domingo, 10 de abril de 2016

Com medo de povo


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Renato Sant'Ana

Bizarro! Deputados governistas (em 07/04) foram ao Supremo Tribunal Federal conversar com o presidente da casa, Ricardo Lewandowski.

Conversar? Como colegiais que vão à secretaria da escola se queixar de coleguinhas que "estão enticando", os petistas Afonso Florence (BA), Wadih Damous (RJ) e Paulo Teixeira (SP), além da comunista Jandira Feghali (RJ) foram reclamar, entre outras coisas, da possibilidade de votação do impeachment pelo plenário em um domingo.

Por que não no domingo? O petista Wadih Damous exprime a inquietação: "Permitir que milhares, talvez milhões de pessoas venham para a Praça dos Três Poderes em um clima de conflagração, isso não é efetivamente um processo democrático, isso é uma tentativa de condicionar o resultado do processo." Tradução: os petistas não querem o povo por perto.

Por segurança? Não! Esses luminares nada fizeram, por exemplo, quando Lula ameaçou todo mundo com o "exército do Stédile"! Calaram também quando há poucos dias outro petista, Aristides Santos, em evento no Palácio do Planalto, ameaçou invadir propriedades, casas, fazendas, enfrentar com violência quem está contra o governo.

Tudo claro: mesmo com a militância paga e com o apoio da pelegada dos sindicatos, o PT vem tendo pouca gente em qualquer manifestação popular. Por isso estão pleiteando que o Judiciário atropele o Legislativo e impeça votação no domingo. Ora, quem tem tempo, durante a semana, para manifestações? Só petistas! Quem trabalha não têm!

A reação petista, cheia de temor, mostra a importância das manifestações livres - como a grandiosa do último 13 de março! Estão mudando o Brasil!


Renato Sant'Ana é Psicólogo e Bacharel em Direito.

3 comentários:

Martim Berto Fuchs disse...

"Ora, quem tem tempo, durante a semana, para manifestações? Só petistas! Quem trabalha não têm!"

Se a votação cair num dia de semana, vamos "convidar" o patrão a nos dar folga naquele dia. Melhor seria se ele patrão criasse vergonha na cara e aderisse à uma greve geral das empresas privadas contra os políticos de todos matizes.
Parece não se darem conta, que a seguir neste ritmo, vão acabar fechando suas empresas, o que é bem pior do que uns dias de greve geral.

Anônimo disse...

esses petistas vai cair

Anônimo disse...

é acabou a vagabundagem pro pt ta na hora de trabalhar