quarta-feira, 13 de abril de 2016

"Cadeia da Ilegalidade"


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Renato Sant'Ana

"Tudo que eles querem é que a maioria das pessoas fique em casa falando mal dos políticos em vez de tomar posição e pressionar os poderes constituídos a uma mudança."

O Palácio do Planalto virou palanque da Dilma. Cada vez ela reúne um grupo diferente. Nesta terça-feira (12/04) eram professores e supostos alunos. Sem carisma, com raiva e desprovida de conteúdo, sem nomear ninguém ela atacou "inimigos" identificáveis - sempre a ladainha do "golpe". Chamou a imprensa; jornalistas esperavam um pronunciamento ou uma entrevista coletiva. Nada! Só o palanque!

Mas conseguiu: rádios e TVs fizeram o resto. A Rádio Gaúcha de Porto Alegre, por exemplo, reproduziu quase na íntegra a fala da petista. Claro, o Sr. Cyro Martins, diretor da emissora, dirá "É notícia, não podemos ignorar!". Certo. Porém deveria ser igualmente notícia Dilma usar o Palácio do Planalto - que não pertence ao PT nem ao governo, mas ao Estado - para um fim particular: o evento foi partidário, não um ato de governo. É ilegal! É imoral! É ofensivo! Mas os jornalistas não se atêm a esse pormenor. Registre-se que a Gaúcha, numa publicidade institucional (não sei se ainda está no ar), anuncia-se como "isenta". Existe isenção em jornalismo? Se ao menos houvesse dito "imparcial"...

Comportamento igual ao da Gaúcha - até pior - tiveram TVs como a Band News TV e a Globo News. Elas repetiram à exaustão o discurso de palanque (falacioso, por conseguinte). É a cadeia da ilegalidade!

E ainda tem gente que acredita na balela petista segundo a qual a "mídia monopolista" persegue "este governo", servindo as elites, etc.

Mas nem todo mundo é pateta! Podemos decifrar o discurso. Ao mesmo tempo que oferecem uma "narrativa" para a militância, governistas estão empenhados em plantar a desesperança, o desânimo e o pessimismo no coração daqueles que se revoltaram contra a corrupção e a truculência do governo. Tudo que eles querem é que a maioria das pessoas fique em casa falando mal dos políticos em vez de tomar posição e pressionar os poderes constituídos a uma mudança. Só que o 13 de março de 2016 foi o maior ato cívico da história do Brasil e abalou as "estruturas de poder".

Contra toda ilegalidade, estamos mudando o Brasil!

P.S. Leia no Alerta Total "O presentão da Bandeirantes para Dilma":

http://www.alertatotal.net/2016/03/o-presentao-da-bandeirantes-para-dilma.html


Renato Sant'Ana é Psicólogo e Bacharel em Direito.

Nenhum comentário: