sábado, 14 de maio de 2016

Liberdade, Liberdade... Só para quem merece!


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Melhor seria que fosse absolutamente verdadeira a mensagem estampada na primeira página do jornal Gazeta de Notícias de 14 de maio de 1888. A publicação de 128 anos atrás destaca um artigo de José do Patrocínio - um dos grandes líderes da causa abolicionista no Brasil. A Princesa Izabel assinou a Lei Áurea em 13 de maio. No entanto, simbolicamente, a escravidão ainda não foi extinta no Brasil. "Todas as iniciativas da classe política e dos barões do serviço público objetivam manter e ampliar a dominação sobre o povo" - bem lembra o jurista Antônio José Ribas Paiva, um dos defensores da solução para o País, a Intervenção Cívica Constitucional".

O advogado Ribas Paiva resume nossa tragicomédia história de forma justa e perfeita: "No Brasil já ocorreram várias revoluções contra os membros do Poder Executivo e do Legislativo, mas nunca houve revolução contra a parte podre dos membros do Judiciário. De nada adianta depurar os Poderes Executivo e Legislativo, se a maçã podre do Judiciário continuar a contaminar os Poderes da República. A próxima Intervenção Cívica Constitucional , para aprimorar as instituições, e promover a Autodeterminação do BrasilL, deverá extirpar a parte podre dos componentes do Poder Judiciário, até em homenagem aos magistrados e demais servidores honestos desse Poder".

Antônio Ribas Paiva, novamente, insiste na saída correta: "O caminho para o Novo Brasil passa pelo aprimoramento institucional, que é a formulação de conceitos e mecanismos, que garantam que criminosos, populistas e ou demagogos não mais usurpem o Poder do Estado. Primeiro conceito: DEMOCRACIA É A SEGURANÇA DO DIREITO. Primeiro mecanismo : FISCALIZAÇÃO PERMANENTE DO EXERCÍCIO DO PODER PÚBLICO - os eleitores deverão compor todas as corregedorias, porque ninguém pode ser fiscal de si mesmo, no trato da coisa pública".

A recomendação de Ribas Paiva vem ao encontro de um recente alerta emitido pelos procuradores da República e delegados da Polícia Federal. Pedindo "vênia" na onda de otimismo que embriaga o Brasil após o afastamento (por enquanto temporário) de Dilma Rousseff, os tocadores da Lava Jato ponderam que o impedimento da Presidente não representa um avanço no combate à corrupção no Brasil. O procurador da República Deltan Dallagnol adverte: “Sem reforma política e sem reforma do sistema judiciário”, a Lava Jato continuará a ser “um ponto fora da curva”.

Deltan Dallagnol vai direto ao ponto: “Vivemos um momento muito delicado. Preocupa o ponto de vista de parcela da opinião pública, de que com a mudança política de governo, existe meio caminho andado contra a corrupção. Não existe. Se queremos caminhar efetivamente em passos sólidos contra a corrupção, precisamos de reforma política e de reforma do sistema de Justiça, as 10 Medidas contra a Corrupção”.

As famosas 10 Medidas foram propostas reunidas pelo MPF em um pacote de projetos de lei encaminhado ao Congresso, com mais de 1,5 milhão de assinaturas populares, que endurece as penas contra o colarinho branco no País. O probleminha prático gerado por nossa escrota realidade é: um Congresso com centenas de parlamentares com problemas judiciais, dificilmente, vai se empenhar em aprovar medidas que contenham a ação do crime politicamente organizado no Brasil. Por isso, a legítima pressão cidadã contra os corruptos é o único remédio.

A pressão funciona tão bem que Michel Temer foi obrigado a prometer apoio à Lava Jato - nem que tenha sido em duas pequenas frases no primeiro discurso de posse. Temer destacou: "A moral pública será permanentemente buscada por instrumentos de controle e apuração de desvios. Nesse contexto, a Lava-Jato tornou-se referência e deve ter prosseguimento e proteção contra qualquer tentativa de enfraquecê-la".

Já que Temer não pode desagradar tantos aliados enrolados na Lava Jato, escalou seu ministro da Justiça para tornar a promessa mais palpável. A primeira decisão de Alexandre de Moraes foi manter Leandro Daiello no cargo de Diretor-Geral da Polícia Federal. Moraes frisou: "Temos não só que mantê-la, mas dar mais celeridade. É uma belíssima operação da PF, do ponto de vista estratégico. O 'timing' é certo, pois é feita com estratégiaA Lava-Jato é prioridade para o ministério da Justiça. Quem me conhece sabe que minha vida sempre foi voltada para o combate total à corrupção. Então, é todo o apoio à Polícia Federal, todo apoio ao Ministério Público, do qual eu fiz parte, nós vamos até o fim no combate à corrupção".


O desafio será gigantesco. Finalmente, a profusão de delações premiadas de empreiteiros fez a Lava Jato atingir um dos maiores "aliados e parceiros" de Lula: o ex-governador fluminense, o vascaíno Sérgio Cabral Filho. Ex-diretores da Andrade Gutierrez denunciaram que Cabralzinho chegou a receber mesadas de R$ 300 mil por mês. Na versão dos acusadores, Serginho exigia como propina de 1% a 5% do valor dos contratos. Logicamente, Cabral nega, veementemente, tais acusações... Lula e tantos outros políticos suspeitos ou denunciados na Lava Jato têm esse mesmo comportamento defensivo...

Resumindo: Liberdade, liberdade é muito bom para quem merece... Corruptos merecem punição exemplar, no rigor da lei penal. A geladeira de Curitiba, com chuveiros que não esquentam direito, espera pelos ladrões da nação brasileira...

Basta de sermos escravos de tantos corruptos! Lembre-se: quem coloca os corruptos no poder somos nós mesmos... Então, mudemos nós, para mudarmos eles...
    
Encontro marcado com a geladeira


Aos "artistas e Intelectuais"


Resposta curta e grossa do médico Milton Simon Pores à carta dos "artistas" e "intelectuais ao Presidente Michel Temer:

"Toda Cultura, toda Arte que precisa de um "Ministério" e de uma "Lei" para ser defendida deveria simplesmente DESAPARECER. As Leis e os Ministérios nasceram POR CAUSA da Cultura; não o contrário. Os brasileiros de bem já sabem que os senhores não são "artistas" nem "intelectuais" mas sim militantes que apoiam a Organização Criminosa Petista que ontem foi derrubada do Governo e que lhes fornecia dinheiro público a título de "estimulo". Comecem a trabalhar e deixem o Brasil em paz. Ele não pertence mais ao PT!"

Mais viralizada

Frase mais espalhada ontem nas redes sociais:

É melhor "Temer" o futuro que ver o Brasil acabar "Dilma" vez!!!

Brinca, ministro...

Releia a segunda edição de sexta-feira 13: Brincadeira temerária do Meirelles


Tensão da queda


Difícil de entender...


Papo Temerário


Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 14 de Maio de 2016.

11 comentários:

Anônimo disse...

A ESCRAVIDÃO CORRE SOLTO E O JUDICIARIO É O RESPONSAVEL POIS NÃO APLICA O RITO SUMARIO NOS PROCESSOS QUE NÃO DEVERIAM DURAR MEIA HORA. QUEM GANHA COM ISSO É O SINDICATO E O ADVOGADO QUE FAZEM ACORDOS POR FORA E O TRABALHADORÉ LESADO.

Anônimo disse...

Um conjunto de motivos permitem a pratica do trabalho escravo até hoje, a terceirização, os sindicatos, os advogados, o próprio judiciário conspiram para o trabalhador se render. Vou tentar explicar dessa maneira. O trabalhador é contratado pela terceirizada, a mesma não lhe registra, não paga, não recolhe nada, o trabalhador precisa de um advogado para mover uma ação trabalhista, ai já corre o risco do advogado fazer um acordo extra judicial e embolsar esse dinheiro, os sindicatos a muito se uniram com o patronal para encobrir essas denuncias e os processos não seguirem, troco o advogado, recomeçando assim todo o processo, tentar a primeira audiência dura 6 meses se o patrão não for parente nem conhecido do juiz, já se vai mais um ano pra próxima audiência já se passam três ou quatro anos e nada resolvem, a terceirizada não possui bens para penhora a contratante recorre novamente dai lá se vão mais 5 anos, então isso é tudo culpa do judiciário, ministério, E DELEGACIA DO TRABALHO QUE NUNCA INVESTIGA NEM UMA DENUNCIA... sentença nem uma é executada e você além de ser roubado escravizado ainda vira piada dos incompetentes e mafiosos juízes...

Carlo Germani disse...

Milton Simões Pires,mais uma vez,vai direto ao ponto.Bingo!

Anônimo disse...

OAB, SINDICATOS, JUDICIARIO, DELEGACIA DO TRABALHO, SE UNEM E SE DIVERTEM COM TUDO ISSO... EXISTEM CASOS ONDE JUIZES LIBERAM SAQUES DO FUNDO DE GARANTIA PARA TERCEIROS O DINHEIRO É RATEADO E O TRABALHADOR FICA SEM O DINHEIRO... TENTEM RECEBER UMA CAUSA TRABALHISTA DE UM INSTITUTO, DE UMA MULTINACIONAL E SABERÃO O QUE É SOFRER UM TRABALHO ESCRAVO...

Loumari disse...

O que vão ler aqui é uma mensagem, a voz de povo moçambicano para os seus amados e apreciáveis VARONIS GUERREIROS JORNALISTAS. Mas a mensagem é fundamentalmente de carácter UNIVERSAL.


Depositamos em jornalistas a responsabilidade de levar as nossas preocupações aos governantes

Os profissionais de comunicação social deste país têm desempenhado um importantíssimo papel, seja na provisão de informações para colocar actualizada a nossa sociedade, seja para denunciar o que ocorre mal no nosso seio.
Através de vós ficamos a saber das diversas actividades que os nossos governantes levam a cabo para o bem dos seus governados. Ficamos, também, sensibilizados acerca dos nossos deveres, como pagar impostos e outras taxas, por exemplo. Sabemos, através de jornalistas, dos cuidados que devemos ter para evitar as doenças, prevenir as calamidades, bem como sobre os calendários de vacinação, das matrícula das crianças, e muito mais. Tudo isto é positivo e encorajamos que continuem trilhando por estes caminhos comunicação social deste país têm desempenhado um importantíssimo papel, seja na provisão de informações para colocar actualizada a nossa sociedade, seja para denunciar o que ocorre mal no nosso seio.

Através de vós ficamos a saber das diversas actividades que os nossos governantes levam a cabo para o bem dos seus governados. Ficamos, também, sensibilizados acerca dos nossos deveres, como pagar impostos e outras taxas, por exemplo. Sabemos, através de jornalistas, dos cuidados que devemos ter para evitar as doenças, prevenir as calamidades, bem como sobre os calendários de vacinação, das matrícula das crianças, e muito mais. Tudo isto é positivo e encorajamos que continuem trilhando por estes caminhos.
Nós, como moçambicanos, depositamos em vocês, jornalistas, a responsabilidade de levar as nossas preocupações aos nossos governantes e suas respectivas soluções para o nosso conhecimento. Confiamos a vocês a investigação e esclarecimentos dos assuntos que se mostram pouco compreensíveis para a sociedade.

Entretanto, apesar de muita coisa boa que tem sido feita por vocês, jornalistas, algo tem-nos preocupado bastante no vosso trabalho. Ficamos indignados quando, na maioria das vezes, os senhores preocupam-se somente em ser os primeiros a despoletarem casos de crimes e outros que abalam a nossa sociedade, sem nos darem a conhecer o devido desfecho.
Basta para os senhores colocarem a informação em primeira mão e nunca se preocupam em dar prosseguimento da investigação para que nos deixem claros a cerca do desfecho e todos outros contornos dos casos.

Tivemos os casos de assassinato de Gilles Cistac, depois de uma semana a ser mediatizado o caso, os jornalistas abandonaram e não se ouve nada em torno do assunto. O caso Kapise, depois de provada a existência de moçambicanos naquele país com estatuto de refugiados, vocês os jornalistas nunca trazem outros dados que mostram os reais motivos que terão causado a deslocação. Até agora o assunto encontra-se “morto” dentro dos meios de comunicação social. Estes e tantos outros casos que, por economia argumentativa, preferimos não mencionar, colocam-nos em dúvida acerca do papel que lhes confiamos.

O caso de descoberta da vala comum ou de cadáveres espalhados ao ar livre chocou com todos moçambicanos, e não só. Queríamos, que este caso não ficasse apenas naquela divulgação. Os senhores jornalistas devem seguir o caso até o último detalhe menos importante do assunto.
Queremos saber detalhadamente, quantos corpos são, sua identidade, os contornos da sua morte (inclusive data e local), e o mais importante ainda quem os matou.
Não queremos, tal como nos casos anteriormente mencionados, que o assunto termine por aqui. Prossigam com a investigação, queremos saber a verdade.
Por Delfim Anacleto
*Título da responsabilidade do @Verdade
Fonte: Jornal moçambicano "A Verdade" de 12 de Maio 2016

Anônimo disse...

Para relembrar, não faz muito que o trabalhador era forçado a trabalhar, sabados, domingos, feriados, quantas horas sem receber uma extra, dinheiro da passagem nem pensar, refeições nunca, O SESI ERA O PRINCIPAL ESCRAVAGISTA, VOCÊ ERA OBRIGADO A RECEBER UM VALE COMPRA COMO METADE DO PAGAMENTO E A OUTRA METADE ERA EM MERCADORIAS QUE ERA PRODUZIDA NA FIRMA SE QUIZESE DINHEIRO TINHA QUE SAIR VENDER AS MERDAS QUE LHE DAVAM COMO PAGAMENTO, TEVE CASOS QUE OS EMPRESARIOS CRIARAM MOEDAS PROPRIAS. O JUDICIARIO DEFENDIA ESSES ABSURDOS E APOIAVAM ESSES EMPRESARIOS,DANDO LATIFUNDIOS QUE ATÉ HOJE NÃO EXEGIRAM DE VOLTA, ANTONIO ERMINIO, MALUF, OS PEREIRA DA SILVA E MILHARES TODOS ESCRAVIZAVAM,COM AS BEMÇAOS DOS CANALHAS DO JUDICIARIO QUE ATÉ HOJE NÃO SE MEXEM...

Anônimo disse...

O LULALÁ já deve ter dito milhões de vezes: " O que é que tinha na cabeça para chama-la de a mãe do PAC"? Ou "onde é que fui amarrar meu jegue"? "Como fui plantar esse poste"?
Na [imagem] (Tensão da queda) dá para imaginar exatamente o que ele (Lulalá)estaria pensando. Aquele cidadão que está entre o arrependido LULA e a presidenta, parece que está chorando ou degustando um azedíssimo limão.

Anônimo disse...

TEMER PEGOU O BRASIL EM FRANGALHOS!
A CULPA foi daqueles que se deixaram subverter pelas falsas propagandas dos comunistas do PT e votaram neles, iludidos pelo espertalhão Lula, acusando a tudo e a todos, como Collor, Sarney, Maluf e outros de prejudicarem a nação, mas quando entrou, ele e seu partido de ABUTRES FORAM PIORES QUE ESSES JUNTOS!
NÃO FOI ASSIM QUE O BURGUÊS FIDEL CASTRO FEZ COM O CUBANOS QUERENDO "LIVRAR" ELES DOS CAPITALISTAS AMERICANOS?
Dilmerda e os sanguessugas do PT não têm a mínima condição de voltarem a governar o Brasil nem daqui a 100 anos, pois cada dia que passa, todos tomam mais nojo desses piratas que arrasaram o Brasil!
De que valem as republiquetas comunistas, quebradas e atrasadas da Venezuela, Cuba, Bolívia, Equador e Nicarágua censurando o "golpe" no Brasil?

Anônimo disse...

Quando o Brasil começa a caminhar, aparecem batedores de carteira para tirar o nosso dinheiro.Começamos de novo... carregando pedras, mas os lobos estão a espreita para 2018.Essa estória de imposto provisório é conversa fiada. Já tivemos a CPMF que era só para a saúde e todos se apoderaram dela. Tudo que é provisório no governo vira permanente. Os próprios empresários já disseram que não aceitariam mais impostos, principalmente essa famigerada CPMF. Será que já mudaram de opinião? Acredito que existam cortes e outros meios para aumentar a arrecadação. Tampar o buraco que o PT deixou, não tem jeito a médio prazo. É um verdadeiro "buraco negro", que suga tudo.

Anônimo disse...

O embaixador da Venezuela que foi chamado de volta, em protesto contra a derrota de Dilma,vai fazer uma faaalta!! Ele deve estar choramingando por ter que voltar para lá. Tomara que o nosso governo acabe com a pouca vergonha dos grupos guerrilheiros que se reúnem em são Paulo. Finalmente, voltamos a falar português e as cores do Palácio voltaram a ser da nossa bandeira.

Anônimo disse...

Sua Excelência, o Sr. Embaixador da Venezuela com certeza levou na mala diplomática uma boa quantidade de papel higiênico -- artigo de luxo em seu país de origem.
E que fique por lá, pois não precisamos de bolivarianos em nosso território.