sexta-feira, 8 de abril de 2016

Jararaca Lula vai deitar e rolar... Até quando?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Pergunta longa: Como se sente o sujeito pobre ou classe média, desempregado, endividado, sem renda para pagar as contas básicas e fundamentais do dia-a-dia, sobrevivendo em um Brasil Capimunista, Rentista e Corrupto, que mais parece um grande presídio a céu aberto, onde a impunidade ridiculariza impressionantes denúncias concretas contra o desgoverno do crime organizado? Resposta curta e grossa: Muito PT da vida!

Outra pergunta longa: Como a Presidenta Dilma Rousseff terá a cara de pau de responder à denúncia do Tribunal de Contas da União, que não é "tribunal", mas mandou suspender o Programa Nacional de Reforma Agrária, depois que auditores comprovaram que entre os beneficiados da reforma agrária petista, ganhando terra e recursos, aparecem quase 62 mil empresários, 144 mil servidores públicos e quase 38 mil mortos, além de mais de mil políticos eleitos, 800 vereadores, quase 100 deputados estaduais, 69 vice-prefeitos, quatro prefeitos e até um senador? Resposta em tom de dúvida irônica: Não seria mais um crime de responsabilidade cometido pela Dilma?

Mais uma indagação longuíssima: Como a maioria do Supremo Tribunal Federal terá condições de aceitar a legalidade da posse de Lula como ministro da Casa Civil, depois que o Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, voltou atrás e constatou que “o decreto de nomeação, sob ótica apenas formal, não contém vício. Reveste-se de aparência de legalidade. Há, contudo, que se verificar se o ato administrativo foi praticado com desvio de finalidade – já que esse é o fundamento central das impetrações –, e ato maculado por desvio de poder quase sempre ostenta aparência de legalidade, pois o desvio opera por dissimulação das reais intenções do agente que o pratica”? Resposta básica: Fala sério, STF...

Agora uma pergunta curta, que todo mundo faz: O impeachment da Dilma sai? A complicada resposta depende do alto grau de fisiologismo, patrimonialismo e corrupção - vícios culturalmente arraigados na esmagadora maioria dos 513 deputados federais. Até ontem, um placar do Estadão indicava que havia 66 indecisos e 64 parlamentares sem opinião formada ou declarada sobre o assunto. Eles devem engrossar o coro dos 112 que, até agora, defendem a permanência de Dilma. Até agora há 271 votos declaradamente favoráveis ao impedimento - que tem grandes chances de não acontecer...

É por isso que Dilma continua deitando e rolando na falsa tese de "golpe", como insistiu ontem, em pleno Palácio do Planalto, ao criticar a revelação sobre a bombástica delação premiada de Otávio de Azevedo, ex-presidente da empreiteira Andrade Gutierrez, revelando crimes nas doações milionárias para financiamento de partidos por meio de contratos da Petrobras e da Usina de Belo Monte convertidos em doações legais. Antes de cair definitivamente, Dilma assassina a paciência dos brasileiros:

“Na trama golpista, eu gostaria de destacar, também, o uso de vazamentos seletivos. A nossa Constituição, que garante a privacidade, mas, sobretudo, a legislação vigente, proíbem vazamentos que hoje, na verdade, constituem vazamentos premeditados, vazamentos direcionados, com o claro objetivo de criar ambiente propício ao golpe. Vazar porque não é necessário provar, basta noticiar, basta acusar. Nós poderemos ter, nos próximos dias, muitos vazamentos oportunistas e seletivos. Eu determinei ao senhor ministro da Justiça a rigorosa apuração de responsabilidades por vazamento recentes, bem como tomar todas as medidas judiciais cabíveis. Passou de todos os limites a seleção muito clara de vazamentos em nosso país”.

Dilma fica no cai-não-cai, Lula no assume ou vai preso, e a economia brasileira desanda mais ainda. Os gestores de fundos multimercado evitam aumentar as posições enquanto aguardam a votação do impeachment  no plenário da Câmara, que deve ocorrer até dia 19. As aplicações voltam para as taxas de juros com prazos mais longos. Tem gente também apostando em posições vendidas em juros futuros em vencimentos com prazos intermediários, como para janeiro de 2019. O Banco Central aproveita a recente queda do dólar para reduzir a posição em contratos de swap cambial. Acendeu-se um sinal de alerta por causa da possível desaceleração acentuada da economia global.

Em meio a uma brutal crise econômica, em meio à guerra entre os poderes republicanos, rumo a uma ruptura institucional combinada com a destruição do País, uma coisa é certa: Lula continua o mesmo poderoso de sempre. Ontem, durante duas horas, longe dos olhares profanos em Brasília, prestou seu terceiro depoimento à Força Tarefa da Lava Jato. Como Lula permanece com o status de "poderosíssimo", seu depoimento fica sob sigilo. O Presidentro segue investigado pela Lava Jato, mas conta, por enquanto, sob as graças do foro privilegiado do Supremo Tribunal Federal.

Na República de Brasuruga, ninguém se surpreenda se Lula voltar a ser Presidente de fato, caso o impeachment não aconteça e o STF deixe ele assumir a Casa Covil - onde a Jararaca vai continuar deitando e rolando como nunca antes na História desse País... Em um hotel, em Brasília, Lula mantém um banker para negociações políticas do deputados e senadores, a fim de barrar o impeachment da Dilma... Ele é o cara... Né, Obama...

O único detalhe importante é: a maioria dos brasileiros, interligada em redes sociais, está ficando cada vez mais PT da vida... Quem sabe a Democracia brasileira nasce a partir do emputecimento?  

100 anos de perdão?

Por que será que a petelândia, pregadora da falsa justiça social, não defende a inovadora tese de "100 anos de perdão" para o bando de mequetrefes que invadiu o tal sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP), que não pertence ao líder Lula?

Dois dos ladrões pés de chinelo foram pegos com parte do material roubado: vinhos importados caríssimos, charutos cubanos e até cremes de maquiagem especiais que tinham, no rótulo, o nome de Marisa Letícia da Silva.

Maneira foi a notinha do Instituto Lula, avisando que não iria comentar o furto e pedindo que fossem procurados Fernando Bittar e Jonas Suassuna, que, segundo insiste a entidade, são os proprietários do sítio.

Explica, Dilminha

Mais uma que vai da República de Curitiba para o STF...

O juiz federal Augusto César Pansini Gonçalves, da 1ª Vara Federal de Curitiba, determinou abertura de ação “com urgência” contra a presidente Dilma Rousseff e o ministro da Justiça, Eugênio Aragão, pela suposta tentativa de interferir nas investigações da Operação Lava-Jato:

“Próceres do Partido dos Trabalhadores, especialmente o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (investigado, ressalte-se, na Operação Lava-Jato), vinham fazendo seguidas críticas à atuação do antigo ministro da Justiça e atual Advogado Geral da União, José Eduardo Cardozo, alegando que ele não controlava a atuação da Polícia Federal, intimidações que, aliás, precipitaram a sua saída do Ministério da Justiça”.

Motivos claros

O despacho do magistrado foi dado em resposta a ação popular ajuizada pelo deputado Fernando Francischini (SDD-PR), que pede ainda liminar para que o ministro se abstenha de promover alteração na cadeia de comando da Polícia Federal que atua na Lava-Jato, bem como a remoção de qualquer dos agentes sem motivo estritamente fundamentado nas hipóteses previstas na lei.

Na ação, o deputado Francischini alega que a Presidência da República nomeou Aragão diante de uma “malfada e reiterada tentativa de burlar a Constituição para fazer prevalecer a vontade do grupo político que mantém subjugado o interesse público aos partidários”.

O deputado defende que o ato de remoção será “inválido por desvio de finalidade e também lesivo ao Erário e ao princípio da moralidade administrativa”.

Toc, Toc, Toc...

Recomendação muito útil do publicitário Enio Mainardi, no Facebook:

"Vamos bater na porta do PSDB? Ô de casa...toc...toc...toc... O Serra tá aí dentro? Ninguém? E o Alckmin, saiu ontem e ainda não voltou? Sei...Mas o Aécio tá, num tá? Ahhhh, sei, ele não está nunca. O FHC, talvez? Hummmmm. Bom, então vou deixar um recado: diz prá eles que o pau tá comendo aqui. Que o Lula tá comprando senador e deputado por atacado. Tem até promoção, compre um senador e leve dois deputados. O STF está essefetando, no vulgar, estão tirando o deles da reta. E que o Moro ainda não recebeu de nenhum dos bacanas do PSDB nem um recadinho de apoio. Mas isso não é de estranhar, eles não saem mesmo nunca de cima do muro. Quer saber? Não vou deixar recado nenhum. Eles é que sabem da vida deles. Passarinho que come pedra, sabe o cu que tem".

Amado Mestre


Dando as cartas


Nem vai, nem fica


Mudança providencial


Dangerous


Quem merece perder o emprego?



Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 8 de Abril de 2016.

3 comentários:

Anônimo disse...

Ô recadinho de mestre! Ou de gênio?

Anônimo disse...

o senador Lindbergh Farias acha hoje, que tirar a Dilma é golpe, mas tirar o Colllllor naquela época, era legal, durma com esse barulho todo, pior ainda, o CoLLLor é seu colega, deve ser muito alegre com isso.
Fora Dilma,fora o " Christopher Lee tupiniquim". Impeachment nelles todos.
ELEIÇÕES JÁ, gerais e irrestritas. Delcídio Amaral nelles. Juiz federal Sérgio Moro (cadeia)nellles.

Anônimo disse...

Alguns políticos querem emplacar a ideia de eleições gerais antecipadas como se fosse a solução, mas na verdade seria esperteza. Com o governo em frangalhos, seria fácil convencer o povo a votar em candidatos tão iguais quanto aos petistas.Marina Silva seria uma. Felizmente, a Constituição Federal já dá as alternativas de substituição.Agora se os substitutos forem todos expulsos ou em cana, aí,não vai ter jeito. O que se vê na TV, diariamente, é propaganda de partidos se passando como salvadores da pátria e um monte de caras de pau tentando enganar o povo.