segunda-feira, 11 de abril de 2016

"Não"


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Paulo Roberto Gotaç

Por que o STF não goza, em grande parcela da sociedade, de um nível mínimo de confiança? 

Será devido, entre outros fatores, à decisão, inédita na república, tomada recentemente pelo Ministro Marco Aurélio Mello, impregnada de motivação política, ao determinar que o Vice-presidente seja também incluído no processo em curso de afastamento da Presidente? 

Ou por causa da censura explícita ao Juiz Sérgio Moro, que já condenou dezenas de implicados poderosos na Lava a Jato? 

Pode ser ainda pelo fato, de difícil justificativa, de ordenar a transferência para a suprema Corte de todo o processo referente ao cidadão comum, sem foro privilegiado, Luiz Inácio Lula da Silva? 

Ou porque esse mesmo cidadão, em escuta reveladora, declara com todas as letras que o STF é acovardado e ainda indaga sobre "o negócio" da Rosa Weber e fica tudo por isso mesmo? 

Pode ser também que a falta de credibilidade ocorra pela concessão de estranhos recursos infringentes que livraram da cadeia vários réus do mensalão? 

O fato é que a instituição que deveria ser um modelo de discrição e isenção, demonstra parcialidade e dá a incômoda impressão que seus membros estão em dívida com quem os nomeia através de um critério que necessita ser urgentemente revisto, 

Afinal, é triste ver um entrevistador na televisão, em programa transmitido para todo o país, responder um sonoro "não", ao ser indagado pelo Ministro do STF entrevistado: "você não acredita na sua Suprema Corte?"


Paulo Roberto Gotaç é Capitão de Mar e Guerra, reformado.

Um comentário:

Anônimo disse...

O negócio é manter sempre o cocho muito cheio de farelo....assim os ruminantes ficam mansos e fazem sempre o que o dono quer...