sexta-feira, 17 de junho de 2016

Sarambé


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Seria cômico se não fosse trágico.

“Seu machado, dona enxada foi-se !”

Temer patuscada, cair na emboscada, rebater aleivosia, dar bola pro gabola que espalha merda sem ter mais o que perder, a serviço de um molusco que vai se fo..., é pura tolice !

O drone do momento é uma vara de jumento.

Pega cão sarnento, levador de uísque, janota cagão e sujos do petrolão!

Nada à dona Onça abala. Na festa de São João haverá farta distribuição de bala. O que com quentão se embala, verá onde a cauda rala.

Com frio não se lava o pé, nem a jato nem com buscapé.

Pra bancada do arco-íris, talvez possa ser consolo transitório, de menta um supositório.

Não escapará nenhum se a felina sair do jejum.

Modificação do protocolo:

Vossa Excrescência ponha a mão na consciência!

Meretríssimos canalhas, vão colher o que hoje plantam e no passado plantaram.

Estão todos fritos como cabritos; alguns assados.
O lábaro se fará labareda.

Quem for vivo verá, pavão depenado sem dó, como galinha carijó.

É tempo de jaburu. Vão todos tomar na rima.


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Nenhum comentário: