sexta-feira, 27 de maio de 2016

Derradeiro Ato


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Estamos no desfiladeiro de Termópilas.

Somos trezentos contra cento e cinquenta mil inimigos.

O aparelhamento é total. Felizmente o paladino dos canalhas é um pseudo gigante de pés barrosos. Por inteligentes, ele e seus pares já perceberam que serão os primeiros a serem empalados.

Traição é pior que roubo.

A classe política está com merda até o bigode do sarnento.

O golpe de misericórdia será a metralhadora de M.O. Otário e bravateiro, pensa se salvar do cativeiro.

De que servem os milhões se tiver que se ajoelhar nos milhinhos ?

A teoria do dominó se concretizará sem dó.

Quanto tempo mais pode durar a pantomima?

Um mês?

O vértigo final está próximo.

A quase totalidade dos idiotinhas não conhecem a dona Onça.

Temos molusco em seu ocaso e uma irrelevAnta por acaso.

A protofonia do fim da guerra dos imundos será aberta a toque de clarim.

O estribilho: rátátá.

Para todos os ratos, ratatouille.

“In tanto buio lo sguardo è nullo” Rigoletto (primeiro ato, cena 15)


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Nenhum comentário: