvo o dever de indemniização pelos prejuizos causados que a senhora deve me ressarcir.

Pede e espera deferimento...

Anônimo disse...

O arquiteto Ocar Niemeyer ficaria furioso, se vivo fosse, com a transformação que o PT fez de sua grandiosa e bela obra em Brasília. O PT transformou o belo Palácio do Planalto em um castelo mal assombrado:Tem um fantasma que tomou conta do local; tem zumbis executando ordens; uma bruxa malvada totalmente descontrolada; bruxo de plantão, que já habitou o local; morto-vivo reaparecendo para atormentar a todos lá.

Anônimo disse...

No desespero dos últimos momentos de "estadista", o mais "honesto" do Brasil é capaz de copiar esse discurso de Fidel:
"Fidel está fazendo um de seus famosos discursos:
— E a partir de agora teremos de fazer mais sacrifícios!
Diz alguém na multidão:
— Trabalharemos o dobro!
— ... E temos de entender que haverá menos alimentos!Diz a mesma voz:
— Trabalharemos o triplo!
— ... E as dificuldades vão aumentar!Completa a mesma voz:
— Trabalharemos o quádruplo!Aí o Fidel pergunta ao chefe de segurança:
— Quem é esse sujeito que vai trabalhar tanto?
— O coveiro, mi comandante."