terça-feira, 28 de junho de 2016

O Clube Militar e a Nova Era


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Gilberto Pimentel

Vivemos uma época de transição no mundo, passando de um cenário controlável e previsível, mais simples e estável para outro, diferentemente, complexo, fora de controle, imprevisível e instável, forçado pela acelerada evolução da tecnologia da informação e do conhecimento. O presente não é mais igual ao passado como até então fora.

Agora, as pessoas mudam a todo instante, em velocidade alucinante, com o advento da nova era. Hoje lidamos com indivíduos conectados, mais livres, críticos e informados. Todas as instituições precisam aprender a lidar com esse novo tipo de homem.

O caminho do sucesso mudou! Não há mais espaço para pessoas egoisticamente independentes, tomando força a interdependência de todos para caminhar em direção às metas.

Em meio a essa transição mundial, eis que o Brasil é assolado pela pior crise social, política e econômico-financeira de sua existência, não olvidando o colapso moral que nos aflige.

Vivemos tempos muito ruins, onde o exercício prospectivo é de dificílima execução. O Clube Militar, como qualquer outra instituição nacional, não ficou apartado desses transitórios óbices conjunturais.

O momento é, particularmente, penoso!

Nossa administração tem procurado, responsavelmente, tomar decisões para ultrapassar os indesejáveis obstáculos administrativos e financeiros que surgem. As medidas saneadoras têm sido empreendidas após detidos estudos, procurando minimizar ao máximo os inconvenientes para a família do Clube. As adotadas sinalizam que devam acontecer, ainda, alguns recrudescimentos reparadores. A busca pela eficiência tem que ser incrementada.

O Clube Militar, como de hábito, tem-se empenhado para satisfazer os anseios da sociedade brasileira e do seu quadro social em particular. Entretanto, ele também tem que se adaptar aos novos tempos. Um aprendizado difícil e caro, mas necessário. Todos os seus agentes têm de respirar a atmosfera ora reinante, seja a administração, sejam os seus conselheiros e diretores e sejam, ainda, seus associados em geral.

Os valores serão preservados e são basilares, mas terão de ser vividos em conformidade com essa interdependência que nos é imposta.

O passado glorioso continua sendo a referência, mas o “modus operandi” se modificou e não podemos ser ultrapassados, pois o preço seria muito alto para ser pago pela Instituição.

Estamos cientes de nossa responsabilidade, e convictos do compromisso imutável de preservar esse patrimônio legado, o material e o imaterial!

A caminhada da Casa da República há de prosseguir sempre!


Gilberto Pimentel, General, é presidente do Clube Militar.

3 comentários:

Sergio Soares disse...

Literalmente esses militares vivem em outro mundo ,em outra dimensão.

Anônimo disse...

Cleonice I Ferreira disse:
Excelentíssimo General Gilberto Pimentel, em tempo de guerras não podemos ficar esperando que os acontecimentos desenrolem e resolvam por si mesmo, faz necessária Intervenção Urgente. Li na REVISTA SOCIEDADE MILITAR,artigo de um general que afirma estarmos bem perto de não reverter a gravíssima situação em que encontra nosso país.
Não há tempo para debates,o momento requer ações enérgicas. E só as FFAA com o apoio do povo podem salvar o nosso Brasil.
Intervenção militar já.
BRASIL AME-O OU DEIXE-O PARA SEMPRE!

Anônimo disse...

Isso é um palhaço. Deveria estar num circo recitando as letrinhas de música que gosta de compartilhar em seu perfil de Facebook. Vejam o tipo de militar que forma nossas, não por acaso, Fraquezas Desmoralizadas.